Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Hildelene Bahia é a nova Embaixadora da Organização Internacional Marítima

Foto: Luciana Alves
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

A capitã do navio de Longo Curso da Marinha Mercante Brasileira, Hildelene Bahia se tornou Embaixadora Marítima da Boa Vontade da Organização Internacional Marítima (IMO), no Brasil.

A capitã substituiu o Capitão de Longo Curso, Francisco Cesar Monteiro Gondar, indicado em 2017, cujas atividades foram encerradas em 31 de dezembro de 2021.

O Brasil por possuir representação permanente junto à IMO, indicou e submeteu a Capitã Hildelene Bahia para exercer o cargo, que terá um período máximo de cinco anos, onde sua missão será de aumentar o público-alvo e inspirar novas gerações de marítimos.

Os embaixadores nomeados são incentivados a compartilhar sua vocação pelo mundo marítimo, particularmente, com jovens iniciando seus estudos, estágios e carreiras, convidando-os a considerar opções profissionais ligadas ao mar e à indústria marítima.

A Capitã Hilelene Bahia é Oficial formada pelo CIABA em 2000, e comandou os navios “Carangola” e “Rômulo Almeida”. Como também, a Capitã possui 2.555 dias no mar ao longo da carreira, e atualmente, exerce as funções de fiscal de contratos, membro do Corpo Docente da Academia de uma empresa estatal.  Além de auxiliar na ambientação dos novos praticantes que irão realizar estágio no mar.

“É um marco para minha carreira com a responsabilidade de representar o Brasil com Embaixadora da Organização Marítima Internacional (IMO) inspirando os jovens a despertar o desejo pela vida marítima”, afirmou a capitã Hildelene Bahia.

Navegação de Longo Curso é o transporte de pessoas ou bens entre portos de diferentes nações. Além do longo curso, a navegação pode ser realizada entre portos ou pontos do território brasileiro, utilizando a via marítima, e as vias navegáveis interiores. A viagem pode levar 45 dias, 12horas ou três dias, dependendo da distância do porto de origem ao destino.

Para a capitã de navio de Longo Curso, Hildelene Bahia, ter se tornado a primeira mulher na profissão é motivo de muito orgulho e incentivo para as mulheres que sonham com a carreira.

“Tenho muito orgulho e sinto uma satisfação enorme quando ocorrem aberturas de vagas para as mulheres a bordo de navios como Oficiais, que antes eram exclusivamente de homens”, afirmou a capitã.

A capitã de navio de Longo Curso, Hildelene Bahia contou sobre o sentimento após vencer todas as batalhas.

“A minha história é um grande marco na abertura de para mulheres oficiais na Marinha Mercante Brasileira, dessa forma é possível mostrar que todas podem chegar ao topo da carreira. Hoje, tenho a sensação de dever cumprido, apesar de tantas dificuldades e obstáculos enfrentados”, finalizou a capitã Hildelene Bahia.

pt Português
X
Open chat