Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Olga Benário Prestes: Luta e amor no Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Nascida na Alemanha em 1908, em um rica família. Olga Gutmann Benário teve o primeiro contato com grupos de orientação comunista começou aos 15 anos, quando ela ingressou no Grupo Schwabing.

Em 1934, Olga aceitou uma missão de grande importância da Internacional Comunista. A missão de Olga era garantir a segurança de Luís Carlos Prestes na volta ao Brasil.

No Brasil, Prestes organizou a Intentona Comunista em novembro de 1935. A ação fracassou, e Prestes foi preso junto de Olga em março de 1936.

Assim que foi presa, Olga anunciou sua gravidez e que o pai de sua filha era Prestes. Durante sua prisão, a militante foi interrogada diversas vezes para ceder informações sobre os grupos comunistas existentes no Brasil. Como não colaborou, Getúlio Vargas decidiu pela sua extradição para a Alemanha. Olga chegou à Alemanha em 18 de outubro de 1936. Recebida pela Gestapo foi transferida para a prisão feminina de Barnimstrasse, em Berlim. Onde deu a luz a sua filha Anita Leocádia em 27 de novembro.

Olga foi transferida para diversos campos de concentração e extermínio, como Lichtenburg, Ravensbrück e Bernburg. Seu destino foi selado em Bernburg, onde ela foi morta na câmara de gás em 23 de abril de 1942.

pt Português
X
Open chat