Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Rodas de samba em que você não paga para entrar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Por Sandro Barros

O Carnaval está aí, mas muitos curtem samba o ano inteiro. Para estes, há várias excelentes opções de rodas de samba espalhadas pelo Rio de Janeiro, onde você pode conhecer pessoas, curtir com amigos, namorar e, é claro, sambar.

Nesses tempos de crise econômica, fica uma pergunta: mas como desfrutar disso com pouca grana? Segue agora uma seleção que o Diário do Rio preparou com sete rodas em que você não paga para entrar. Divirta-se então ao som dessa música genuinamente carioca!

Samba da Ouvidor
As rodas de Samba da Ouvidor (foto acima) acontecem sempre na esquina da Rua da Ouvidor com a Rua do Mercado, normalmente um sábado por mês. O evento, que deu novos ares à Praça XV, tem o objetivo principal de contribuir para que o samba continue eterno. Pela página do Samba da Ouvidor, no Facebook, é que o evento é agendado e divulgado.

Samba de Lei
Na quinta-feira tem Samba de Lei no Arco do Teles, ali ao lado da Praça XV, no Centro. É na rua, tem DJ nos intervalos e acontece mesmo nos dias de chuva. Samba da melhor qualidade em um maravilhoso ponto histórico. Começa às 19h e o endereço é Travessa do Comércio, 18.

Gloriosa Roda de Samba

Realizada todo terceiro domingo do mês na Feira Popular da Glória, a Gloriosa Roda de Samba é comandada pelo grupo Mesa da Diretoria, o Bloco Arteiros da Glória e o músico Paulão 7 Cordas.

O repertório privilegia clássicos do samba brasileiro. Sempre no terceiro domingo do mês, a partir das 15h. A feira fica na Avenida Augusto Severo.

 

 

Samba do Barão
Em Vila Isabel, acontece Roda de Samba do Barão aos domingos, com a proposta de reverenciar músicos e compositores tradicionais do samba e do choro. Nos intervalos, DJ’s tocam charme, soul, balanço e MPB. E tem anda muitos petiscos nas barracas organizadas pelos próprios moradores. Domingo, de 15 em 15 dias, a partir das 13h, na Praça Barão de Drummond.

Samba da Feira

Sábado, a partir das 17h, é dia de Samba da Feira. O evento acontece nos Armazéns do Engenhão, localizados na parte externa do Estádio Nilton Santos — Rua José dos Reis, 189, no Engenho de Dentro.

A roda, que começou despretensiosamente no quintal de uma casa em Piedade, agora é programa certo para famílias inteiras: são mais de duas mil pessoas por sábado.

 

Pedra do Sal
Toda segunda, das 19h30 às 23h, tem Roda de Samba da Pedra do Sal. Com o lema “Aqui se Respeita o Samba”, o evento, que acontece aos pés do Morro da Conceição, traz o melhor do samba histórico e de raiz num movimento de resgate e preservação da memória ancestral. Endereço: Rua Argemiro Bulcão, 38, no Largo João da Baiana, Saúde.

Feira das Yabás

A Feira das Yabás — termo que designa todos os orixás femininos — reúne o melhor da música e gastronomia afro-brasileiras no segundo domingo do mês. As rodas de samba são comandadas por Marquinhos de Oswaldo Cruz.

Nas barracas, delícias que não deixam a culinária negra carioca cair no esquecimento. A partir das 13h, na Praça Paulo da Portela, em Oswaldo Cruz.

Fotos: Divulgação

pt Português
X
Open chat