Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Prefeitura diz que vai intensificar fiscalizações contra aglomerações até a próxima quinta-feira

Fiscalização terá apoio da PM, Polícia Civil e Bombeiros. (Foto: Ricardo Cassiano/Prefeitura do Rio)
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

A Prefeitura do Rio anunciou o plano logístico das ações para combater aglomerações no período entre esta sexta-feira (5) até a próxima quarta (11). As medidas têm como objetivo garantir o cumprimento das restrições impostas através do decreto 48.573, publicado na quinta-feira (04), por causa da pandemia.

Quem for flagrado descumprindo as regras (pessoas físicas e jurídicas) está sujeito a multas por infrações sanitárias, como aglomeração e falta de uso de máscara e interdição.

“Estaremos nas ruas fiscalizando para coibir as aglomerações, mas seguimos pedindo o apoio e conscientização da população para que as medidas de proteção à vida sejam cumpridas”, destacou o secretário municipal de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

As operações de fiscalização, segundo a prefeitura, ocorrerão diuturnamente e contarão com mais de mil agentes municipais, entre o efetivo da Subsecretaria de Operações (SUBOP), Guarda Municipal, Coordenação da Fiscalização e Reboques (CFER), Coordenadoria de Controle Urbano (CCU), Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF) e da Vigilância Sanitária.

O planejamento contará com ações destacadas da Guarda Municipal e comboios integrados pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), com o Instituto de Vigilância Sanitária (Ivisa) e o apoio da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros.

O planejamento operacional levará em conta o setor de inteligência da Secretaria, além de denúncias recebidas pela Central 1746 (canal da Prefeitura para atendimento ao cidadão disponível por telefone, site ou aplicativo).

Além do levantamento prévio feito pela Seop, o trabalho das equipes nas ruas terá o suporte de monitoramento de câmeras 24 horas pelo Centro de Operações Rio (COR).

pt Português
X
Open chat