Categorias
Brasil Destaque Notícias TV & Famosos

Fontenelle promete inovar no mercado do info entretenimento no Brasil

Ao todo são 10 grandes nomes que participaram desse espetáculo inédito e cativante sob comando de Fontenelle

Antonia Fontenelle promete revolucionar o mercado do info entretenimento no Brasil. A atriz, apresentadora e Youtuber, vai subir ao palco de um grande teatro em São Paulo nos dia 13 e 14 de outubro pra apresentar BROADWAY.

Antônia também promete levar a plateia ao delírio e religar o disjuntor de todo aquele que pensa que sua luz apagou.

Foto : Divulgação

A empresária reuniu grandes players do mercado digital, empresários e artistas pra contar suas experiências de como chegaram ao topo do sucesso. Antônia também promete levar a plateia ao delírio e religar o disjuntor de todo aquele que pensa que sua luz apagou. Entre os convidados temos nomes como a empresária Cris Arcangeli, uma das mulheres mais influente do País e investidora do Shark Thank Brasil, Cátia Damasceno possui o maior canal sobre sexualidade feminina do mundo.

Mais de 3 milhões de livros vendidos, Pablo Marçal info produtor com maior alcance de Lives e autor do primeiro reality show em marketing digital, entre outras grandes personalidades.

Antonia garantiu que será o programa de info entretenimento mais divertido e ‘Na Lata’ da internet.

O figurino inspirado em Jessica Rabbit e Marilyn Monroe é  assinado pelo estilista Guilherme Tavares.

Categorias
Arte Destaque Flores Notícias Rio

Shopping realiza mais uma edição da Feira das Flores

Evento, que acontece de sexta a domingo, aproxima consumidores de produtores e artistas florais

De sexta a domingo, 15 a 17 de outubro, o Bangu Shopping realiza mais uma edição da Feira das Flores, um evento colaborativo com agricultores e artistas florais que cultivam diversas espécies de plantas em municípios do estado do Rio de Janeiro.

A feira ocorre em parceria com a Secretaria de Economia Criativa do Rio de Janeiro, através do Escritório de Inovação. O projeto incentiva a produção de flores também como gerador de receitas aos produtores, em uma economia sustentável e criativa, além de aproximar expositores e consumidores.

O evento vai contar com exposição e venda de diversos tipos de plantas ornamentais, flores, suculentas e uma variedade de acessórios para jardins e plantio, como suportes de bambu, vasos, hang plants, entre outros. Haverá, ainda, demonstração de montagens de buquês e ramalhetes. Participam desta edição expositores como Plantas e Bambus, Sulacap Bonsai, NosdaArte, Horto Campo Belo, Oasi Macramê e Kokewe.

O evento é gratuito e acontecerá sexta e sábado, das 10h às 22h, e domingo, das 13h às 21h, em espaço localizado em frente à loja Colchões Botafogo, no primeiro piso.

Feira das Flores no bangu shopping
Foto : Divulgação

Datas: de 15 a 17 de outubro – sexta a domingo

Horários: Sexta e sábado, das 10h às 22h; e domingo, das 13h às 21h

Endereço: R. Fonseca, 240 – Bangu

VISITAÇÃO GRATUITA

Categorias
Arte Cultura Dança Destaque Notícias Rio

Festival Funarte Acessibilidança apresenta espetáculos premiados do Sudeste

Oito companhias de dança encerram a temporada de montagens com recursos acessíveis de audiodescrição e Libras, no canal da fundação no YouTube.

A Fundação Nacional de Artes – Funarte lança a quinta e última etapa do Festival Funarte Acessibilidança, no dia 13 de outubro, quarta-feira, às 20h, on-line. Companhias de dança da Região Sudeste vão mostrar o talento e a diversidade local por meio de oito espetáculos premiados, em vídeos com audiodescrição e Libras. Performances inclusivas do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo ficarão disponíveis para acesso gratuito no canal da Funarte no YouTube logo após o lançamento. Os projetos contemplados nas demais regiões do país já podem ser apreciados na plataforma de vídeos.

A partir do dia 13, serão exibidos dois espetáculos por semana, às quartas e sextas-feiras, sempre às 20h. As montagens Coisa de Anjo e Olhares Ímpares, ambas do Rio de Janeiro, abrem a agenda do Sudeste.Na outra semana, os contemplados Conexões, de São Paulo, e Húmus, de Minas Gerais, serão disponibilizados no canal. O Rio de Janeiro apresenta mais dois premiados: Diversidade na dança através da singularidade de cada bailarino e Elementos disponíveis para outras composições, no final de outubro. Em novembro, fechando a primeira edição do Festival, entram em cartaz: Annata e Só se fechar os olhos, de São Paulo.

A programação começa com Coisa de Anjo, da Cia. ILTDA, do Rio de Janeiro, no dia 13 de outubro, às 20h. O trabalho coreográfico narra a história de vida de Analú, ex-atleta paralímpica de judô e, atualmente, artista cênica. No palco, a protagonista contracena com o seu companheiro Elder Oliveira e o seu “anjo” Cauã, um cão-guia. A obra híbrida une técnicas de dança, teatro, circo, judô e audiovisual.

Uma história contada por quem não vê, que pretende ampliar horizontes, abrandar sentimentos e aflorar desejos e conquistas para todos os públicos – reforça o grupo.

Seja um cão ou uma pessoa, o importante é que sempre temos nossos anjos – reforça a artista.

Já a Pulsar Cia. de Dança, também do Rio, apresenta Olhares Ímpares, no dia 15 de outubro. O espetáculo em vídeo celebra os 20 anos de existência da companhia e contará com a participação de antigos e atuais integrantes dos seus projetos coreográficos. A Pulsar foi uma das pioneiras no Brasil a ter em seu elenco artistas com ou sem deficiência, buscando potencializar o movimento com corpos ímpares.

Tenho olhos para sentir. Quero lhe falar sobre o olho da interioridade. Olho da boca, olho da orelha, olho da pele, olho do tato. Um olho aquático. Que boia, desliza, evapora. (…) Vejo dois pedaços de pernas, e uma fração de pés entrelaçados – reflete o grupo, ao explicar a obra de dança inclusiva.

Conexões, de São Paulo, estreia no Festival no dia 20 de outubro. O trabalho da Trupe CircoDança conta a história de um escritor em crise. Em cena, ao se deparar com objetos afetivos – neste caso, uma caixinha de música, um manton (xale) e um violoncelo, ele aciona sua memória. Logo depois, dedica-se ao trabalho de escrever poesias, por meio das conexões de seus pensamentos com os artistas que povoam sua mente criativa. Dez bailarinos e acrobatas interpretam as cenas, baseadas nos pensamentos dele. Enquanto o escritor cria seu próprio universo, os personagens surgem em sua mente e apresentam performances, tornando sua escrita cada vez mais criativa.

A montagem mineira Húmus será lançada na plataforma de vídeos no dia 22 de outubro. A bailarina Renata Mara assina a concepção e a direção. A artista tem baixa visão, ocasionada por uma doença degenerativa da retina. A obra reflete uma estética da sensação, trazendo a sensibilidade da bailarina para o seu fazer em dança.

A diversidade dos corpos em cena evidencia tanto as particularidades e habilidades dos bailarinos quanto a inexorável condição humana,marcada pela espiral de nascimento e morte. Humano, humilde, enraizado na terra. A palavra ‘húmus’ indica: substância orgânica, amorfa,proveniente da decomposição vegetal e animal que revitaliza e fertiliza o solo – explica a artista.

No dia 27 de outubro, a Cia. Carioca sobre Rodas, do Rio de Janeiro, exibe Diversidade na dança através da singularidade de cada bailarino. O trabalho foi criado a partir do projeto Carioca sobre Rodas, mesmo nome da atual companhia. O objetivo principal era ensinar dança de salão para cadeirantes, além de promover a diversidade na dança, inserir os dançarinos na sociedade e trabalhar os benefícios que a modalidade proporciona ao corpo e à mente. O vídeo apresenta as singularidades da dança de salão adaptada aos bailarinos cadeirantes e andantes, ressaltando a diversidade com a inclusão de dançarinas idosas e plus sizes.

Por todo esse tempo, crianças e adolescentes cadeirantes tiveram a oportunidade de experimentar os benefícios que a dança traz para suas vidas, por meio da inclusão social com os andantes, além dos benefícios físicos e psicológicos – conta o grupo.

Elementos disponíveis para outras composições, também do Rio, será lançada no dia 29 de outubro. A Cia. Gente compilou três obras do criador da companhia, Paulo Emílio Azevedo: Procedimentos de 1 Pseudópodo (2009); Procedimento II Urbano (2008), e _Gudubik_ (2011). Para a criação da obra, novas cenas foram incluídas, para produzir um redimensionamento do olhar sobre a diferença e rearranjos estéticos pautados na diversidade corporal.  Segundo o grupo, a intenção é fomentar o diálogo com o público sobre a diferença.

Desse modo, sugerem-se interações a partir de outras representações possíveis e positivas do corpo com deficiência, avançando, artística e epistemologicamente, sobre a categoria inclusão, a fim de nascer a ideia de protagonismo. Limitações passam a ser consideradas como possibilidades estéticas.

Abrindo o mês de novembro, no dia 3, o Núcleo Quimera de Criações, de São Paulo, exibe Annata. O projeto surgiu da união de três artistas: um coreógrafo; um bailarino e artista visual; e um videomaker. O objetivo era unir vivências artísticas diferentes em uma única criação, que envolvesse dança, música, literatura, artes plásticas e vídeo. Os textos Elegias de Duíno, de Rainer Maria Rilke; Coríntios 13.1, de Paulo de Tarso; e A Tempestade, de William Shakespeare, foram as fontes de inspiração para a obra. A narrativa traz um homem/anjo que viaja pelas formas de expressão corporal do minimalismo e explora a liberdade de movimentação da dança contemporânea. A peça coreográfica aborda a relação idealizada entre anjos e humanos, anseios, infortúnios e a busca constante por unidade. Victor Andreuci, artista com Síndrome de Down, é o protagonista.

Para encerrar a agenda da primeira edição do Festival, no dia 5 de novembro, Só se fechar os olhos, de São Paulo, chega à plataforma de vídeos. A obra coreográfica do Coletivo Desvio Padrão propõe um mergulho na audiodescrição, para fazer emergir temas de grande alcance, que buscam tocar nas camadas mais profundas dos processos mentais. A concepção e a performance são assinadas por Maria Fernanda Carmo e Mariana Farcetta.

O duo de dança só acontece dentro da mente daqueles que são cegos ou daqueles que topam fechar os olhos para viver essa experiência de estar privado da visão. O texto que descreve essa dança inusitada, escrito por Edgar Jacques (ator e dramaturgo cego desde a infância), é narrado pelas performers, imóveis em cena. O criador dessa montagem nunca viu uma obra de dança. E isso lhe permite criar o que bem entender – explica o grupo.

Sobre o Festival

A primeira edição do Festival Funarte Acessibilidança foi criado a partir das ações do Prêmio Festival Funarte Acessibilidança Virtual 2020. No concurso público, foram premiados 25 projetos de vídeos de espetáculos, que promovem o acesso de todas as pessoas à arte. O objetivo do processo seletivo é valorizar e fortalecer a expressão da dança brasileira, bem como fomentar a democratização, a inclusão e a acessibilidade.

Com a iniciativa, a Funarte busca realizar novas ações a partir do uso
das mais recentes tecnologias, estendendo, desse modo, um novo modelo para todo o Brasil. Assim, a Fundação reforça seu compromisso de promover e incentivar a produção, a prática, o desenvolvimento e a difusão das artes no país; e de atuar para que a população possa cada vez mais usufruir das manifestações artísticas. Criada em 1975, a Funarte segue, portanto, empenhada em acompanhar as transformações no cenário artístico e social.

O coordenador de Dança, Fabiano Carneiro, destaca a importância do projeto e já adianta uma série de desdobramentos e conexões que estão sendo estabelecidas a partir do lançamento do programa inédito na instituição.

O Festival Funarte Acessibilidança tem um papel de extrema relevância para a classe artística e para a sociedade, ao contemplar a participação de artistas com e sem deficiência em sua programação. O festival proporciona, ao público espectador, uma agenda diversificada e totalmente acessível por meio dos canais digitais da Funarte. Estamos planejando a segunda edição do Festival e, em breve, vamos realizar encontros virtuais entre os artistas das diferentes regiões do Brasil – ressalta o coordenador.

Festival Funarte Acessibilidança

Acesso gratuito, no canal do YouTube

Com audiodescrição e Libras

Agenda dos contemplados da Região Sudeste

Espetáculo Coisa de Anjo, da Cia. ILTDA (RJ)

Dia 13 de outubro, quarta-feira, às 20h

Montagem Olhares Ímpares, da Pulsar Cia. de Dança (RJ)

Dia 15 de outubro, sexta-feira, às 20h

Espetáculo Conexões, da Trupe CircoDança (SP)

Dia 20 de outubro, quarta-feira, às 20h

Montagem Húmus, da bailarina Renata Mara (MG)

Dia 22 de outubro, sexta-feira, às 20h

Espetáculo Diversidade na dança através da singularidade de cada
bailarino, da Cia. Carioca sobre Rodas (RJ)

Dia 27 de outubro, quarta-feira, às 20h

Montagem Elementos disponíveis para outras composições, da Cia.
Gente (RJ)

Dia 29 de outubro, sexta-feira, às 20h

Espetáculo Annata, do Núcleo Quimera de Criações (SP)

Dia 3 de novembro, quarta-feira, às 20h

Montagem Só se fechar os olhos, do Coletivo Desvio Padrão (SP)

Dia 5 de novembro, sexta-feira, às 20h

Espetáculos disponíveis no canal da Funarte no YouTube

Região Norte: Lua de Mel, da Cia. Lamira Artes Cênicas (TO);
Maculelê: Reconstruindo o Quilombo, do Grupo de Dança Reconstruindo o Quilombo (RO); e Solatium, do Corpo de Dança do Amazonas (AM).

Região Sul: Flamenco Imaginário, da Cia. Del Puerto (RS); Convite
ao Olhar, da Cia. de Dança Lápis de Seda (SC); e Do Avesso, do
Grupo Nó Movimento em Rede (PR)

Região Nordeste: _Estado de Apneia, do Grupo Movidos Dança
Contemporânea (RN); Ensaio sobre o Silêncio, da coreógrafa Taciana Gomes (PE); Maré – Versão virtual e acessível, do Coletivo CIDA (RN); Rio sem Margem, do bailarino Elísio Pitta (BA); de Plenitude,da Cia. de Dança Eficiente (PI); Ah, se eu fosse Marilyn! ,do coreógrafo Edu O. (BA), e Proibido Elefantes, da Cia. Gira Dança(RN)

Região Centro-Oeste: Capão Dançante, da Cia. Theastai de Artes
Cênicas (MS); Depois do Silêncio, da Arteviva Produções
Artísticas e Universo Criativo (DF); Rodas em Dança: Livre e Lives,
da Cia. de Dança Street Cadeirante (DF), e TransBordar, do Grupo de Dança Diversus (GO)

Categorias
Arte Brasil Cultura Destaque Notícias

O poeta Marcelo Girard lança seu quinto livro na Feira Literária de Tiradentes

” NÃO VOU AO MEU ENTERRO ” NA 2ª EDIÇÃO  DA FEIRA LITERÁRIA DE TIRA DENTES (FLITI).

O poeta Marcelo Girard lança seu quinto livro de poesia intitulado NÃO VOU AO MEU ENTERRO na Feira Literária de Tiradentes que acontece de 14 a 17 de outubro de 2021 em Minas Gerais de forma presencial. O livro é uma  compilação dos últimos 4 (quatro) livros do autor e alguns poemas inéditos e mais 6 (seis) poemas que foram publicados pela Revista Literária Brasileira nº.106 (2021) da Academia Brasileira de Letras (ABL) em Julho. E alguns poemas foram gravados em vídeo por atrizes e atores e estão disponíveis na plataforma do youtube.

SOBRE O AUTOR
Foto: Divulgação

Marcelo Girard é carioca, poeta e compositor. Em 1990 com apenas 16 anos lançou o polêmico livro de poesia O Dente Cariado De Cristo, em 1999 RAIVÓDIO POESIA MIX.Em 2005 com prefácio do crítico literário de O Globo, André Luis Mansur, lança O Perfume do átomo. E em 2016 lança nas plataformas digitais Dublê De Figurante. Foi criador da primeira rádio de poesia e literatura do Brasil  fundada
em 2007 até 2020.

É editor-chefe de jornais e revistas on-line no Brasil.
Em julho  de 2021 foi publicado  pela Academia Brasileira de Letras na Revista da instituição com 6 (seis) poemas. O poeta participou  de coletâneas com autores como: Ferreira Gullar, Olga Savary e o imortal Antônio Carlos Secchin e diversos eventos, feiras literárias, Bienais  e exposições nestes 30 anos de poesia. Conheça mais do autor  no site.

SOBRE O LIVRO

NÃO VOU AO MEU ENTERRO  é o nome do poema mais conhecido do autor que dá nome ao livro que reúne 50 (cinquenta) poemas e frases dos últimos 4 (quatro) livros do poeta :(1990 – O DENTE CARIADO DE CRISTO, 1999 RAIVODIO – Poesia Mix, 2005 – O PERFUME DO ÁTOMO, 2016, DUBLÊ DE FIGURANTE  comemorando 30 anos de poesia. Uma seleção de alguns dos textos mais publicados em jornais, revistas e mais aplaudidos em feiras, bienais e eventos. Os 6 (seis) primeiros poemas do livro  foram publicados pela Academia Brasileira de Letras em Julho de 2021.

SOBRE A FEIRA

Pelo segundo ano consecutivo, a cidade histórica de Tiradentes (MG) recebe a Feira Literária de Tiradentes (FLITI), evento de incentivo à leitura através da democratização do acesso aos livros e com a presença de autores e atividades lúdicas e literárias para todas as idades. Na primeira edição, a feira foi palco da comemoração dos 40 anos do Menino Maluquinho. Desta vez, os homenageados serão a escritora Paula Pimenta e o ilustrador Roger Mello, que participarão do evento junto com outros 50 convidados entre eles o poeta Marcelo Girard.

A mineira Paula Pimenta estará na Feira para um bate-papo sobre sua trajetória como escritora infantojuvenil e seus livros já publicados. Também entre os homenageados, Roger Mello, grande ilustrador brasileiro, apresentará seu último livro Enreduana (Companhia das Letras). Durante a Feira, a autora do público jovem, Thalita Rebouças, fará uma presença online em um bate-papo sobre o lançamento de “Confissões de Um Garoto Inteligente, Purpurinado e Intimamente Discriminado”, o quarto livro da tetralogia Confissões.

Na programação, entre os dias 14 e 17 de outubro, de 10h às 20h, estão previstos espaços para autógrafo, lançamentos de livros, encontros com autores, oficinas de leitura, ciclos de palestras, contação de histórias, apresentações culturais e eventos artísticos. Destaque para a programação especial, em homenagem ao mês das crianças, com atividades voltadas para o público infanto-juvenil no domingo, dia 17 de outubro. Serão convidados autores jovens e adolescentes para compor essa programação  diferenciada.

Outro ponto alto da FLITI é o Ônibus-Biblioteca. A biblioteca sobre rodas visitará a Escola Municipal João Pio – Bairro Água Santa, Escola Municipal Prof. Alice Lima Barbosa – Bairro Santíssima Trindade e Pré-escola Municipal Padre Lourival – Bairro Várzea antes do início da feira, com um acervo de 2.000 livros. Assim, através das “visitas literárias”, o veículo funcionará como um espaço de leitura e empréstimos gratuitos de livros para os alunos da rede pública de ensino e para os moradores da região.

A primeira FLITI foi consolidada como um evento de relevância cultural para a cidade de Tiradentes e de grandes transformações socioculturais. A edição recebeu cerca de três mil e seiscentos visitantes, seguindo todos os protocolos do Programa Minas Consciente. E esse ano não será diferente: máscaras e álcool em gel serão distribuídos durante toda a programação. Realizada novamente no Gramado do Santíssimo Resort, a feira dobrará de tamanho, ocupando também o Largo das Mercês e o Museu da Liturgia no Centro Histórico.

O Gramado do Santíssimo Resort receberá a estrutura central da FLITI. No local serão instalados 15 stands de editoras, uma tenda denominada Arena Literária, onde serão realizadas as programações literárias tais como: lançamentos de livros, encontros com autores, oficinas de leitura, ciclos de palestras, contação de histórias e apresentações culturais. No Largo das Mercês, o Ônibus-Biblioteca FLITI ficará estacionado durante os dias 14, 15, 16 e 17 de outubro de 2021, na lateral da calçada próximo ao Instituto Mário Mendonça. Como uma iniciativa inédita, serão realizadas ações de incentivo à leitura.

O Jardim do Museu da Liturgia, por sua vez, receberá a Roda Ilustrada, um movimento que valoriza a ilustração e o projeto gráfico como elementos dialógicos junto à narrativa verbal. A roda-espiral do Jardim inspira este movimento, que abre espaço para que crianças e adultos sejam leitores igualmente livres e criativos. Assim denominado, o Roda Ilustrada, além de homenagear a roda como elemento narrativo em nossa tradição desde os povos originários, também homenageia o sambista Noite Ilustrada, já que à noite, as ilustrações e as palavras são ainda mais misteriosas.

LANÇAMENTO DO LIVRO

Dia: Domingo |  (17) de Outubro de 2021

Hora: 12h

Local: Arena Literária

Gramado do Santissimo Resort

Rua dos inconfidentes, 140 – Centro Histórico, Tiradentes – MG
CONTATOS COM AUTOR

 

 

Categorias
Destaque Notícias Rio Tecnologia

Estudante carioca conquista medalha na Olimpíada Brasileira de Robótica

Ciência que estuda as tecnologias associadas à concepção e construção de robôs, a Robótica está presente em vários setores da sociedade. E desperta o interesse de muitos jovens. Recentemente, a Olimpíada Brasileira de Robótica reuniu mais de 160 mil participantes de todo o país, na maior competição sobre o tema em toda a América Latina. E um dos que subiram ao pódio foi o estudante carioca Miguel Peixe, de 14 anos.

Acreditamos que essa conquista trará diversas oportunidades e abrirá muitas portas no futuro dele! Também acho que a Olimpíada foi uma nova chance para que ele conhecesse a Robótica e a área Maker de uma forma que ele nunca tinha vivenciado – comemora a dona de casa Claudia, mãe de Miguel.

Considerada uma das olimpíadas do conhecimento mais difíceis do Brasil, a OBR é disputada nas modalidades prática e teórica. E instiga os jovens alunos a se aprofundarem em uma tecnologia emergente que tem se tornado elemento praticamente obrigatório nas escolas modernas devido à sua possibilidade de atuação em diversas dimensões.

No caso de Miguel, seu interesse pela Robótica foi despertado no CEL Intercultural School, onde cursa o 9º ano na unidade Norte Shopping.

Ficamos surpresos com esse desempenho dele, e acreditamos que o que lhe ajudou muito na hora da prova foram as aulas de CEL Maker, como ele mesmo afirmou. Também queríamos agradecer muito ao professor Thiago de Souza, do CEL Maker, que lhe convidou para a prova e lhe ajudou em todas as etapas!

Miguel estuda no CEL, como bolsista de mérito, desde o Ensino Fundamental I. E, segunda a mãe, se esforça muito para manter essa bolsa:

Por conta de uma comorbidade, ele está estudando os últimos 2 anos em casa, e os professores estão dando muita assistência a ele, por meio de e-mails e durante as aulas. Mas ele ainda quer muito voltar presencialmente ano que vem, para fazer o Ensino Médio. Ele mesmo fala, que o colégio é tudo pra ele – elogia Claudia.

Professor de Robótica no CEL, Thiago Souza se orgulha da conquista de Miguel:

Ele é um dos nossos alunos mais destacados. Participativo, dedicado aos estudos e de caráter exemplar, Miguel coleciona medalhas conquistadas em olimpíadas do conhecimento, como a OBA e a  MOBFOG (Mostra Brasileira de Foguetes).

Categorias
Destaque Notícias

SMCT promove programação para o Mês da Ciência Tecnologia e Inovações

Para celebrar o “Mês Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovações”, a
Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia está promovendo ações
gratuitas que estimulem a curiosidade científica e proporcionem
conhecimento tecnológico para a  população.

Como outubro também é o “Mês de Conscientização em Segurança
Cibernética”, na última segunda-feira (11/10), teve início o curso
gratuito online Fundamentos de Cibersegurança, uma iniciativa da SMCT em parceria com a Cisco Networking Academy. Os alunos podem participar até o dia 31 deste mês. Entre os dias 18 e 22, a pasta
disponibilizará lives diárias com a participação de especialistas
nos temas ciência e tecnologia.

Fechando a programação, entre os dias 20 e 22 de outubro,  a SMCT, com o apoio da Secretaria Municipal de Educação, realiza a primeira
Olimpíada Municipal Estudantil de Ciência e Tecnologia, que contará
com a participação de alunos do ensino fundamental da rede pública
municipal.

Categorias
Destaque Notícias Rio

Balzak40 apresenta sua 32ª edição na Gávea

Nos dias 16 e 17 de outubro, as empresárias cariocas Claudia Medeiros e Elizabeth Nigro promovem mais uma edição da Balzak40, coletivo que reúne moda, arte e gastronomia, na Casa Santa Ignez na Gavea, entre 12h e 20h.

A 32ª edição do evento traz mais de 40 stands de marcas autorais com muitas opções de peças exclusivas e handmade. Entre os expositores estão designers, estilistas e nomes como Caulí Acessórios, Vanessa Fogel, Le Poupeé, Verso 21 e Fran Design

As sócias vão promover um final de semana animado, com música, opções deliciosas de comidinhas, como o Acarajé e Abarà da Chef Lenaide Mota, Viver Fit, Pâté Valérie, Gastronomia pra Viagem, além de muita gente interessante e antenada. Entre as atrações, o saxofonista e cantor Guilherme Vianna promete embalar a tarde com um vasto repertorio que vai desde os clássicos do jazz, bossa nova e MPB até grandes nomes como Miles Davis, Cole Porter entre outros.

Além dos eventos presenciais, a Balzak40 realiza edições virtuais. Os encontros on-line acontecem duas vezes ao mês, enquanto as edições presenciais são mensais. A programação completa pode ser acessada através do site e no Instagram @balzak40

O evento é aberto ao público e parte da venda dos produtos será destinada para o Instituto da Criança.

A feira será realizada de acordo com todos os protocolos e segurança para o COVID-19, incluindo o uso obrigatório de máscaras e o distanciamento social.

Foto: Divulgação

Datas: 16 e 17 de outubro

Local: Casa Santa Innez – Rua Mary Pessoa, 91 – Gávea
Horário: das 12h ás 20h
Entrada Franca

Categorias
Arte Cultura Destaque Notícias

17° edição do “Alafiá Mundo”, evento internacional de arte e cultura afro-brasileira

O encontro será conduzido pela Dra. Helena Theodoro com tradução simultânea em português e inglês, dia 13 de outubro, às 19h30, na plataforma Zoom.

O gestor e produtor cultural Marcos Moura vai falar sobre a contribuição dos artistas amazonenses e a influência do festival de Parintins no carnaval de São Paulo e Rio de Janeiro. Marcos também vai explicar sobre os projetos culturais da região e as atividades desenvolvidas no Instituto Cultural Ajuri (INCA), onde atua como presidente.

Para Helena Theodoro, uma das idealizadoras do projeto, Doutora em filosofia (UFG), Mestre em Educação (UFRJ), Pós-Graduação em Tecnologia Educacional – Fundação Konrad Adenauer (Alemanha); Especialista em Cultura Negra e Carnaval a participação do produtor cultural no evento enriquece e contribui para a preservação da cultura afrodescendente.

Segundo Marcos o encontro será “Alafiá”, mesmo significado do evento, ou seja, já deu certo: ” vamos reunir ancestralidade e positividade num ambiente virtual cheio de energia vital e axé! Conto as horas para ouvir o saber da Dra. Helena Theodoro nossa “griô” que tanto nos alegra.” Marcos também vai abordar a importância de projetos em defesa da Amazônia, dos povos da floresta e a iniciativa inédita da escola amazônica que visa a promoção da cultura africana, afro-brasileira e indígena nas escolas. Além dos desafios do novo normal e da luta antirracista.

Juntos, Marcos Moura, Helena Theodoro e os participantes do projeto convidam a todos para “Alafiá Mundo” e celebrar a cultura afro-amazônica.

O encontro virtual acontece mensalmente e conta com a presença de personalidades do samba e da cultura afro-brasileira. Para saber mais sobre as atrações do evento siga o Alafiá no instagram. Lá, também está disponível as informações dos convidados que participaram das edições anteriores como: Rubem Confete, Carlinhos de Jesus, Martinho da Vila, Selminha Sorriso, Milton Cunha, Bira Presidente do GR Cacique de Ramos, Dudu Nobre, Lucinha Nobre e outras personalidades do samba.

Serviço:
Alafiá Mundo
Quando: 13 de outubro
Hora: 19h30
Adquira seu ingresso no site  e no Instagram 

Alafiá Mundo:
Foto : Divulgação

Surgiu em 2020 no encontro de Jana Guinond (RJ/Brasil), Zakiya Carr Johnson (Atlanta-EUA), e a conteudista Dra. Helena Theodoro ( RJ / Brasil) que acreditam na importância do diálogo entre gerações e transnacionais, com a fé num mundo fraterno, pleno de alianças que ajudam na superação de momentos difíceis como os que estamos vivendo.

A iniciativa promove o resgate das memórias e a valorização do Patrimônio Cultural do Brasil: O Alafiá Mundo no ano de 2020 reuniu através de um encontro online, representatividades como: Martinho da Vila, Selminha Sorriso (Porta-bandeira da GRES Beija Flor), Tia Glorinha do Salgueiro (Presidente da ala das baianas do GRES Salgueiro), Mãe Meninazinha de Oxum, Bira Presidente do GR Cacique de Ramos e Vovô do Ilê Aiyê, Salvador – Bahia.

No ano de 2021, o Alafiá Mundo é composto por Dra Helena Theodoro, Jana Guinond, Kiratiana Freelon e Tainá Almeida que reúne diversas pessoas que compartilham conosco a sua trajetória e conhecimento. E contamos com as presenças de: Dra. Sheila Walker (EUA), Juan Angola Maconde (Bolívia), Lucia Molina (Argentina), Mara Salgado (Chile), Raul Platicon (Colômbia), Fernanda Felisberto, Rubem Confete, Carlinhos de Jesus, Danielle Almeida, Milton Cunha, Dudu Nobre, Lucinha Nobre, Marcos Moura do Amazonas, João Jorge do Olodum, Salvador – Bahia e Awurê (Brasil).

HelenaTheodoro

Bacharel em Direito e Pedagoga, Mestre em Educação, Doutora em Filosofia, Pós-Doutora em História Comparada. Pesquisadora da história e da cultura afro-brasileira, escolas de samba, religiões e espiritualidade de matriz africana, educação, processos culturais, sexualidade. Foi jurada do Estandarte de Ouro (Jornal O Globo) por vinte e sete anos. Foi Professora Auxiliar da Universidade Estácio de Sá, Coordenadora da Pós-Graduação de Figurino e Carnaval da Universidade Veiga de Almeida, Coordenadora do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros (NEAB) da FAETEC/RJ e Professora no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IFRJ/UFRJ). Tem vários artigos e livros publicados – “Mito e Espiritualidade: Mulheres Negras”, “Os Ibéjis e o Carnaval”, “Caderno de Cultura Afro-Brasileira”, “Iansã, Rainha dos Ventos e Tempestades” e, o mais recente, “Martinho da Vila: Reflexos no Espelho”, em 2019. Atualmente é Presidente do Conselho Deliberativo do Fundo Elas e Coordenadora do grupo de pesquisa de carnaval LUPA do IFCS/UFRJ.

Foto: Divulgação

Para conhecer um pouco mais da obra de Helena na internet, sugerimos seus blog, site e Instagram. Como também seu artigo “Mulheres Negras Sempre Guerreiras” para a Revista da ABPN em que trata das estratégias de resistências desde o combate à escravidão, passando pela violência cotidiana e a força da religiosidade. O texto completo está no link

Categorias
Destaque Notícias Rio Saúde

Funcionária de Companhia Aérea que venceu o câncer de mama conscientiza passageiros

Na próxima quarta (13/10), a Azul realizará uma ação no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, para marcar o mês de conscientização contra o câncer de mama

Uma vitoriosa da companhia, que venceu o câncer de mama, entrará em algumas aeronaves da empresa, momentos antes da finalização do embarque, para passar uma mensagem sobre a importância do autoexame e de exames preventivos contra a doença.

Maria de Cassia, 46 anos, soube que tinha câncer de mama em maio de 2014. Ela descobriu a doença através do autoexame, mas a confirmação do diagnóstico aconteceu justamente em um dia que deveria ser de festa: o aniversário dela. Mesmo abalada pela notícia, Maria de Cassia seguiu o tratamento à risca.

Foram seis meses de quimioterapia, antes de passar pela cirurgia para tirar todo o tecido da mama. Junto com a retirada, ela colocou uma prótese-expansora, mas teve complicações no pós-cirúrgico e teve que retirar a prótese. Depois da cirurgia, fez mais 28 sessões de radioterapia. Seis meses depois, fez a reconstrução da mama – e deu certo. Cinco cirurgias depois, hoje ela está bem.

Quando recebi o diagnóstico, fiquei sem chão, comecei a achar que estava tudo perdido. Mas daí entendi que só tinha uma opção, que era lutar. Eu lutei, fui em frente, tive muito apoio da minha família, entrei logo com o processo de quimioterapia e todo o tratamento, e hoje me considero curada, estou bem, feliz e vejo a vida de uma maneira totalmente diferente. É preciso seguir em frente – ensina.

O testemunho da mulher que venceu a doença é uma das formas mais relevantes de falar sobre este tipo de câncer, que, segundo dados do Ministério da Saúde, é responsável por cerca de 60 mil novos diagnósticos por ano no país. Um número alarmante.

SERVIÇO:

Quando: quarta-feira, 13 de outubro de 2021

Horário: entre 9h e 17h (o horário de chegada da imprensa é opcional e não é preciso permanecer no aeroporto durante toda a ação)

Local: Aeroporto Santos Dumont

Categorias
Brasil Destaque Notícias

MCom lança hotsite dedicado à tecnologia 5G

Das notícias falsas aos prazos concretos; dos compromissos às vantagens à população: tudo o que você precisa saber sobre a revolução que a quinta geração de dados móveis
vai causar no país

O futuro chegou! Mas calma, ninguém precisa entrar em parafuso: o Ministério das Comunicações (MCom) te explica. A porta para a transformação tecnológica se abre no próximo dia 4 de novembro, com a realização do leilão do 5G. Até lá – e desse dia em diante – todas as informações sobre a quinta geração da internet estarão reunidas em um hotsite 5G, que já está no ar!

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, ressalta que a ferramenta tem o objetivo de deixar toda a população por dentro da tecnologia e dar transparência ao processo de oferta das faixas de radiofrequência, iniciado há pouco mais de um ano. “Estamos trabalhando 24 horas por dia, sete dias por semana, para trazer o 5G ao Brasil – e a tecnologia está mais perto que nunca. Podemos ter o sinal disponibilizado em algumas capitais até o final deste ano. Fizemos questão de enviar o edital para análise do Tribunal de Contas da União, para fazer desse leilão – que já é o maior do País em termos de espectro – o melhor para o Brasil e os brasileiros.”

Fruto de um trabalho conjunto de servidores e colaboradores do MCom, o hotsite oferece ao internauta um conteúdo simplificado e direto, feito para que você entenda (rapidamente) os impactos que o 5G vai causar em sua vida, em sua região, no nosso País. Não são poucos, é bom que você saiba.

Mas se você ainda não sabe, aperte o passo! Porque no futuro da tecnologia o tempo anda muito mais rápido. É que a quinta geração de dados móveis é tão rápida – quando comparada às conexões atuais (4G e 3G, principalmente) – que tudo pode ser acessado em um piscar de olhos! Ou melhor, tudo roda 100 vezes mais rápido que o padrão atual. Dá para imaginar?

O tempo de resposta no tráfego de dados que a nova tecnologia proporciona é de um milissegundo. Na prática, a transmissão de dados é muito mais veloz: tão rápida que permite a conexão de objetos inteligentes e abre espaço para cidades inteligentes. O hotsite 5G traz alguns exemplos bem simples para desvendar essas e outras informações sobre a tecnologia. Você vai encontrar respostas sobre a revolução que o 5G trará para diversos setores da economia, como a indústria, o agronegócio, a saúde e a educação, otimizando a vida nas cidades e no campo, impactando a rotina nas fábricas, nas empresas e até mesmo nas casas dos brasileiros.

FERRAMENTAS

Além das principais características e potencialidades do 5G, o hotsite também explica detalhadamente o papel do MCom e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) na licitação, com direito a uma linha do tempo para divulgar tudo o que está sendo programado. Criamos animações para facilitar a compreensão da nova tecnologia; listamos as principais dúvidas (com as respectivas respostas) e disponibilizamos um pequeno dicionário com os termos e expressões mais usadas, para você ficar antenado e fazer o expert sobre a chegada do 5G. E claro, tem uma sessão só com fake news para separar o que é fato e o que é mito sobre a tecnologia. Se o assunto for 5G, você tá on!

CONECTIVIDADE PARA TODOS

Sim! É para todo mundo: o 5G tem a ver com você. Por meio da licitação das radiofrequências, organizada pela Anatel e programada para o início de novembro, as operadoras terão que cumprir obrigações como, por exemplo, levar o sinal 4G a mais de 9 mil localidades e 30 mil quilômetros de rodovias federais.

LEILÃO 5G

É a maior oferta de espectro da história da Anatel, que irá autorizar o uso de quatro faixas de radiofrequência (700 MHz; 2,3 GHz; 3,5 GHz; e 26 GHz). Além disso, o leilão é “não arrecadatório”. Portanto, valores arrematados serão revertidos em investimentos para ampliar a conectividade no País. Confira o edital aqui.