Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

De Minas para o mundo, os Passos de Selton Mello

Foto: Carlos Macedo
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Selton Mello é um ator, dublador, diretor e produtor brasileiro premiado inúmeras vezes por seus personagens em filmes e séries e por sua direção.

Nascido em Passos, Minas Gerais, ainda criança se mudou para São Paulo com sua família. Devido a sua carreira de ator, passou a residir na cidade do Rio de Janeiro. É filho de Dalton Natal de Melo e Selva Aretuza Figueiredo Melo e irmão do também ator Danton Mello.

Na TV desde os 7 anos, Selton estreou na carreira artística no seriado “Dona Santa”, exibido em 1979 pela TV Bandeirantes. Dali em diante, o ator não parou mais, ganhando a cada trabalho mais sucesso e reconhecimento de seu talento.

Sério, estudioso, organizado, Selton Mello nem parecia uma criança quando começou a atuar na televisão. Sabia de cor os textos dos parceiros em cena na novela, como o de Antonio Fagundes, Débora Duarte e Glória Menezes. “Eu ia fazer a cena, falava o meu texto, eles titubeavam e eu falava: Não, agora você fala isso”.

Em 1990, fez sua estreia no cinema através do filme Uma Escola Atrapalhada no papel de Renan. Mas foi em 2000, sendo protagonista juntamente com Matheus Nachtergaele que teve sua vida marcada pelo filme O Auto da Compadecida, tendo sido o filme brasileiro mais visto no mesmo ano de sua estreia.

Além do Auto da Compadecida, outro filme icônico de sua carreira é o Meu Nome Não É Jhonny. O filme foi premiado seis vezes no Grande Prêmio Cinema Brasil e representou o país na lista para indicados ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Pelo mesmo filme, Selton recebeu o Prêmio Contigo Cinema em 2008.

Tendo mais de 60 prêmios na carreira, Selton Mello está atuando em Hollywood como diretor. O ator e cineasta está dirigindo o filme “Cathedral City”, seu primeiro projeto nos Estados Unidos e tem estreia marcada para 2023. Mello revelou a novidade à revista “Variety” e disse estar muito empolgado com o projeto, com o qual se envolveu após ser contatado pelos produtores Tai Duncan e Paul Schiff.

Sempre muito discreto em sua vida pessoal, Selton não se casou ou teve filhos. O próprio ator não se importa em ser solteiro e solitário, tendo tido poucos relacionamentos duradouros. Entre 1994 e 1997, namorou a atriz Danielle Winits. Entre 2000 e 2002, namorou a atriz Andréa Leal. Teve um breve relacionamento com Luana Piovani durante as filmagens de A Mulher Invisível, em 2009.

Selton Mello está sempre ligado a causas sociais. O ator foi o convidado no ano de 2006 para estrelar o filme e anúncios criados para a Campanha do Agasalho, com foco na conscientização de jovens a ajudar na arrecadação.

No período da pandemia, quando chegou o seu momento de vacinação, o ator foi vacinado em sua faixa etária. Além de mostrar o momento especial em suas redes sociais, o artista aproveitou a deixa para fazer um manifesto que provocou impacto nos internautas. “Precisamos sair desse círculo vicioso. Precisamos inaugurar um círculo virtuoso. Viva a ciência & os profissionais da saúde! Sigo desejando um Brasil mais afetuoso, acolhedor, gentil nos sentimentos, empático, mais justo, elevado intelectual e espiritualmente. Sigo com fé & esperança”.

 

 

 

 

 

pt Português
X