Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Ação solidária em Santa Cruz

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Ontem(5), a equipe do Jornal DR1 esteve em Santa Cruz visitando o Nacional Sport Clube, e auxiliando na doação de quentinhas às pessoas em situação de rua. As refeições foram preparadas pelo Instituto Corrente Humanitária na quadra do Bloco Vai Quem Quer, presidido pelo colaborador Ismael David.

Representando a equipe DR1 estiveram presentes: a diretora-geral Ana Cristina Campelo, o diretor Carlos Augusto Aguiar colaboradores Vítor Chimento, David Antunes e a advogada Eliane Lorega.

Juntamente com Valdeck Lima e Vanilson Branco presidente e vice-presidente do Nacional, craques em praticar a solidariedade, as refeições foram distribuídas e a ajuda ao próximo foi um gol de placa, sem interesses ou esperando troca de favores, apenas fazendo o que deve ser feito.

Mudar a realidade de crianças e adolescentes através do futebol. Esse é o propósito do Nacional Sport Clube, time amador fundado em 1987 em Santa Cruz, no Rio. Nos 35 anos de história, muitos jovens tiveram suas vidas transformadas depois de passarem pela equipe.

Administrado com amor por Valdeck de Lima e Vanilson Branco, o Nacional foi a primeira casa de ninguém menos do que o zagueiro do Chelsea, da Inglaterra, e da Seleção Brasileira, Thiago Silva. Foi nos campos de terra da Urucânia que o Monstro deu seus primeiros passos no futebol para se tornar um dos maiores da história da zaga brasileira. Thiago é nome certo para a Copa de 2022 no Catar, e sempre que pode vem visitar os amigos em Santa Cruz e, claro, o Nacional.

Quem também teve seu futebol plantado e regado pelo Nacional foi o atacante do Flamengo, André Silva, no inicio de 2019 o jovem atleta estava no quadro de atletas do projeto, quando foi garimpado pelo America-RJ e hoje veste a camisa do rubro-negro carioca.

Atualmente, o projeto conta com mais de 50 crianças, dos 10 aos 17 anos e que possuem o sonho de mudar sua vida através do esporte. Muitos garotos passam por peneiras e testes por diversos clubes do Rio de Janeiro e do Brasil para conseguir atingir o objetivo de se tornar um atleta profissional. Além disso, o Nacional promove lazer para os garotos com passeios para praias com muita diversão, além de observar de perto os estudos da meninada.

Em dezembro o Jornal DR1 acompanhou o Nacional na disputa da Copa Zico de 2022, o clube caiu nas quartas-de-final, porém o projeto segue sendo campeão na solidariedade e na ajuda das crianças de entrarem no caminho do esporte e manter vivo o sonho de ser jogador de futebol.

No seu escritório, o Nacional Sport Clube possui uma dezena de troféus conquistados nestes 35 anos de existência. O clube amador é um dos mais conhecidos da Zona Oeste Carioca e está sempre participando de campeonatos que promovem o desenvolvimento dos jovens para seu futuro profissional.

Em dezembro de 2021, a equipe através de Vanilson Branco, um dos comandantes do Nacional, presentou o craque e um dos maiores ídolos do Flamengo com o unifome personalizado, além do número 10, eternizado pelo Galinho, o Zico.

pt Português
X
Open chat