Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Espaço Cazuza vai acolher crianças de 0 a 8 anos

Foto: Beth Santos/Prefeitura do Rio
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 

Por Claudia Mastrange

Um novo local para acolher e cuidar das crianças. Assim é o Espaço Cazuza, inaugurado, em 24 de fevereiro pela Prefeitura do Rio, em Laranjeiras, Zona sul da cidade. O lugar, que já foi endereço da Sociedade Viva Cazuza, é o mais novo equipamento voltado exclusivamente para o atendimento à primeira infância, que compreende crianças de 0 a 8 anos.

“É com muita alegria que entregamos este espaço, cuidando de uma nova geração de crianças que precisam tanto da nossa atenção e carinho. Não dá para olhar esses bebês lindos como uma estatística. A gente tem que olhar para a história, para a vida de cada um deles. Isso diferencia muito a ação da Secretaria de Assistência Social. Você pode até construir uma política pública em escala, mas no final, vai olhar para o drama de cada indivíduo que aqui está”, a afirmou o prefeito Eduardo Paes.

Foto: Beth Santos/Prefeitura do Rio

No espaço, funcionarão o Centro de Formação para a Primeira Infância e as unidades de acolhimento Ana Carolina e Bia Bedran, que foram transferidas de outros bairros. O centro de formação desenvolverá um trabalho inédito, voltado para os profissionais da Assistência Social envolvidos nos cuidados com essa faixa etária. O trabalho será multidisciplinar e inspirado na abordagem Pikler, desenvolvida pela pediatra austríaca Emmi Pikler no pós-guerra e considerada referência mundial no assunto.

“Além desses dois abrigos, nós estamos inaugurando o centro de pesquisa Pikler, que é uma filosofia de vida para a criança. A cidade do Rio inaugura esse trabalho no Brasil, feito na Europa inteira e que aqui alguns poucos espaços fazem. É simplesmente entender que a criança tem que ser tratada para ser feliz e amada. É tratar o acolhimento com amor, é isso que a gente inaugura hoje”, declarou a secretária municipal de Assistência Social, Laura Carneiro.

“ Pelo Observa, que é o sistema nacional da primeira infância, 28% das crianças da cidade do Rio, de 0 a 5 anos, vivem uma situação domiciliar de pobreza, e 70% das crianças que recebem o Bolsa Família são de 0 a 5 anos. Por isso, a insistência para que a gente possa construir uma cidade melhor, com futuro para estas as crianças. O Espaço Cazuza vai estar sempre abençoado por aquele que foi um dos grandes artistas do nosso país”, complementou Laura.

As duas unidades contam com 33 vagas: 20 para a chamada primeiríssima infância (0 a 3 anos) e 13 para crianças de 4 a 8 anos, inclusive grupos de irmãos. Um convênio com o Clube Fluminense, em Laranjeiras, vizinho ao espaço, possibilitará que as crianças maiores usufruam gratuitamente do clube.

pt Português
X
Open chat