Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Doutor Hipóteses dribla a solidão na pandemia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 

Doutor Hipóteses − uma alma perdida na pandemia, filme do cineasta e ator Vicentini Gomezfoi, convidado especial e um dos destaques do festival de Alter do Chão , no Amazonas,  que aconteceu em dezembro e por conta da pandemia foi realizado em formato online. A produção ultrapassou a marca de 11 mil visualizações e o site do festival continua sendo visitado por cinéfilos do mundo inteiro.

Vicentini Gomez, além de escrever, dirigir e produzir é o único interprete humano e entrega-se ao desequilíbrio passional  do tal Doutor Hipóteses em cenas que transcendem a normalidade a avança patologias outras. E tudo em um paralelo com a nossa realidade: o mundo em tempos de coronavírus.

Com a chegada da pandemia, condenado à reclusão e ao isolamento social, a mente inquieta e sufocado  pelo  enclausuramento, Doutor Hipóteses cria uma clinica com bonecos e começa a se relacionar com eles, num jogo de posse, amor, ódio e sedução que transcende a normalidade. Seria a loucura a solução para nossa solidão?

“Com todos os projetos suspensos por conta da pandemia, as leis de incentivo paradas, um vírus  que recicla todo o processo do comportamento humano…. O que fazer? O que inventar? Ficar em casa com tudo parado? A mente inquieta,a criatividade estocada e reclusa começou a pedir socorro. Lancei então um grito de ousadia: vou fazer um filme longa metragem”, conta Vicentini.

Ele revela que tomou por base um texto que usa em suas oficinas de interpretação: “Os malefícios do tabaco” de Anton Chekhov,  e o transformou  em fio inspirador do roteiro.  “Busquei referências de outras pandemias, em especial a gripe Espanhola, na primeira guerra mundial e comecei a escrever. Empolguei-me. Noites em branco, e finalmente o roteiro!”, comemora.

Para dar voz aos bonecos, Vicentini buscou  parceria com artistas de primeira grandeza como Fabio Saltini, Vanessa Goulart,Kiko Pissolato, Maximiliana Reis, Carla Masumoto, Miriam Palma, Rodrigo Dorado, Calixto de Inhamuns, Marcelo Galdino,  João D´Olyveira, Claudemir Santana, Cid Pimentel , Veridiana Carvalho, Dan Rosseto, Pedro Paulo Vicentini, Diaulas Ullysses, Matheus Cirilo, Noelle Nataly  e Giulia Maia.

A equipe de produção e direção formada por: Vicentini Gomez, Pedro Paulo Vicentini, Diaulas Ullysses, Hugo Caserta, Michel Vicentine, Claudemir Santana,  Rogério Leite e Noelle Nataly .

 Foto: Divulgação

pt Português
X
Open chat