Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Teatro Prudential apresentou ‘Joãosinho 30, O Musical’

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Dramaturgia em Leituras segunda edição apresentou ‘Joãosinho 30, O musical’, no Teatro Prudential. O evento realizado na última segunda-feira (11), foi uma homenagem ao grande artista plástico e carnavalesco Joãosinho Trinta.

Com ousadia e enredos luxuosos, Joãosinho Trinta passou a ser chamado de gênio, e reinou no Rio de Janeiro conquistando os títulos do carnaval de 1976, 1977, 1978, 1980 e 1983. Ele ainda teve destaque com dois trabalhos carnavalescos que ficaram com a segunda colocação, em 1986 e em 1989.

O autor da leitura José Ribamar Araújo contou sobre a história do texto, e a importância de Joãosinho trinta.

“A criação dessa leitura surgiu naturalmente. Era um sonho do João montar essa peça, e eu senti ele aqui hoje. Tenho certeza que o espírito dele está aqui. Agora, estamos sonhando em transformar essa leitura em espetáculo, mas precisamos de investidores para que isso se torne real”, contou.

O ator Deo Garcez interpretou Joãosinho Trinta e contou sobre o sentimento ao interpretar uma personalidade tão marcante na cultura do país.

“O sentimento ao interpretar Joãosinho é o melhor possível. Primeiramente porque Joãosinho era um artista na sua essência, ele amava a vida e a arte. A arte e a vida pra ele não tinham separação”, disse o ator.

“Foi um presente interpretar um artista tão forte, que inovou o Carnaval carioca com o luxo na avenida, com as abordagens nos enredos, com a questão da política, com o questionamento social, a intolerância religiosa. Ou seja, um artista que não estava só preocupado com o entretenimento, mas estava preocupado em trazer temas e discussões necessárias para a sociedade. E esse é o meu interesse quanto artista, que é trazer reflexões para a sociedade e para o mundo”, contou o ator.

O diretor Ricardo Torres declarou sobre a importância de Joãosinho Trinta.

“Joãosinho Trinta foi um dos maiores talentos do Brasil. A leitura foi de maneira leve e agradável. Só tenho a agradecer por ter dirigido essa leitura”, contou o diretor.

A CEO do Jornal DR1 Ana Cristina Campelo esteve presente no evento. Assim como, o jornalista Vitor Chimmento, a jornalista Aisha Raquel Ali e o colunista David Antunes.

Fotos: Léo Santos

pt Português
X
Open chat