Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Facebook agora é Meta

Foto Facebook/Reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Por Aisha Raquel Ali

Como vínhamos falando nas edições anteriores do Jornal DR1, Mark Zuckerberg vinha com seu pensamento voltado no interesse de inovar, trazendo a ideia de Metaverso.
O CEO anunciou na última quinta-feira (28) que a holding Facebook será rebatizada com o nome Meta e informou que a iniciativa tem como objetivo encampar sua visão de realidade virtual. “Tenho pensado muito sobre nossa identidade”, disse Zuckerberg, no evento virtual em que fez o anúncio. “Com o tempo, espero que sejamos vistos como uma empresa metaversa.”
A rede social continuará com o mesmo nome — o rebranding serve para a empresa, que além do Facebook também controla o Instagram, o WhatsApp e a Oculus e várias outras iniciativas, Zuckerberg também mudou o logo. O novo mostra uma versão levemente modificada do símbolo do infinito, também em azul, ao lado das letras que formam a palavra “Meta”. Ao explicar a mudança de marca, Zuckerberg disse que o nome “Facebook” simplesmente não abrange mais “tudo o que fazemos”.
O novo nome vem em meio a uma das mais dramáticas crises de relações públicas da empresa – na última semana, dezenas de veículos de notícias se debruçaram sobre uma série de relatórios e documentos internos vazados por ex-funcionários do Facebook e a companhia está sendo duramente pressionada por aparentemente colocar o lucro acima da proliferação de discurso de ódio, notícias falsas e negatividade entre jovens, além de ter cedido a governos autoritários para não perder espaço em mercados lucrativos.
Frances Haugen, ex-funcionária do Facebook, revelou documentos internos que, segundo ela, mostram como a empresa escolheu o lucro em detrimento da segurança do usuário. No início da semana, Zuckerberg contra-atacou dizendo que os papéis estavam sendo usados para passar uma “imagem falsa”.
O conceito do Metaverso diz respeito a um espaço virtual onde as pessoas poderão interagir trabalhar e criar produtos e conteúdo. A ideia é que o novo ecossistema crie “milhões” de empregos. Esperemos pelos resultados.

pt Português
X
Open chat