Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Quilômetros percorridos em atividades do dia a dia se transformam em apoio financeiro para ONGs

Foto: Reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 

 

App promove cultura de doação e impacta positivamente o terceiro setor

Em meio a tantas dificuldades que o Brasil vem passando e o crescimento da fome e da miséria devido a pandemia, ações de solidariedade se multiplicaram em todo o país. Diversas redes foram construídas para captar recursos, combater a crise sanitária e econômica e ajudar famílias em situações de vulnerabilidade.

De acordo com dados do monitor da Associação Brasileira dos Captadores de Recursos (ABCR), o número de doações chegou a R$6 bilhões no início da pandemia. Porém, a média mensal vem diminuindo. Em junho de 2020, a arrecadação ficou 88% abaixo do que foi registrado em maio.

Aromeiazero doou 21 bicicletas através da”Bike Parada Não Rola” para duas aldeias indígenas. Foto: Reprodução

Pensando em contribuir com as Organizações Não Governamentais (ONGs), os empresários André Kok e Saulo Marchi lançaram em fevereiro de 2021, o Km Solidário. Trata-se de um aplicativo gratuito cujo objetivo é desenvolver a cultura de doação, transformando quilômetros percorridos nas atividades do dia a dia em apoio financeiro para mais de 10 ONGs cadastradas.

O  Aromeiazero é uma delas. O Instituto promove mudanças no modo de vida das pessoas, combate a desigualdade social e torna  as cidades mais verdes e resilientes através de projetos relacionados à bicicleta. O apoio financeiro desta e de outras campanhas colaboram com as ações desenvolvidas pelo Aro.

O desafio é grande, mas é muito bonito o que a gente se propôs. Temos que dar 3 voltas ao mundo pedalando, todo mês, para bater nossa meta de arrecadação. Parece impossível, mas com a ajuda de cada um, rola – explica Murilo Casagrande, sócio fundador e diretor do Aromeiazero.

Os interessados em contribuir com o Instituto, precisam fazer download do app no celular, escolher o Aromeiazero e o tipo de atividade que vão realizar e clicar em concluir ao finalizar. A partir daí, as distâncias percorridas em bike, caminhada, natação ou corrida são convertidas em doações financeiras. Vale informar que nada é cobrado do usuário, todo o dinheiro vem por meio dos patrocínios e anúncios existentes dentro do aplicativo. Caso queira ajudar, mas não pode praticar exercícios é possível doar um valor no próprio app. As doações podem ser por cartão de crédito, boleto ou pix.

O aplicativo está disponível em Android e IOS e ocupa menos espaço no celular do que um vídeo de dois minutos. Além disso, pode ser sincronizado com FitBit, Garmin, Polar, Strava ou Apple Saúde. Para quem já tem histórico de resultados e rankings nesses programas, não precisa se preocupar, nenhuma informação será perdida. Para saber mais, confira a página do Km Solidário no site do Aro: http://bit.ly/kmsolidario.

Sobre o Aro

O Instituto Aromeiazero é uma organização sem fins lucrativos que utiliza a bicicleta para reduzir as desigualdades sociais e contribuir para tornar as cidades mais resilientes. Os projetos contam com patrocínio de empresas e pessoas físicas, além de leis de incentivo, sendo grande parte das ações em periferias e comunidades vulneráveis. Desde 2011, as iniciativas do Aro promovem uma visão integral da bicicleta, potencializando expressões culturais e artísticas, geração de renda e hábitos de vida saudáveis. Para saber mais informações, entre em contato:

Assessoria de Imprensa

E-mail: imprensa@aromeiazero.org.br

Whatsapp: (21) 981832288

Redes Sociais

Instagram: Aromeiazero

Facebook: Aromeiazero

Youtube: Aromeiazero

 

pt Português
X
Open chat