Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca Destaque

Romantismo francês é o tempero do chef Didier Labbé para menu especial dos enamorados

O chef Didier Labbé preparou para esse domingo (12) um cardápio especial para comemorar o Dia dos Namorados em clima de romantismo naquele delicioso pedacinho da França recriado em pleno Jardim Botânico: o Didier Restaurante. A entrada é composta por Massa Folhada de Gorgonzola, Pêra e Rúcula (R$ 45 p/ 1 pessoa). Como prato principal, um delicioso Filet Rossini com foie gras chaud, batata Ana, molho de uva e aspargos (R$ 161 p/ 1 pessoa) 

Foto: Agência Mais Resultado

E para adoçar ainda mais essa noite de celebração ao amor, o delicioso Riz au lait: arroz doce, sorvete de iogurte com calda de morango e framboesa e crumble doce (R$ 29 p/ 1 pessoa). Além das sugestões especiais para a data, os clientes também poderão optar pelas deliciosas preparações do cardápio tradicional do Didier Restaurante.

 

Serviço:

Reservas: (21) 3624-7960 ou WhatsApp 98886-6131.

Endereço: Avenida Alexandre Ferreira 66, Jardim Botânico

Categorias
Notícias do Jornal

Elementor #68729

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca Destaque

Quiosque Restaurante Arrastapé promove noite especial para o Dia dos Namorados

Inaugurado recentemente, o quiosque restaurante Arrastapé já caiu nas graças dos cariocas e vem inovando, através de pratos diferenciados e receitas exclusivas. Localizado na orla de Copacabana e especializado em comida nordestina, o restaurante traz no cardápio comidas típicas da região do Nordeste, que se misturam entre doces, pastéis, bolinhos, frutos do mar, carne de sol e queijo coalho. Para celebrar o Dia dos Namorados, a chef Nadya Martins elaborou um prato exclusivo, que combina perfeitamente com a data e o romantismo do local, que além da decoração temática, é bem aconchegante. De entrada, um ceviche tropical de coco com manga, prato principal, camarão no coco verde, com arroz branco na manteiga de coco e farofa panko. De sobremesa, uma taça de romeu e julieta, com sorvete de queijo e farofa de castanha (R$ 190,00). Para o brinde, uma garrafa de espumante, para quem solicitar o prato especial e música ao vivo.

Quiosque Restaurante ARRASTAPÉ  

Endereço: Avenida Atlântica, Posto 2, em frente à Rua República do Peru

Instagram @arrastaperestaurante

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca

Grupo Corpo volta à cena no diapasão da renovação e da delicadeza com primavera

Tempos extraordinários pedem novos olhares. O Grupo Corpo volta à cena no diapasão da renovação e da delicadeza com primavera, coreografia inédita de Rodrigo Pederneiras sobre música da dupla Palavra Cantada, com 14 de suas canções adaptadas para uma trilha instrumental. É tempo, assim, de recomeçar, com a ideia da estação das semeaduras, em que um novo ciclo se apresenta. A temporada no Rio de Janeiro acontecerá entre 15 e 19 de junho, no Teatro Multiplan – VillageMall. O Grupo Corpo tem patrocínio premium do Instituto Cultural Vale e patrocínio master da ArcelorMittal, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

“Estávamos presos nas nossas casas”, conta Rodrigo Pederneiras, “sem poder ensaiar, reunir o grupo, programar um espetáculo, projetar uma temporada, com os bailarinos fazendo aulas remotas”. Havia, claro, o horizonte das lives pelas plataformas digitais; e, nos últimos 18 meses, o grupo veio liberando gravações de balés e fazendo diversos eventos nas plataformas digitais, para o público. Nesse viés, em dezembro de 2020, começou a nascer a ideia de criar peças curtas, montar novas coreografias para a internet. E foi bem nesse ponto que uma conversa casual pelo whatsapp alinhou, num tedioso domingo à noite, o coreógrafo mineiro e o compositor Paulo Tatit, conhecidos de longa data.

“Foram quatro horas de mensagens pra cá e pra lá”, lembra, rindo, Tatit. “E surgiu a ideia de selecionarmos e adaptarmos os playbacks da Palavra Cantada. Enviamos, Sandra e eu, dezenas de playbacks dos nossos 27 anos de carreira. Rodrigo selecionou 14 deles e começamos a trabalhar”, diz o compositor.

Foto: José Luiz Perderneiras

O conjunto foi se ajustando, se complementando, ganhando uma feição, traduzida em módulos que fluíam. Florescendo, por assim dizer; e deixando de remeter ao universo infantil. Saíram as vozes, as melodias praticamente desapareceram, entraram novos instrumentos. O projeto que nascera em forma de peças curtas e independentes para a internet ganhou unidade – foi virando um conjunto. Emergiu uma continuidade. “Prelúdios, de 1985, parte de uma ideia assim: são peças soltas unidas pela coreografia”, complementa Rodrigo. Dessa vez, o romântico Chopin deu lugar ao sofisticado som do trabalho de Tatit e Peres para as crianças. “Eu diria que são divertissements”, avança o diretor artístico Paulo Pederneiras, referindo-se ao gênero que define pequenas peças de música ou dança abordado por grandes criadores. De novo, a necessária leveza em tempos tão difíceis.

Com as adaptações, a remixagem e alguns acréscimos, a trilha emergiu – e seu conjunto encadeia uma gama de estilos musicais às vezes bem contrastantes, indo de um jazz light à percussão afro, em seus 36 minutos de duração. “Construímos um balé completamente diferente, singular, com a música de alta qualidade da Palavra Cantada”, define Rodrigo. “Diferente também porque é, como uma Primavera, uma antecipação de dias melhores. Conjuramos assim um futuro mais ameno e, por que não?, mais feliz”.

TRÊS PAS-DE-DEUX E DISTANCIAMENTO

Assim, nascido na pandemia, o balé incorpora – e, de certo modo, abraça – as interdições do momento. “Há somente três pas-de-deux”, comenta Rodrigo Pederneiras. “Só se tocam os bailarinos que são casais, vivem juntos” – Agatha e Lucas, Mariana e Elias, Karen e Rafael. “O restante do espetáculo se desenvolve em duos, trios, quartetos e todos mantêm distância entre si; há somente uma cena com oito bailarinos”.

Apesar do distanciamento físico entre os bailarinos, curiosamente a sensação de proximidade é forte – e os destaques individuais, mais constantes. “Em primavera, temos a chance de ver cada elemento da companhia de maneira mais focada, mais íntima”, ressalta Rodrigo

Categorias
Notícias do Jornal Social

A Obra do Berço – Ajude!

Instituição de assistência social, sem fins lucrativos, de utilidade pública estadual, com certificação CEBAS pelo MDS (hoje Secretaria Especial do Desenvolvimento Social). Fundada em 1928, por um grupo de senhoras para prestar serviços de assistência às mulheres em situação de vulnerabilidade socioeconômica, com confecções de enxovais, pré-natal e puericultura.

Embora pequena, é grande em sua missão de acolher, desenvolver crianças em seus primeiros mil dias que se encontram em situação de vulnerabilidade social, além de promover o fortalecimento de vínculos familiares.

Hoje, o cenário de desigualdade social na cidade do Rio de Janeiro torna imprescindível a continuidade destes serviços de apoio à mulher em vulnerabilidade social, em especial àquelas com filhos na primeira infância.

Estas mães precisam deixar seus filhos em local idôneo, que os protejam dos riscos sociais a que ficariam expostos e, sobretudo, ofereça um programa de apoio educativo e suporte emocional, que desenvolvam suas potencialidades cognitivas e fortaleçam os vínculos sociofamiliares.

Muitos são os cariocas que já fizeram parte do quadro de voluntariado por gerações. Seus nomes ficaram escritos na árvore da Obra do Berço na certeza dia bons frutos que colheriam, o fruto de um futuro digno para nossas famílias.

Escreva você também, seu nome lá!

ATENDIMENTO

Segunda a sexta – 8h às 18h

Rua Cícero Góis Monteiro, 19
Lagoa – Rio de Janeiro – RJ
CEP: 22471-240

CONTATO

Telefones:

(21) 98909-3435 – (21) 2539-3902
contato@aobradobercorj.org.br

Categorias
Colunas Helainy Araujo | Saúde Capilar

Como Pentear os Cabelos Corretamente?

Parece algo muito trivial, pois pentear os cabelos é algo que fazemos todos os dias, mas, por ser um ato simples, fazemos de forma quase automática, sem pensar. Você sabia que não pentear os cabelos da forma correta pode comprometer a saúde dos fios?

A escovação não serve somente para desembaraçar os cabelos, mas também para levar a oleosidade natural da raiz para a extensão dos fios até as pontas, ou seja, pentear o cabelo também nutre as pontas dos cabelos!

Um cuidado importante é a forma de pentear os cabelos quando estão molhados, pois é o estado em que os fios ficam mais vulneráveis. Com os cabelos úmidos, o atrito do pente com a umidade dos fios pode provocar muita quebra, já que os fios estão mais elásticos. Para evitar isso, o ideal é pentear os fios com o auxílio de um leave-in ou creme para pentear.

A escolha da escova e do pente também é fundamental para evitar quebras, diminuir e evitar o frizz e ajudar a manter a forma dos cabelos.

Feita para cabelos crespos, a escova tangle desembaraça os fios e aumenta o volume dos crespos, respeitando a textura e forma natural do cabelo sem quebrar.

A escova raquete é de plástico com bolinhas na ponta, com formato oval ou retangular. Ideal para pentear e desembaraçar todos os tipos de cabelo, principalmente os ondulados. Com cerdas largas é um curinga que dá certo em quase todas as texturas de cabelos, diminui a quebra dos fios, abrange mechas grossas e é ideal para quem tem muito cabelo.

O pente fino serve apenas para cabelos super lisos e finos, e é raramente é uma boa escolha para as brasileiras, já que a estrutura natural de nossos cabelos não favorece o uso deste tipo de pente.

O pente de madeira promove reais benefícios para as madeixas, tanto lisas quando cacheadas, e possui inúmeros benefícios! Absorve a oleosidade natural dos fios e as devolve para a extensão dos cabelos quando escovados, desembaraça sem quebrar os fios, diminui o frizz, proporciona mais brilho aos fios e evita as pontas duplas.

Para pentear bem cabelos lisos e ondulados, devemos seguir estas regrinhas: Se o cabelo é médio ou longo, divida-o em duas partes; Comece desembaraçando as pontas e penteie os fios de cima para baixo, estimulando a circulação sanguínea do couro cabeludo;

Os cabelos crespos e cacheados devem ser penteados da seguinte forma: O ideal é que o desembaraço seja feito com os cabelos ainda úmidos, sempre com delicadeza e de baixo para cima, com leave-in em mãos; No dia seguinte à lavagem, o ideal é somente desembaraçar os cabelos com os dedos e umidificador de cachos.

Existem diversas opções de escovas, das mais em conta às mais caras e é um investimento necessário para manter qualquer cabelo saudável.

 

Helainy Araujo Devos

Consultora de produtos capilares

www.saudecapilar.vip

helainy.beleza@gmail.com

Categorias
Colunas Fernanda Haddock Lobo | Comer Bem

GELADO DE ABACAXI

INGREDIENTES

– 2 abacaxis médios cortados em cubos pequenos (sem miolos);

– ½ Xícara de açúcar;

– 600 ml de água;

– 2 envelopes de gelatina de abacaxi;

– 1 lata de leite condensado;

– 2 caixas de creme de leite;

– 50g de coco em pó (opcional).

 

MODO DE PREPARO

– Leve o abacaxi com o açúcar e água ao fogo médio e deixe cozinhar por 30 minutos;

Dissolva a gelatina em 100 ml  de água morna e adicione ao doce  de abacaxi (já fora do fogo) e mexa bem;

– Acrescente o leite condensado e o creme  de leite, misture até ficar homogêneo;

– Coloque em um refratário e polvilhe o coco em pó;

Leve a geladeira por 6 horas antes de servir

 

Categorias
Notícias do Jornal TV & Famosos

Marcelo Serrado canta de Frank a Wando

O Teatro Prudential retoma suas atividades com o Festival Grandes Clássicos da MPB ao Ar Livre. Nesta edição recebe o ator Marcelo Serrado em seu show Marcelo Serrado canta de Frank a Wando. A direção musical é de Claudia Elizeu. O evento acontece no período entre 30 de outubro a 1 de Novembro. Na Sexta e Sábado o horário é às 20h00 e no Domingo às 18h00

Categorias
Destaque Rio

Nova Pesquisa Ibope no Rio, Eduardo Paes lidera com 32% das intenções de voto 

A nova  pesquisa Ibope para Prefeitura do Rio, foi divulgada nesta sexta-feira (30), mostrando que Eduardo Paes (DEM) ampliou sua liderança e venceria em todos os cenários de segundo turno. Enquanto isso, Martha Rocha (PDT) cresceu seis pontos percentuais e empatou numericamente com o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) no segundo lugar —ambos têm 14.

Benedita da Silva (PT) está empatada com Martha e Crivella na margem de erro. Pelo mesmo critério, ela também divide o quarto lugar com Luiz Lima (PSL), que foi a 4%. Ao todo, quatro candidatos marcaram entre 1% e 2%, enquanto outros cinco não pontuaram.

Categorias
Carlos Augusto | Opinião Colunas

UM PAÍS DO FAZ DE CONTA OU QUE PAÍS É ESSE!!!

Vivemos num País, que sem sombra de dúvidas, não pertence aos brasileiros. Nosso País, pertence aos empresariados e políticos corruptos   que vivem numa redoma protegidos pelo sistema político e jurídico onde encontram abrigo e a certeza da impunidade.

Por um sistema jurídico que liberta criminosos de toda natureza e aprisiona o povo numa miséria absoluta, logo,  a corrupção é a fonte produtora de milhares de miseráveis e de desempregados.

Um juiz da Corte Superior liberta um criminoso da mais alta periculosidade e diz que faria tudo novamente, ou seja, não mudaria sua sentença. Aliás, essa postura, segundo os grandes meios de comunicação, 70 criminosos ao longo dessa pandemia que foram libertados por decisões desse Juiz intocável.

O que mais me espanta, é que, salvo raras exceções, a sociedade que se diz organizada, leia-se a própria imprensa, os artistas, o movimento sindical, as associações, a ABI, a OAB, os partidos políticos (de esquerda, centro e direita), os empresários, os banqueiros, os latifundiários, entre outros formadores de opinião, nada fizeram para demonstrar a indignação diante da  violência praticada por esse juiz.

Sim, foi uma violência contra todos os cidadãos de bem, que foram obrigados a conviver com essa nociva decisão e nada se pode fazer, até o presente momento, para demonstrar tamanha insatisfação contra essas  decisões estapafúrdias praticadas pelo nosso “poder judiciário”, com o conluio dos demais poderes da República.

Afinal, parodiando o personagem do saudoso Chico Anísio “Justo Veríssimo”: “E quero que o povo que se exploda”.

Pois é, o “povo que se exploda”, quando nossos políticos, ao longo dessa pandemia que está fazendo milhares de vítimas, estão mais preocupados em se manterem no poder. Exemplo disso, são as atitudes dos atuais presidentes da Câmara Rodrigo Maia e do Senado Davi Alcolumbre, que pretendem mudar a nossa Constituição se perpetuando  no poder.

Estão conspirando para mudar o texto do art. 57, §  que estabelece; “Cada uma das Casas reunir-se-á em sessões preparatórias, a partir de 1º de fevereiro, no primeiro ano da legislatura, para a posse de seus membros e eleição das respectivas Mesas, para mandato de 2 (dois) anos, vedada a recondução para o mesmo cargo na eleição imediatamente subseqüente. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 50, de 2006)”.

Ou seja, estamos diante de mais um golpe dessa casa, que se diz representativa do povo brasileiro. Temos um Congresso extremamente custoso, um judiciário não menos custoso, um executivo que nos é também muito caro e que até agora, não produziram nada em favor do nosso povo.

Faço coro com o ex-porta-voz Rêgo Barros de que “…os projetos apresentados nas campanhas eleitorais…são meras peças publicitárias.”, ou seja, não valem nada.

A corrupção em nosso País é tão organizada,  a ponto de está se formando uma tal “comissão de juristas na Câmara dos Deputados para mudar a legislação sobre lavagem de dinheiro, visando  amenizar as punições aos criminosos, ou seja, querem livrar de vez os criminosos corruptos que desviam milhares de recursos públicos em detrimento da miséria do povo.

Eles, o Congresso,  o Judiciário e o Executivo, deveriam  está promovendo e desenvolvendo políticas para combater a miséria que aflige milhões de cidadãos.  Segundo o IBGE, o Brasil já soma 15 milhões de desempregados. Ao longo dessa pandemia morreram cerca de 160 mil pessoas. De acordo com a Pnad Covid 19,  “a faixa dos que vivem com menos de US$ 1,90 por dia, ou R$ 154 mensais, é considerada de extrema pobreza, atingindo cerca de 8 milhões de pessoas. (Fonte da Agência Brasil)

Vamos ter eleições municipais esse ano. Esse é um dos raros momentos que o povo tem para começar a mudar o rumo do nosso País. Vamos votar e eleger aqueles que realmente estão compromissados com a defesa da  democracia, ou seja, mais emprego, mais educação, mais saúde, menos violência, por uma vida digna.