Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Glória Menezes: um rosto que frequenta nossas casas há mais de seis décadas

A atriz foi protagonista da primeira novela diária do Brasil
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Ela protagonizou a primeira novela diária da TV brasileira. Atuou no único filme brasileiro premiado com a Palma de Ouro de Cannes. Trabalhou 52 anos na mesma empresa. Emocionou a família brasileira nas novelas mais populares. Como se não bastasse ser um dos rostos mais famosos do país, Glória Menezes é também uma personalidade que inspira carinho do público por mais de seis décadas.

Nascida Nilcedes Soares de Magalhães na cidade gaúcha de Pelotas, mudou-se para São Paulo na década de 50. Casou-se seu primo Arnaldo Brito e teve dois filhos: João Paulo e Maria Amélia. Entrou para a Escola de Arte Dramática da USP e começou a fazer teatro.

Sua estreia na televisão foi em 1959 com a novela Um Lugar ao Sol, na TV Tupi. Na época, as novelas não eram apresentadas todos os dias, mas em 1963 a TV Excelsior lançou a primeira novela diária brasileira, 2-5499 Ocupado. Baseada na obra original do argentino Alberto Migré, a produção ia ao ar, inicialmente, três vezes por semana. Mas a direção da emissora resolveu arriscar e passou a transmitir a novela de segunda a sexta-feira. Os casal protagonista era interpretado por Glória e Tarcísio Meira, e a atração, que no começo era pouquíssimo assistida, acabou conquistando 30% da audiência – e criando um hábito na cultura brasileira.

Mas Glória não brilhou somente na telinha. Além de várias produções teatrais, a atriz também teve atuação destacada no cinema. Ao lado do ator Leonardo Villar, atuou no filme O Pagador de Promessas, baseado na peça teatral de Dias Gomes. Dirigida por Anselmo Duarte, a película é a única brasileira que ganhou a Palma de Ouro do Festival de Cinema de Cannes, no ano de 1962. A obra foi também a primeira produzida na América Latina a ser indicada ao prêmio de Melhor Filme Estrangeiro do Oscar, em 1963.

Glória casou-se com Tarcísio Meira em 1962 e com ele teve um filho, o ator Tarcísio Filho. Muitas vezes o casal atuou nas mesmas produções, como foi o caso de Irmãos Coragem (1970), Guerra dos Sexos (1983) e da série Tarcísio & Glória, protagonizada e produzida pelo casal e exibida pela Rede Globo em 1988. Com ou sem o marido no elenco, a atriz brilhou em produções como Pai Herói (1979), Brega e Chique (1987), Rainha da Sucata (1990), Torre de Babel (1998), Senhora do Destino (2004) e A favorita (2008). A última novela de Glória Menezes foi Totalmente Demais, em 2015. Em setembro de 2020 a Rede Globo encerrou os contratos dela e de Tarcísio, depois de 52 anos de casa.

O casamento com Tarcísio só terminou com a morte do ator, em agosto de 2021, em consequência de complicações da Covid-19. O casal estava vivendo numa fazenda na cidade paulista de Porto Feliz depois de se aposentar. Ambos chegaram a receber duas doses de vacina, mas contraíram a doença e foram internados. Tarcísio teve um quadro mais grave e acabou falecendo. Glória se recuperou e teve alta quatro dias depois da morte do marido.

pt Português
X
Open chat