Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Metaverso se aproxima

Foto: Reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

A divisão de realidade virtual do Facebook anunciou uma versão de testes de um ambiente pensado para simular reuniões presenciais e que pode substituir num futuro próximo as videochamadas.

Ao se conectar com outros usuários, as pessoas podem configurar um avatar e interagir com elementos como lousas, blocos de anotações e tela de apresentação.

Contudo, nada é tão fácil quanto se parece, o espaço que é chamado de Horizon Workrooms, está disponível para quem possui headsets Quest 2, que custam US $ 299 (aproximadamente 1.600 reais pelos preços atuais) e não são comercializados oficialmente no Brasil por enquanto.

Quem não tem um headset pode se conectar por chamada de vídeo convencional e participar por meio de uma “tela” no ambiente.

O equipamento também conta com uma tecnologia chamada “áudio espacial”, capaz de simular a direção de onde o som está vindo. A tentativa é fazer com que a experiência seja o mais parecido a um espaço físico.

Esse é mais um passo para o que Mark Zuckerberg chamou de “metaverso” – um universo digital que, de certa forma, se sobrepõe a realidade física que estamos acostumados.

Em entrevista recente ao site americano “The Verge”, Zuckerberg disse que o “metaverso” pode vir a ser um sucessor da internet como conhecemos e substituir em parte a interação com celulares e outras telas. Essa visão é compartilhada por alguns outros executivos do setor da tecnologia. Vejamos o que virá mais para frente!

Aisha Raquel Ali
Webdesigner, assessoria em social media e marketing
aisha.raquel@jornaldr1.com.br

pt Português
X
Open chat