Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

As 5 melhores formas de fazer renda extra, sem estoque e sem dinheiro. (parte 2)

Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Anteriormente, foram apresentadas algumas formas de renda extra as quais não são necessárias estoque ou dinheiro para começar. Oportunidades reais, as quais você pode se candidatar ao se cadastrar em sites como os já citados. Vem comigo agora e continue descobrindo os meios tangíveis das rendas extras, que podem se transformar em principal.

Nesse sentido, a quarta forma de renda, é como Tutor online, qual seja, ser um “professor” do seu próprio idioma. No entanto, nesse caso não é necessário ser um profissional, pois não haverá a necessidade de envolver gramática ou uma metodologia de ensino especifica. O tutor online é frequentemente procurado por pessoas de países diferentes que já conhecem o idioma, mas anseiam por maiores detalhes, com o intuito de aprenderem os sotaques do local onde passarão uma temporada. Nessa dinâmica, o tutor conversa com o cliente, para que o mesmo depure o idioma e vá se acostumando à forma como o mesmo é pronunciado na região em que deseja visitar. A plataforma mais indicada para quem deseja executar esse tipo de trabalho é o Italk. A aula pode ser precificada a 30,00 ou 50,00 por hora, todavia, esse aspecto dependerá da sua experiência e reputação na plataforma. Pulo do gato: Faça um vídeo bem alto-astral, bem interessante para que a pessoa veja e pense: É com essa pessoa aqui que eu quero conversar! Além disso, quando o tutor é bacana, a pessoa sempre tem vontade de fazer uma aula após a outra, gerando assim a recorrência na prestação desse serviço.

Entretanto, a quinta forma de fazer renda extra, trata-se de vendas sem estoque, com fornecedores brasileiros, ou seja, o dropshipping nacional. Essa modalidade se dá quando você vende um produto sem ter estoque próprio e o fornecedor é quem faz a postagem diretamente para o consumidor final. O diferencial é conceituado no modelo nacional, para evitar problemas como: Taxação alfandegaria, extravio ou atraso na entrega. Acontece da seguinte forma: Você coloca os produtos do fornecedor a venda, o sistema gera a etiqueta de postagem e você paga aquele item vendido para o fornecedor despachar para o cliente final. Posteriormente o seu lucro será liberado pela plataforma a qual você realizou a venda. Atenção, você só paga a parte do fornecedor, após a venda ter sido concluída. Considere trabalhar com produtos que você se identifica, mas não deixe de ver as tendências de vendas em fontes como: tendencias.mercadolivre.com.br (pulo do gato). Nesse endereço, você encontrará o ranking do maior e-commerce da América Latina.

Como resultado, a renda extra ou mesmo um trabalho principal, serão consequências inevitáveis, por serem modelos de rendas recorrentes, os quais você poderá iniciar modestamente, de casa e sem maiores investimentos envolvidos. Escolha a sua área, pesquise mais a fundo e empreenda, agora!

pt Português
X