Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Magistrados do TRT-6 participaram do Ciclo de Conferências em Direito do Trabalho Luso-Brasileiro

Foto: Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Com apoio do Grupo Interinstitucional de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Getrin6), aconteceu na última quarta-feira (11), o Ciclo de Conferências em Direito do Trabalho Luso-Brasileiro.

O evento foi realizado pelo Instituto Moema Baptista em parceria com a Universidade Lusófona, Faculdade de Direito (CEAD), e o Francisco Suárez. A reunião foi o primeiro evento internacional em que o Instituto Moema Baptista se apresentou.

O Ciclo de Conferências ocorreu presencialmente na Faculdade de Direito, da Universidade Lusófona, em Portugal, mas contou com transmissão pela plataforma Zoom e pelo Facebook da instituição de ensino.

O evento abordou o tema “Relações de Trabalho Sustentáveis: velhos e novos desafios”, e contou com a participação de magistrados do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (PE).

A presidente da Associação dos Magistrados Trabalhistas da 6º Região – AMATRA VI, juíza Laura Cavalcanti foi a moderadora do painel “Novas e Velhas Formas de Organizar o Trabalho: regulação, fiscalização, saúde e segurança no trabalho”.

Um segundo estruturado em torno do tema “sustentabilidade das empresas perante cenários de crise, a organização coletiva dos trabalhadores e o futuro da negociação coletiva”, foi moderado pela Dra Rita Cortez, ex-presidente do Instituto dos Advogados Brasileiros, sócia fundadora da Cortez Advogados e Fundadora do Instituto Moema Baptista.

O terceiro painel foi dedicado à divulgação científica do trabalho realizado pelos pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Direito Francisco Suárez.

A palestra “Desigualdade de Gênero e a Necessária Ratificação da Convenção 190 da OIT pelo Brasil”, foi ministrada pela juíza do TRT-6 Luciana Conforti, que é vice-presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra).

A Faculdade de Direito, da Universidade Lusófona, em Portugal também sediou a palestra “Negociação coletiva em cenários de crise: sustentabilidade das relações de trabalho” da doutora em Direito e Professora da Universidade Lusófona, Carolina de Freitas e Silva.

O evento também contou com a participação da gestora regional do Programa Trabalho Seguro, juíza Ana Freitas, que falou sobre “Produtividade, Segurança no Trabalho e Saúde Mental: o custo do absentismo”.

pt Português
X