Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Condutoras de trens do MetrôRio homenageiam passageiras no Dia da Mulher

A condutora Sandra Regina: homenagem (Foto Metrô Rio)
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 

No dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, as condutoras do MetrôRio se unem para homenagear as passageiras e reforçar a mensagem de que “lugar de mulher é onde ela quiser”. Entre 11h e 14h, as 22 profissionais da concessionária, responsáveis por levar milhares de pessoas aos seus destinos diariamente, vão assumir a direção e os avisos sonoros dos trens para compartilhar suas experiências e lembrar a importância da data na luta feminina pela igualdade de direitos.

Há quase 20 anos no MetrôRio, Sandra Regina da Lessa Rodrigues é uma das mulheres à frente da condução dos trens da concessionária. Ela afirma que a função é desafiadora e vai muito além de só pilotar as composições dentro das cabines. “Somos preparadas e treinadas também para solucionar os problemas que surgem, seja de intervenção na via, nas zonas de manobra ou algumas falhas da composição. Quando é preciso, a gente desce na via férrea e coloca a mão na massa para ajustar os equipamentos, por exemplo. É um trabalho pesado e que tem que ser feito com cautela, pois exige concentração, por conta dos trilhos energizados, e força para movimentar os aparelhos”, explica ela.

Sandra conta que começou a trabalhar na empresa como operadora de caixa, mas logo despertou interesse pela função de condutora. “Eu sempre via os condutores homens. Na época, eram pouquíssimas mulheres. Tive curiosidade de saber como era a profissão e me apaixonei. Foi um desafio, mas quanto mais as pessoas criticavam, mais eu ficava interessada pela função. Nós mulheres temos capacidade física e intelectual para exercer não só esse, mas qualquer tipo de trabalho. Basta valorizarmos o nosso potencial”, garante a profissional.

A questão de gênero é um tema prioritário para a empresa. No ano passado, o MetrôRio implantou um programa de mentoria exclusivo para as colaboradoras, a fim de incentivá-las no desenvolvimento profissional. O presidente e os diretores da concessionária são os responsáveis em dar as orientações e conduzir o processo para impulsionar a carreira na empresa. Além disso, o Núcleo de Diversidade do MetrôRio, com auxílio da ONU Mulheres, fez um diagnóstico da situação das funcionárias na concessionária. O objetivo é traçar planos estratégicos, para aumentar a participação delas em cargos de liderança, bem como adotar iniciativas que facilitem a rotina no ambiente de trabalho, principalmente durante a pandemia.

 

pt Português
X
Open chat