Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Theatro Municipal do Rio homenageia Cecília Kerche com o lançamento de e-book

Foto: Jorge Fama
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

O Theatro Municipal do Rio de Janeiro está homenageando a bailarina Cecília Kerche com a publicação de um e-book sobre sua carreira. “Cecília Kerche – Uma bailarina made in Brazil”, de autoria de Paulo Melgaço, professor e pesquisador da Escola Estadual de Dança Maria Olenewa, foi lançado em uma live na quarta-feira (06).

A própria Cecília, que foi primeira bailarina da Casa, participou do evento virtual.

“Pelo menos, pelo e-book será possível principalmente os mais jovens verem o que as outras gerações assistiram presencialmente, através das fotos e dos textos. Foram 37 anos de uma carreira limpa, de amor à arte e de devoção a um teatro. O Theatro Municipal me fez me mudar para o Rio, mudou o curso da minha, pois tudo o que eu queria era ser a primeira bailarina dessa casa”, afirmou Cecília.

Cecília conta que seu sonho de ingressar no Corpo de Baile do Municipal do Rio começou a ser acalentado na adolescência e se preparou arduamente para ser aprovada em concurso, em 1981, e para ser a primeira bailarina, a partir de 1985.

“Era o meu maior sonho desde a adolescência pertencer ao Theatro Municipal do Rio. É o mesmo que uma criança que começa a estudar balé em Moscou e sonha em pertencer ao Bolshoi. Foi o resultado de muito empenho próprio de anos, do apoio da minha família e depois do meu marido [professor Pedro Kraszczuk]”, afirma a bailarina.

Cecília Kerche está se aposentando como servidora do TMRJ, mas promete nunca abandonar a dança. “Desde os 30 anos eu dou aulas, palestras, sempre fiz parte de comissões de júri e dei consultoria. Meus planos para o futuro são trabalhar para passar para as outras gerações o que aprendi. Enquanto restar esse encanto pela dança, vou me dedicar a ela”, diz.

Sobre Cecília Kerche

Nascida em Lins, interior de São Paulo, no dia 14 de outubro de 1960, Cecilia do Carmo Oliveira Kerche é filha dos professores Lourival Kerche e Olira de Oliveira Kerche. O início dos estudos de ballet se deu 1968, em Osasco, quando a jovem bailarina estava com 8 anos de idade. Sua primeira professora foi Vera Mayer na Escola Municipal de Ballet daquela cidade.

Sete anos depois, a jovem bailarina se mudou para Osasko e graças a uma bolsa de estudos pôde estudar no Centro de Dança Halina Biernacka, uma das principais escolas de dança do país. Foi nessa escola que ela conheceu aquele que seria seu grande parceiro de arte e de vida: Pedro Kraszczuk. De professor de ballet, ele passou a criar sapatilhas para ela, depois ensaiador e marido. Eles casaram em 1980. Com isso, Cecilia Kerche construiu sua grande meta de vida: se tornar primeira bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

O desejo foi perseguido com muito trabalho e dedicação, aulas e mais aulas, e muitos ensaios. Cecilia Kerche permaneceu em São Paulo até os 21 anos quando, em 1982, foi aberto concurso público para o corpo de baile do TMRJ. A decisão de participar foi imediata, era a oportunidade de realizar seu grande sonho. A bailarina prestou concurso, foi aprovada e sua estreia aconteceu exatamente no ballet Giselle. A partir deste momento, assistiríamos o nascimento de uma das mais belas carreiras consolidadas nesta casa, que levaria o nome do Theatro Municipal para as principais Companhias e Teatros do mundo, dançaria com os maiores bailarinos de sua época e seria coreografada por grandes mestres do balé.

pt Português
X
Open chat