Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Aquecimento global e riscos cardiovasculares para os idosos

Foto: Getty Images
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Na coluna do dia 23, abordei aqui o grave problema da saúde infantil relacionado ao aquecimento global e à poluição do ar. Na coluna de hoje abordarei a outra ponta da população que também enfrenta um grande risco de vida decorrente das fortes ondas de calor que se tornaram mais frequentes no planeta: a população idosa.

O aquecimento representa um desafio para a saúde da população idosa podendo contribuir diretamente para doenças cardiovasculares. 

De acordo com os resultados de análises pesquisadores australianos, publicado na revista The Lancet Planetary Health, a simples elevação em 1 grau na temperatura já pode levar a um aumento nas mortes de idosos por complicações no funcionamento do coração tais como: arritmia, parada cardíaca e doença coronariana, sem contar perigo de queda, desidratação e confusão, por exemplo.

Em 2003 a Europa vivenciou aquilo que ficou conhecido como o “Verão do Século” quando mais de 50 mil pessoas morreram de estresse por calor.

Atualmente cerca de 30% da população mundial está exposta ao calor intenso por pelo menos 20 dias por ano, mas esse número deverá passar para 48% até 2100.

À medida que o clima do planeta muda, a nossa saúde será mais afetada, com consequências adversas. E neste novo cenário os médicos podem desempenhar um papel primordial na mitigação dos efeitos dos riscos à saúde relacionados ao calor, na medida que conhecem os seus pacientes e sabem quais os tipos de doença cada um tem, os fatores de risco e os medicamentos que estão tomando.

Mas enquanto o calor não passa, ficam aqui três dicas simples para amenizar as altas temperaturas e trazer mais conforto para os idosos: persianas ou cortinas no quarto, ventiladores ou ar-condicionado no quarto, ventilador portátil de bolso para fluxo de ar no rosto e por fim, não podemos deixar de esquecer de nos hidratarmos bastante, ingerindo pelo menos 1 litro e meio de água.

pt Português
X