Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Alzhemier precoce: Entenda o possível diagnóstico de Elenice, personagem de ‘Um Lugar ao Sol’

Foto: Pixabay
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

A Doença de Alzheimer, que se apresenta como demência, ou perda de funções cognitivas (memória, orientação, atenção e linguagem) e é causada pela morte de células cerebrais, está em pauta em “Um Lugar Ao Sol”, da Rede Globo, novela que está na reta final.

Na trama, a personagem Elenice (Ana Beatriz Nogueira) acaba de receber um possível diagnóstico. Cenas que foram ao ar nos últimos capítulos da novela mostram como é o início da doença e quais são os primeiros sintomas.

O Dr. Marcelo Valadares, neurocirurgião funcional, especialista em doenças neurodegenerativas, médico do Hospital Israelita Albert Einstein (SP) e pesquisador da Disciplina de Neurocirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) explica que pessoas com Alzheimer têm um acúmulo de duas proteínas: a Beta-amiloide e a proteína Tau, que causam inflamação, desorganização e destruição das células, principalmente em regiões como o hipocampo e o córtex.

“Até o momento, a medicina ainda não descobriu o que realmente causa o Alzheimer e, por isso, a cura ainda não foi encontrada”, afirma.

“Além do esquecimento, outros sintomas também podem acometer o paciente, como mudanças de comportamento (agressão e agitação, por exemplo), de humor e, até mesmo, sintomas psicológicos, como depressão e alucinações. É preciso, entretanto, que cada caso seja avaliado individualmente por um especialista”, conta o neurocirurgião da Unicamp.

O Alzheimer se manifesta a partir dos 65 anos, mas, embora seja raro, pode acometer inclusive pacientes jovens.

 

pt Português
X
Open chat