Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Opinião: Os frutos colhidos de um Atlético-MG e seu mecenas, Rubens Menin

O Atlético-MG busca os títulos Brasileiro e da Copa do Brasil (Foto: Divulgação/Atlético Mineiro)
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Por Guilherme Abrahão

O baita investimento feito pelo Atlético-MG já começa a render frutos. Enquanto o clube tem uma dívida acumulada que ultrapassa a casa dos 1 bilhão de reais, um grupo de mecenas, que assim podem ser chamados, liderados por Rubens Menin, dono da MRV Engenharia, foi pesado com o intuito de tirar o Galo da fila que já dura 51 anos sem conquistar o Campeonato Brasileiro. E não é só isso, Menin e seus aliados podem acabar com um estigma que incomoda os torcedores atleticanos: o clube não tem um bi.

Isto é, nas principais competições, Brasileiro, Copa Libertadores e Copa do Brasil, o Atlético venceu uma vez cada e o jejum sem um segundo título incomoda demais os atleticanos. Porém, em uma tacada só, a equipe pode acabar com esse tabu e levar juntamente o Brasileiro e a Copa do Brasil. No torneio de pontos corridos, o Galo lidera com folga para o Flamengo, vice-líder, enquanto no mata-mata passou sem sustos pelo Fortaleza nas semifinais e está na grande decisão.

Ou seja, o investimento desenfreado feito com nomes como Hulk, Diego Costa, Nacho Fernandez,  Guilherme Arana e os demais colocam o Atlético em um patamar nunca antes visto. Apesar das fortes equipes que teve ao longo desses 51 anos, os mineiros sempre bateram na trave na hora de trazer um segundo caneco, principalmente do Campeonato Brasileiro.

E as dívidas acumuladas podem ser resolvidas a longo prazo. A curto, o Galo está em processo de construção de seu primeiro estádio, a Arena MRV, também bancada por Menin. Além disso, o Galo vai acumular caixa com as premiações, seja campeão ou não, as posições alcançadas trazem um bom desafogo para as contas. Apenas s Libertadores ficou para trás. No cenário do Brasil, a equipe figura entre as mais forte, financeira e esportivamente falando, com a ajuda de seu mecenas. Já seu rival, Cruzeiro, segue afundado no calvário da Serie B, encaminhando para o terceiro ano seguido.

 

pt Português
X
Open chat