Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Rio+Saneamento assina contrato de concessão com o governo do Estado para a segunda fase do leilão da Cedae

Foto: Pexels
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Vencedor da segunda fase do leilão da Cedae, o Grupo Águas do Brasil vai realizar a oferta de saneamento básico a 2,7 milhões de pessoas com a recém-criada Rio+Saneamento, empresa em sociedade com a Vinci Partners que será responsável pela operação em 19 municípios do estado do Rio, sendo 22 bairros na Zona Oeste carioca.

O contrato de concessão foi assinado na última segunda-feira (28), e o período de operação assistida terá início em abril, com duração aproximada de seis meses.

A solenidade foi realizada no Parque Radical, em Deodoro, contando com a presença do governador Cláudio Castro, do prefeito Eduardo Paes e demais prefeitos dos municípios envolvidos da concessão.
“A assinatura do contrato dá início a uma nova fase de ampliação e melhoria dos serviços de saneamento, o que vai levar dignidade a aproximadamente 3 milhões de pessoas. O governo do estado vai acompanhar, nesse momento, a operação assistida para garantir que cada cidadão receba os benefícios que a concessão vai trazer. Serão gerados quase cinco mil empregos, além de investimentos para reduzir a poluição no Rio Guandu e ampliar o serviço em bairros e favelas da Zona Oeste”, disse o governador.
Pelos próximos 35 anos, a Rio+Saneamento vai investir R$ 4,7 bilhões, grande parte desse valor na primeira década de operação, com foco em obras de ampliação de infraestrutura, além de manutenção das redes já existentes. A companhia também vai investir R$ 350 milhões para levar infraestrutura e saneamento básico a comunidades carentes da Zona Oeste do Rio.
Também serão gerados cerca de 5 mil postos de trabalho diretos e indiretos, em um movimento de contratação que ocorrerá em cada um dos municípios, contribuindo para o avanço das economias locais e desenvolvimento dessas cidades.
Em seu discurso, Leonardo Righetto, CEO da Rio+Saneamento, chamou atenção para o fato de que o Grupo Águas do Brasil conhece bem as particularidades do estado e que apresenta ótimo desempenho na prestação dos serviços, já que as três melhores cidades do ranking Trata Brasil 2022 são atendidas pelo grupo — Niterói, Petrópolis e Campos dos Goytacazes.
“Estamos colocando toda a nossa experiência de mais de 20 anos de saneamento para trazer mais cidadania, saúde e bem-estar à população. Estamos muito felizes que esta operação seja no Rio, onde o Grupo Águas do Brasil nasceu, contribuindo para a universalização dos serviços de água e esgoto. Com muito respeito às pessoas, vamos prestar um serviço de excelência em todo o estado, com foco na preservação do meio ambiente e atenção especial às regiões mais vulneráveis”, destacou Righetto.

O Grupo Águas do Brasil venceu o leilão da Cedae com oferta de R$ 2,2 bilhões. O VIAS, fundo de infraestrutura gerido pela Vinci Partners e que conta com rótulo de Fundo ESG, é sócio da concessionária e, além desta primeira transação, o VIAS pretende investir R$ 3 bilhões em saneamento.

“Estamos muito empolgados com a possibilidade de trazer mais cidadania a esse contingente tão grande da população do Rio de Janeiro, fornecendo um serviço de distribuição de água e coleta e tratamento de esgoto de altíssima qualidade, como é o padrão já conhecido do Grupo Águas do Brasil. Ao mesmo tempo, a Vinci Partners reforça sua atuação em investimentos que venham a melhorar o meio ambiente, contribuindo decisivamente para a futura despoluição da Baía de Sepetiba, por exemplo”, afirmou José Guilherme Souza, sócio da Vinci Partners e head da área de infraestrutura.

Com a atuação da Rio+Saneamento, o reflexo imediato da ampliação das redes de tratamento de esgoto será a contribuição para a despoluição da Baía de Sepetiba, onde deixará de ser despejado um volume diário de 44 milhões de litros de esgoto sem tratamento por dia, em cinco anos, o equivalente a 18 piscinas olímpicas.

A nova companhia também vai trabalhar para a redução de perdas de água, o que já é uma realidade em 12 de suas operações com o programa de eficiência operacional Água de Valor. Com investimento de R$ 140 milhões nos últimos quatro anos, o Grupo Águas do Brasil preserva recursos hídricos — sobretudo em um momento de escassez — e já conseguiu reduzir em 19 milhões de m³ o volume de perdas anuais, volume suficiente para abastecer uma cidade de 280 mil habitantes, o equivalente à cidade de Volta Redonda.

Municípios que integram a área de abrangência da Rio+Saneamento:

Bom Jardim | Carapebus | Carmo | Itaguaí | Macuco | Natividade | Paracambi | Pinheiral | Piraí | Rio Claro | Rio das Ostras | Rio de Janeiro (AP-5 — bairros integrantes listados abaixo) | São Fidélis | São José de Ubá | Sapucaia | Seropédica | Sumidouro | Trajano de Moraes | Vassouras.

Bairros do município do Rio de Janeiro que serão atendidos pela nova concessionária:

Bangu | Barra de Guaratiba | Campo dos Afonsos | Campo Grande | Cosmos | Deodoro | Gericinó | Guaratiba | Inhoaíba | Jardim Sulacap | Magalhães Bastos | Paciência | Padre Miguel | Pedra de Guaratiba | Realengo | Santa Cruz | Santíssimo | Senador Camará | Senador Vasconcelos | Sepetiba | Vila Kennedy | Vila Militar.

pt Português
X
Open chat