Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Opinião: Red Bull Bragantino dita a nova ordem do futebol brasileiro

Legenda: RB Bragantino faz uma grande campanha no Brasileiro e na Sul-Americana (Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino)
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Por Guilherme Abrahão

Demorou mas aconteceu. O futebol brasileiro entrou na fase do dinheiro e quem tem mais é sempre grande favorito aos títulos nacionais. O Red Bull Bragantino é uma grande síntese disso. Atualmente faz uma campanha impecável no Brasileiro, com um investimento que passa de R$ 150 milhões, só com jovens promessas de grandes clubes do país. Isso mesmo, jovens deixam os grandes para defender o Red Bull. Foi assim com Artur, Helinho, Natan, Cleiton, Raúl e agora Praxedes. Estes são apenas alguns que trocaram clubes com torcidas gigantes para ter a chance de atuar pelo clube injetado com os euros da empresa austríaca.

Logicamente, é um começo de trabalho. Nada garante que o Bragantino vai ser campeão nacional. É mais plausível galgar um passo de cada vez. E o objetivo que se torna bem plausível é a Copa Sul-Americana. Afinal, dos clubes que participam da competição que entra na fase de oitavas de final, hoje, apenas o Grêmio pode ser considerado um rival à altura – e o Santos que é tradicional, mas com bem menos investimento. Se antes, a camisa vencia campeonatos no Brasil, agora tudo está diferente. Basta ver a Série B com Botafogo, Cruzeiro e Vasco, isso sem contar Coritiba e Guarani que outrora foram campeões brasileiro.

A ideia do Bragantino é se tornar um dos mais fortes do Brasil até 2030. Esse projeto engloba a conquista da Copa Libertadores. Nada impossível para o futebol sul-americano que possui diversos clubes com problemas financeiros. Com a pandemia, inclusive, os ricos do Brasil como Palmeiras e Flamengo vivem com alguns problemas também. Por enquanto, nada grave, mas a falta de conquistas de grande porte podem atrapalhar essa caminhada. 

Uma coisa é certa: nessa toada, o Bragantino pode enfileirar taças ano após ano. E quero ver quem pode impedir a nova ordem do futebol brasileiro, onde o dinheiro é quem manda.

pt Português
X
Open chat