Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

O que foi, isso é o que há de ser…

Foto: Pixabay
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

“…e o que se fez, isso se tornará a fazer…” (Ec 1.9).

O versículo acima é para fazemos uma reflexão de  nossas vidas.

O que temos feito, sim, o que você fez e o que plantou no seu passado? Quero que saiba de uma coisa muito importante do nosso passado. Ele só nos serve de referência e  nos mostra o que estamos colhendo hoje. Porque tudo que o homem semear, ele vai colher.(Gl 6.8).

Às vezes eu me deparo com algumas pessoas reclamando da vida. Mas elas se esquecem do que plantaram no passado. Alguns dizem que o passado serve de referência e de experiência e é uma grande lição de vida para não tornarmos à cometer os mesmos erros do passado. Mas eu costumo dizer que é o nosso presente que vai determinar o nosso futuro. Sim!

O que você plantar hoje, lá na frente você vai colher. Então, “o que foi,” isto é, o que nós fizemos no passado, “é o que há de ser”, isto é, vamos colher.

Então é isso que o sábio está nos dizendo no Livro de Eclesiastes “O que foi” quer dizer, o que eu e você plantamos é o “que há de ser”, isto é, estamos colhendo o que plantamos no passado.

Querido leitor!

Eu e você temos o livre-arbítrio de fazer o bem ou o mal, o que você escolhe?   Vamos refletir um pouco, porque eu fiz, eu vou tornar a fazer, como assim? você pode ter opção de não fazer, mas se for coisas boas, continue fazendo, continue plantando, Semeando coisas boas e  maravilhosas,  porque você também vai colher isto para sua vida. Agora existe uma famosa frase que diz: “quem semeia vento, colhe tempestade” todos nós, temos  que tomar muito cuidado com isso. No mesmo livro, diz o sábio: “O que é já foi; e o que há de ser também já foi; e Deus pede conta do que passou.”(3.15). Existe um ditado que nos diz: “Águas passadas não molham”. E eu costumo dizer que é uma grande verdade. Mas, molhou no passado e deixou grandes estragos. E é o que vai acontecer. Deus vai pedir conta para mim e para você. Por isso,  na Bíblia nos diz: “…Louco, esta noite te pedirão a tua alma, e o que tens preparado para quem será?”( Lc 12.20). Então, reflita comigo. O Todo-poderoso nos deu o livre-arbítrio de escolhermos a quem servir. Então a escolha é sua querido leitor. De escolher o caminho do bem ou do mal.

No mesmo livro de Eclesiastes nos diz assim: “Já tenho conhecido que não há coisa melhor para eles do que alegrarem e fazerem bem na sua vida; e também que todo homem coma e beba e goze do bem de todo o seu trabalho. Isto é um dom de Deus.

“Eu sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe deve acrescentar e nada se lhe deve tirar.

“E isso faz Deus para que haja temor diante dele.

“O que é já foi; e o que há de ser também já foi;  e Deus pede conta do que passou. “Vi debaixo do Sol: no lugar do juízo, impiedade; e no lugar da Justiça, impiedade ainda.

“Eu disse no meu coração: Deus julgará o justo e o ímpio; porque há um tempo para todo intento e para toda obra.”(Ec 3.12-17).

Veja que é a palavra de Deus que nós estamos meditando e no mesmo livro nos diz: “Ainda que o pecador faça mal cem vezes, e os dias se lhe prolonguem, eu sei com certeza que bem sucede aos que temem a Deus, e aos que temerem diante dele. “Mas ao ímpio não irá bem, e ele não prolongará os seus dias; será como a sombra, visto que ele não teme diante de Deus.”(8.12,13).

Grande lição certo?

E para concluirmos essa parte tão interessante, também nos diz: “De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus e guarde os seus mandamentos; porque este é o dever de todo o homem.

“Porque Deus há de trazer a juízo toda obra e até tudo que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau.”(12.13,14).

Então eu te pergunto querido leitor o que você tem plantado? Porque “o que foi é o que há de ser”, isto é, o que você plantou é o que você vai colher. Existe um ditado que diz: ” O plantio é espontâneo, mas a colheita é obrigatória.”.

Então nós temos que estar refletindo muito sobre está temática. Porque o autor procura  aniquilar a falsa esperança que o povo deposita num mundo totalmente secular e o seu empenho é que o ser humano perceba as cenas e realidades do mal, da Injustiça e da Morte. E que reconheça que a vida à parte de Deus não tem sentindo e nem pode levar a verdadeira felicidade. A solução do problema é está na fé e na confiança em Deus. Isto é dá sentido à Vida que da real prazer em viver. Devemos atentar para além das coisas terrenas e sim para as Celestiais a fim de obtermos esperança, alegria e paz que Deus te abençoe hoje e sempre.

pt Português
X
Open chat