Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

A beleza dos grisalhos

Foto: Divulgação/Ju Coutinho
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Não faz muito tempo, não pintar o cabelo era considerada uma escolha de mulheres pouco vaidosas e desleixadas, que não se preocupavam com a aparência e que envelheceram antes do tempo.

Mas a pandemia, em razão do isolamento social, provocou a aceleração de uma tendência que já vinha ganhando força entre as mulheres: não pintar o cabelo. Mulheres famosas e anônimas, resolveram aderir à cor natural que os cabelos ganham com o passar dos anos. E isto está virando moda!

Nos últimos dois anos, a pergunta que era tão comum de “Por que você não pinta o cabelo?”, passou a ser substituída cada vez mais por: “Por que você pinta o cabelo?”. Os discursos mudaram tão radicalmente que o cabelo branco deixou de ser um estigma para ser um valor para mulheres de todas as idades. Um país que valoriza a juventude e despreza a velhice, porém, vai demorar a entender que o cabelo branco não é uma aposentadoria da vida sensual e do cuidado com o próprio corpo.

Ainda recente no Brasil, esse novo modelo de belezaainda causa certa estranheza, mulheres ainda são criticadas quando assumem seus cabelos brancos. Isso acontece porque os valores culturais ainda permanecem interiorizados dentro de cada uma de nós.De um lado, somos aplaudidas quando nos libertamos das tinturas. De outro, somos criticadas por mostrar as marcas do envelhecimento.

As mulheres cobram muito mais das outras mulheres porque se sentem mais cobradas. Quanto mais mulheres se sentirem bonitas e plenas com o cabelo grisalho (ou com as cores que elas quiserem e acharem belas), mais rapidamente o olhar da sociedade sobre o que é considerado bonito vai mudar. Cada mulher que se liberta, liberta muitas outras para se sentirem mais plenas e felizes de acordo com as próprias escolhas.

pt Português
X