Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Anita Garibaldi: De Laguna para o mundo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Catarinense de Laguna, nascida como Ana Maria de Jesus Ribeiro da Silva, casou-se bastante jovem, aos 15 anos, com Manuel Duarte de Aguiar.

Em 1837, durante a Revolução Farroupilha, conheceu Giuseppe Garibaldi, um dos principais líderes do movimento que conquistara sua cidade natal.

Apaixonada, Ana Maria resolveu abandonar o matrimônio para que ao lado do revolucionário italiano marcasse a História com o nome de Anita Garibaldi, ela aprendeu a manusear espadas e armas de fogo. Em pouco tempo, a paixão pelo companheiro e os riscos da guerra se tornaram situações comuns à sua peculiar rotina.

Anita foi enviada para a Itália, em 1847, para realizar os preparativos que receberiam o marido e uma tropa de mil homens que participariam das guerras de unificação da Itália.

Anita faleceu nas proximidades de Ravenna, em 4 de agosto de 1849 em meio a essas batalhas.

Somente em 1932, o corpo de Anita Garibaldi foi definitivamente transferido para a colina de Janiculo, localizada na porção ocidental da cidade de Roma.

 

pt Português
X
Open chat