Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Matriz Santo Antônio da Estiva e sua história

Foto: Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Fernando de Bulhões, nasceu em Lisboa – Portugal em 15 de agosto de 1195. Foi ordenado padre em  1220 com o nome de Frei Antônio. Santo Antônio é um santo venerado por toda igreja católica. Foi canonizado pelo Papa Gregório IX em 30 de maio de 1232. Seu dia é celebrado no Brasil e em Portugal no 13 junho .

A primeira construção dedicada ao Santo foi erguida, por iniciativa de um devoto e morador Antônio da Silva Machado, em meados de 1897, quando Miguel Pereira era um vilarejo chamado Barreiros. A Capela construída  no outeiro de Barreiros foi consagrada pelo padre Leonardo Felipe Fortunato, vigário da Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Paty dos Alferes, a qual estava sob sua jurisdição e quem doou a primeira imagem de Santo Antônio, vinda de Portugal.

Entre 1900 e 1920 Barreiros passou a se chamar Vila da Estiva. Este período foi caracterizado, em especial, pelas obras de ampliação da Igreja de Sto. Antônio (financiada pelas famílias abastadas do lugar – Machado Bittencourt, Botelho e Peralta), pela ligação ferroviária entre Governador Portela e Vassouras e pela chegada de inúmeros imigrantes de origem alemã, árabe, portuguesa, japonesa e italiana à região da serra.

Frei Olivério firme no que se referia aos serviços da igreja, conseguiu do rico proprietário, Sr Calmério Rodrigues (Sr. Juju) a doação das terras do entorno da Capela para que uma nova obra de ampliação se realizasse. Em 10 de maio de 1953, Dom Rodolfo das Mercês de Oliveira Penna, Bispo Diocesano de Valença, criava a Freguesia de Santo Antônio da Estiva, tornando a Capela em Matriz de Miguel Pereira, com todos os direitos, privilégios e prerrogativas do direito canônico. Foi nomeado como Vigário Cooperador da Matriz o Capelão Padre Francisco Xavier O.F.M. Em julho, do mesmo ano, Frei Xavier é empossado como  Primeiro  Vigário Geral da Paróquia de Miguel Pereira.

Em 1962 foi nomeado pároco da Igreja frei Marciano José Kropf, alemão de origem, da cidade de Colônia. Sempre seguro dos seus propósitos religiosos, com perseverança, com a ajuda da comunidade miguelense e dos moradores de Colônia, na Alemanha, conseguiram erguer uma nova matriz. Uma construção moderna e arrojada que em 17 de abril de 1989 a Igreja Matriz Santo Antônio da Estiva foi consagrada. A Igreja de Santo Antônio da Estiva de Miguel Pereira foi conduzida por frei Jose Kropf por quase 40 anos de dedicação a comunidade e a serviço da fé. Atualmente, a paróquia está, desde outubro de 2014 sobre a direção de Zezinho, nomeado pela Diocese de Valença, como Pároco.

A antiga igreja, hoje, funciona como Centro Cultural .

pt Português
X
Open chat