Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Eleito no Rio, Eduardo Paes prioriza ações de combate à pandemia

Foto:ABr.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Eduardo Paes, do  Democratas, foi aleito prefeito da cidade do Rio de Janeiro, com 64,07% dos votos, derrotando Marcelo Crivella, do Republicanos, na votação em segundo turno e já promete colocar a mão na massa nesta segunda, 30 de novembro. O prefeito eleito terá uma reunião ainda hoje com  seu futuro secretário de Saúde, o médico Daniel Soranz, para  definir estratégias de enfrentamento da pandemia de covid-19, cujo número de casos  e mortes voltou a crescer, levando a lotação das UTIs do sistema SUS a ultrapassar 90%. Paes vai solicitar ao Governo Federal liberação de 400 mil a 450 mil testes de detecção do coronavírus e de  200 leitos  nas unidades de saúde, e que deverão estar disponíveis no início do ano.

Logo após o resultado da apuração, no domingo 29, o prefeito eleito do Rio explicitou que a Saúde é sua prioridade absoluta no memento.   “Minha prioridade é a Saúde voltar a funcionar, recuperar as clínicas da família, o BRT… colocar os serviços novamente para funcionar. E trabalhar em parceria com o governo federal, o governo estadual… Estou sempre aberto ao diálogo. O importante é dizer que os cariocas podem comemorar. Afastamos da prefeitura um governo preconceituoso. A cidade está livre do pior prefeito de sua história.  O Rio vai voltar a dar certo. Essa foi uma.vitória dos cariocas. Quero fazer um governo para todos”, declarou, após a vitória confirmada, Paes, de 51 anos, que inicia o seu terceiro mandato à frente a prefeitura Rio, já governou a cidade entre 2009 e 2017.

pt Português
X
Open chat