Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Rio de Janeiro flexibiliza medidas restritivas, mas mantém praias fechadas

Prefeitura liberou praias na cidade em dias úteis. (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

A prefeitura do Rio de Janeiro decidiu flexibilizar algumas medidas restritivas a partir de sexta-feira (9), para o retorno do funcionamento de algumas atividades na cidade. Porém, as praias seguem fechadas, sem permitir a entrada de banhistas, ocupação de areias por barraqueiros e ambulantes. Devido a essa decisão, o prefeito Eduardo Paes anunciou a renovação de ajuda à categoria, com o pagamento de um novo auxílio no valor de R$ 500. 

As medidas implementadas terão validade até o dia 19, quando uma nova rodada de debates será feita entre a prefeitura e a saúde.  

A mudança permite o funcionamento presencial de bares e restaurantes até as 21h. Além do fechamento das praias, parques e cachoeiras seguem a mesma restrição. Os órgãos de administração pública seguem funcionando de 8h às 17h, conforme anteriormente. O comércio, por sua vez, que era considerado não essencial e estava fechado, poderá funcionar de 10h às 18h. Os quiosques da orla das praias poderão funcionar no mesmo horário de bares e restaurantes.

Lugares de lazer, como cinema, bibliotecas, pontos turísticos, circos, salões de jogos e demais atividades de prestação de serviço ficam abertas das 12h às 21h. Academias e serviços considerados essenciais seguem com a mesma regra de distanciamento controlado e de funcionamento.

Boates, festas privadas ou públicas, rodas de samba e casas de espetáculos continuam suspensas até a nova mudança no decreto. A permanência nas vias e áreas públicas ainda está limitada no período de 23h às 5h. A circulação para locomoção não é proibida.

pt Português
X
Open chat