Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Prefeitura entrega certificado a artistas contemplados do Prêmio Cultura e Território

Foto: Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

A Prefeitura de Niterói por meio da Secretaria Municipal das Culturas, realizou, na última sexta-feira (18), a entrega do certificado aos contemplados no edital Cultura e Território – Reconhecimento e Estímulo a Iniciativas Culturais de Base Comunitária.

O evento reuniu cerca de 200 pessoas na Lona Cultural do Barreto. A chamada pública premiou 120 coletivos, grupos ou agentes culturais que já realizassem atividades culturais de base comunitária, com R$ 5.000 para cada, num investimento total de R$ 600 mil no setor cultural, beneficiando cerca de 200 pessoas.

O Prêmio Cultura e Território tem como objetivo fomentar a diversidade cultural, estimular a geração de emprego e renda e impulsionar a retomada econômica do setor cultural da cidade. Possibilita ainda que os artistas, grupos e coletivos possam dar continuidade à produção cultural em meio às dificuldades enfrentadas pela suspensão das atividades de público ao longo dos últimos dois anos com a pandemia. Além disso, foi a primeira vez que o Carnaval, a capoeira e o circo foram contemplados em uma chamada pública.
Durante o evento, o prefeito Axel Grael, apoiou o estímulo às ações culturais de base comunitária da cidade.

”O edital do Prêmio Cultura e Território busca reconhecer e estimular ações culturais de base comunitária, garantindo o direito à cultura, incentivando a sua valorização e amparando a sustentabilidade dos trabalhadores do setor cultural em diversas categorias. Com o Plano Niterói 450, vamos ampliar ainda mais os investimentos neste setor, para que a gente busque, cada vez mais, atingir mais formas de se fazer cultura. Quem promove a cultura são as pessoas que estão nas comunidades, que estão nos bairros, estão nos espaços de cultura da cidade expressando de uma forma diversa, e a gente precisa ter o olhar da mesma forma diversa para a cultura”, disse o prefeito.

O secretário municipal das Culturas, Leonardo Giordano, reforçou a necessidade de ações de fomento“Cultura é um direito. E, para esse direito ser garantido de fato, é necessário que o poder público invista, fomente e patrocine ações culturais, como Niterói faz. Só assim a gente alcança uma sociedade potente. O reconhecimento do trabalho cultural em bases comunitárias é fundamental para a manutenção da história, da memória e da identidade cultural do nosso povo”, disse o secretário.

Luísa Carioca foi uma das contempladas pelo edital com o projeto de Arte Circense, O Círculo. O projeto acontece desde 2016 com oficinas de bambolês para crianças e adultos nos espaços públicos e nas favelas. ”Muito importante termos conseguido essa conquista, ainda agora que o circo foi contemplado, estou muito feliz”, afirmou.

A iniciativa do Prêmio visa a consolidar o direito à cultura, diminuir as desigualdades socioeconômicas e culturais nas diversas regiões do município de Niterói, garantir o desenvolvimento e o fortalecimento das expressões culturais nos diferentes territórios da cidade, descentralizar e democratizar o acesso aos recursos públicos, reconhecer, fomentar e valorizar a diversidade, a pluralidade e a singularidade das produções artísticas e/ou culturais e contribuir para a sustentabilidade de trabalhadoras/es da cultura, grupos e coletivos.

pt Português
X
Open chat