Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Os pés também merecem cuidados

Foto: Pixabay
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 

Dermatologistas orientam  como tratar calosidades e micoses e mantê-los bonitos e saudáveis

Por: Claudia Mastrange

Andar descalço pode ser motivo de constrangimento para algumas pessoas. Cuidados com os pés e unhas é sempre importante para a saúde e beleza. “Por vezes, andar descalço ou usar sandálias e chinelos bem abertos são situações que incomodam pela vergonha de mostrar os pés ou unhas. Porém, práticas baratas e simples de serem feitas em casa são suficientes para deixar os pés bem cuidados”, explica a dermatologista Regislaine Miquelin, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

A médica explica que pode ocorrer ressecamento da pele e calosidades. “Pele ressecada e calosidades acontecem pela falta de hidratação na área e as rachaduras nada mais são do que consequências desse processo, que ocorre com a pressão e o peso do corpo exercidos sobre os pés em atividades cotidianas, como uma simples caminhada”, destaca a médica.

Alguns outros hábitos devem ser observados para cuidar melhor dos pés.

“Além de não aplicar hidratantes regularmente, andar descalço ou com salto alto por longos períodos, usar muitos sapatos abertos, tomar banhos muito quentes e estar acima do peso são situações que tendem a estimular o ressecamento dos pés e, assim, o aparecimento de calos e rachaduras. Lixá-los em excesso também pode ser um vilão para quem deseja reverter essa situação, já que o corpo entende os efeitos da lixa como algo agressivo, estimulando uma produção mais intensa e espessa de pele para compensar o lixamento. Ou seja, gera exatamente o efeito contrário”, alerta a dermatologista.

Quando o problema é micose é fundamental buscar orientação médica e fazer todo o tratamento indicado. “A duplinha calor e umidade favorece o surgimento de micoses, que são infecções causadas por fungos. O excesso de transpiração e o contato frequente com a água (mar e piscina) favorecem a proliferação desses microorganismos”, explica a dermatologista Bomi Hong, membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e médica com Especialização em Laser e Dermatologia Estética pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

 

Dra. Bomi dá sete dicas para prevenir a ocorrência de micose:

 

1- Utilizar chinelos na hora de tomar uma ducha;

2- Não compartilhar toalhas, chinelos, cortador de unhas já que micose é contagioso ;

3- Sempre mantenha os pés secos após entrar na piscina ou no mar – lembrar de secar entre os dedos ;

4- Prefira calçados abertos durante a estação mais quente do ano – se calçado fechado usar meia, de preferência de algodão para absorver a umidade;

5- Se seu pé transpira muito levar mais uma meia no trabalho e trocar no meio do dia;

6- Alternar o calçado (deixar ventilando o calçado do dia anterior);

7-  Usar secador no frio se necessário.

pt Português
X
Open chat