Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Dia da Consciência Negra: Dona Ivone Lara a primeira dama do samba

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 

Yvone Lara da Costa, mais conhecida como Dona Ivone Lara, foi uma das maiores influências da música brasileira, sendo taxada por muitos como “a Primeira Dama do samba”. Tudo isso se deu não só pela vocação e amor ao samba, mas, também, por ser a primeira mulher a assinar um samba-enredo.

 

Nascida no início dos anos 20, em Botafogo, Dona Ivone Lara trabalhou como enfermeira e assistente social até se aposentar, e viver exclusivamente da música que produzia. Além de ser a compositora de grandes sucessos musicais como “Sonho meu” e “Sorriso Negro”, a grande Dama do Samba foi de suma importância para a luta antimanicomial no Brasil.

 

Hoje, no dia da Consciência Negra, foi inaugurada uma estátua em homenagem a rainha do samba no campus Maracanã, da Universidade Estácio de Sá. Mostrando a força de seu legado, não só como a grande compositora que foi, mas também destacando a importância da educação como meio de ascenção social.

pt Português
X
Open chat