Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Contratação de mulheres em vagas de trabalho temporário tem expansão de 39,29% em 2021

Foto: Reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

O aumento nas contratações das temporárias foi de 39,29% em 2021 na comparação com o ano anterior, de acordo com a Employer, uma das maiores empresas de RH do país. No total, foram registradas mais de 700 mil admissões temporárias no país no ano de 2021, diante de mais de 500 mil no mesmo período em 2020.

Essa modalidade de contratação é um caminho natural para que muitas pessoas deixem o desemprego. Segundo dados do IBGE indicam que o número de pessoas nessa situação encontra-se abaixo de 13 milhões. As oportunidades temporárias são o caminho para muitos retornarem ao mercado de trabalho — apesar do tempo limitado, muitas vagas oferecem potencial oportunidade de efetivação.

Os homens representam o maior percentual de contratações entre os temporários, porém o número de mulheres é cada vez mais representativo.

Um dos fatores atrativos desse tipo de contrato para as mulheres é a opção de trabalhar um período do ano e poder dedicar outro com exclusividade a família ou outra atividade. “As gestantes, principalmente, recebem mais inclusão no mercado por essa modalidade, conquistando renda para providenciar itens essenciais de cuidados e tempo para cuidar do bebê”, ressalta a diretora de Serviços da Employer, Vânia Montenegro.

“O crescimento de temporários é uma realidade em todo o país. Surgiu como uma alternativa para aqueles que precisam retornar rapidamente ao mercado devido à crise do desemprego e para empresas que precisam ocupar vagas sazonais”, explica Montenegro. “As vagas ainda são dominadas por homens, porém estamos observando um crescimento expressivo de mulheres em busca dessas chances também”, ressalta Montenegro.

Essa possibilidade está abrindo portas cada vez mais para mulheres. “É a primeira vez que trabalho como temporária: estou há dois meses atuando em uma operadora de saúde, como enfermeira auditora de serviços assistenciais”, diz a trabalhadora temporária Victoria Regina Almeida Sousa Gaspar. “Tem sido uma experiência ótima: tenho todos os benefícios do contratante e ainda a possibilidade de ser efetivada pelo desempenho como temporária”, acrescenta.

Direitos do trabalhador temporário

Na modalidade temporária, o trabalhador tem anotação em carteira e os direitos assegurados pela Lei 6.019/1974. Dentre os direitos, estão inclusos pagamento de horas extras, descanso semanal remunerado, 13º salário e férias proporcionais ao período trabalhado. Ele recebe 8% dos seus proventos a título de FGTS e o período como temporário conta como contribuição para a aposentadoria.

De acordo com a legislação, o trabalhador temporário pode ser contratado por até 180 dias, com possibilidade de prorrogação por até mais 90 dias. A efetivação pode acontecer a qualquer momento desse período. “Junto à Previdência, o trabalhador temporário também tem todos os direitos garantidos, como auxílio-doença, desde que se respeite a carência mínima exigida para o pagamento dos benefícios”, diz Vânia.

pt Português
X
Open chat