Categorias
Ação Solidária Destaque Diário do Rio Notícias Notícias do Jornal Rio

Inverno solidário – Shoppings da Aliansce Sonae promovem campanha do agasalho

Reafirmando o seu compromisso com o desenvolvimento social, shoppings da Aliansce Sonae no Rio de Janeiro arrecadam agasalhos que serão doados para instituições sociais que atuam em comunidades próximas aos empreendimentos.

Os itens poderão ser entregues direto nos centros de compras envolvidos na campanha, até domingo, dia 26 de junho, e serão, ao final do período, entregues às instituições pelo Instituto da Criança, que realiza o projeto em parceria com a Aliansce Sonae.

Os shoppings que participam da ação social estão em diferentes regiões do município e área metropolitana do Rio de Janeiro. São eles: Bangu Shopping (Bangu), Carioca Shopping (Vila da Penha), Caxias Shopping (Duque de Caxias), Passeio Shopping (Campo Grande), Pátio Alcântara (Alcântara), Santa Cruz Shopping (Santa Cruz), Shopping Grande Rio (São João de Meriti), Shopping Leblon (Leblon), São Gonçalo Shopping (São Gonçalo), Via Parque Shopping (Barra da Tijuca) e Recreio Shopping (Recreio).

As instituições filantrópicas contempladas pela ação são as seguintes:  Cultura na Cesta (Santa Cruz), Centro Educacional Anne Sullivan (Bangu), NEAC – Núcleo Especial de Atenção à Criança (Campo Grande), Projeto Primeira Chance (São Gonçalo), Projeto Craque do Amanhã (Alcântara), Gasco (Leblon), Ação Social do Recreio (Recreio dos Bandeirantes), ASVI – Associação Semente da Vida da Cidade de Deus (Barra da Tijuca), Centro Cultural Liga do Bem (Vicente de Carvalho), ONG Mão Amiga Lutando Pela Vida (São João de Meriti), ASPA  – Ação Paulo VI (Caxias).

Para Ana Paula Niemeyer, Diretora de Marketing da Aliansce Sonae, a ação reforça o papel dos shoppings nas comunidades e estimula a solidariedade entre o público: “Os clientes já conhecem as iniciativas que realizamos ao longo do ano e se mostram sempre muito engajados. Achamos importante levantar essa bandeira dentro dos nossos shoppings. Em parceria com o Instituto da Criança já tivemos a oportunidade de ajudar milhares de pessoas.”

Categorias
Ação Solidária Destaque Diário do Rio Doação Esporte Esportes Fazendo a Diferença Futebol Notícias Notícias do Jornal Rio

Ação solidária em Santa Cruz

Ontem(5), a equipe do Jornal DR1 esteve em Santa Cruz visitando o Nacional Sport Clube, e auxiliando na doação de quentinhas às pessoas em situação de rua. As refeições foram preparadas pelo Instituto Corrente Humanitária na quadra do Bloco Vai Quem Quer, presidido pelo colaborador Ismael David.

Representando a equipe DR1 estiveram presentes: a diretora-geral Ana Cristina Campelo, o diretor Carlos Augusto Aguiar colaboradores Vítor Chimento, David Antunes e a advogada Eliane Lorega.

Juntamente com Valdeck Lima e Vanilson Branco presidente e vice-presidente do Nacional, craques em praticar a solidariedade, as refeições foram distribuídas e a ajuda ao próximo foi um gol de placa, sem interesses ou esperando troca de favores, apenas fazendo o que deve ser feito.

Mudar a realidade de crianças e adolescentes através do futebol. Esse é o propósito do Nacional Sport Clube, time amador fundado em 1987 em Santa Cruz, no Rio. Nos 35 anos de história, muitos jovens tiveram suas vidas transformadas depois de passarem pela equipe.

Administrado com amor por Valdeck de Lima e Vanilson Branco, o Nacional foi a primeira casa de ninguém menos do que o zagueiro do Chelsea, da Inglaterra, e da Seleção Brasileira, Thiago Silva. Foi nos campos de terra da Urucânia que o Monstro deu seus primeiros passos no futebol para se tornar um dos maiores da história da zaga brasileira. Thiago é nome certo para a Copa de 2022 no Catar, e sempre que pode vem visitar os amigos em Santa Cruz e, claro, o Nacional.

Quem também teve seu futebol plantado e regado pelo Nacional foi o atacante do Flamengo, André Silva, no inicio de 2019 o jovem atleta estava no quadro de atletas do projeto, quando foi garimpado pelo America-RJ e hoje veste a camisa do rubro-negro carioca.

Atualmente, o projeto conta com mais de 50 crianças, dos 10 aos 17 anos e que possuem o sonho de mudar sua vida através do esporte. Muitos garotos passam por peneiras e testes por diversos clubes do Rio de Janeiro e do Brasil para conseguir atingir o objetivo de se tornar um atleta profissional. Além disso, o Nacional promove lazer para os garotos com passeios para praias com muita diversão, além de observar de perto os estudos da meninada.

Em dezembro o Jornal DR1 acompanhou o Nacional na disputa da Copa Zico de 2022, o clube caiu nas quartas-de-final, porém o projeto segue sendo campeão na solidariedade e na ajuda das crianças de entrarem no caminho do esporte e manter vivo o sonho de ser jogador de futebol.

No seu escritório, o Nacional Sport Clube possui uma dezena de troféus conquistados nestes 35 anos de existência. O clube amador é um dos mais conhecidos da Zona Oeste Carioca e está sempre participando de campeonatos que promovem o desenvolvimento dos jovens para seu futuro profissional.

Em dezembro de 2021, a equipe através de Vanilson Branco, um dos comandantes do Nacional, presentou o craque e um dos maiores ídolos do Flamengo com o unifome personalizado, além do número 10, eternizado pelo Galinho, o Zico.

Categorias
Ação Solidária Destaque Doação Notícias Rio

Instituto Novo Brasil recebe doações para ajudar vítimas da enchente em Petrópolis

A Associação de Notários e Registradores do Rio está recebendo doações para ajudar as vítimas das chuvas de Petrópolis, na Região Serrana do Rio.

O Instituto Novo Brasil também está de braços abertos para receber ajuda de quem puder doar algum valor. O dinheiro será usado na compra de alimentos, água, álcool em gel e outros produtos de higiene.

A forte chuva atingiu o município na terça-feira (15). A Prefeitura decretou estado de calamidade pública e informou que as equipes dos hospitais foram reforçadas para o atendimento às vítimas. Quem tiver parentes desaparecidos deve procurar a delegacia.

Para doar:

Instituto Novo Brasil Pelo Carimbo Solidário.
CNPJ: 085631450001/02
Banco Itaú
Agência: 0310
Conta-Corrente: 45693-4
PIX : 08.563.145/0001-02

Categorias
Ação Solidária Destaque Notícias do Jornal

Varejista doa 2 mil litros de água mineral para Petrópolis

Estamos sendo impactados com as imagens e notícias das fortes chuvas que estão assolando Petrópolis — RJ. Famílias desabrigadas e pessoas que perderam tudo nas enchentes contam apenas com a ajuda do próximo para sobreviver. Sabendo da sua importância e entendendo a gravidade de toda essa tragédia, a CASA&VIDEO, uma das maiores varejistas do Brasil, se junta a Cruz Vermelha Brasileira, instituição que cumpre a missão de atenuar e aliviar o sofrimento humano, e realiza a doação de 2 mil litros de água mineral para as vítimas da tragédia.

Juntos na campanha SOS Chuvas Rio, a varejista ainda disponibilizou todas as lojas da rede como postos de coletas para quem quiser ajudar com doações. No momento, a prioridade para as doações são água mineral, álcool 70, produtos de higiene e limpeza. A CASA&VIDEO sempre teve um olhar apurado para as questões sociais e esse é um dos propósitos da companhia, buscar iniciativas que impactem de forma positiva o Brasil. A parceria com a instituição Cruz Vermelha foi firmada ano passado, e desde então a varejista recolhe doações em prol dos mais necessitados.

“O povo de Petrópolis está precisando do nosso apoio, e tem sido importantíssimo contar com parceiros como a CASA&VIDEO, que facilita o trabalho humanitário que fazemos, captando doações e fazendo o repasse para a nossa instituição, que as direciona à população afetada. Toda ajuda é bem-vinda. Por isso, peço para as pessoas irem às lojas da CASA&VIDEO e contribuírem para essa corrente de solidariedade em prol daqueles que precisam tanto. Afinal, a nossa missão é atenuar o sofrimento humano, vamos juntos!”, relata Júlio Cals, presidente nacional da Cruz Vermelha Brasileira.

Pioneira, a empresa varejista é uma das primeiras a fazer esse tipo de parceria com a Cruz Vermelha Brasileira. “Ser gente do bem é um dos valores inegociáveis de quem trabalha na CASA&VIDEO. Com essa iniciativa buscamos facilitar o processo de arrecadação de doações para a Cruz Vermelha Brasileira. Nosso time está pronto para contribuir e nossas lojas preparadas para receberem as doações.” afirma Marcia Lassance, diretora de Gente & Gestão da companhia.

Rotineiramente, as doações entregues nas lojas da CASA&VIDEO (Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo) são enviadas por logística reversa ao centro de distribuição da companhia e a própria Cruz Vermelha Brasileira faz a retirada, triagem e destinação dos itens arrecadados.

Para participar desse ato de solidariedade e carinho com o próximo, entregue a sua doação em uma das lojas físicas da rede. Os endereços das lojas podem ser encontrados no site.

Categorias
Ação Solidária Destaque Notícias do Jornal

Shoppings do Rio e associação de hotéis promovem ação social em prol das vítimas da cidade de Petrópolis

Em virtude das fortes chuvas que assolaram o município de Petrópolis, na região serrana do estado fluminense, shoppings do Rio e outras entidades estão com postos de coleta para receber doações para as vítimas.

O Américas Shopping (Recreio), West Shopping (Campo Grande), Center Shopping Rio (Jacarepaguá) e Via Brasil Shopping (Irajá) promovem a campanha “Ajude Petrópolis”, em parceria com a ONG Ação da Cidadania. Os empreendimentos estão recebendo alimentos não perecíveis, água mineral, máscaras descartáveis, roupas, lençóis, toalhas, cobertores e produtos de higiene pessoal. Os pontos de coleta funcionam de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos e feriados, das 13h às 21h.

No Américas Shopping, os clientes podem deixar seus donativos no Espaço do Bem, no piso L2, ao lado da Camicado; no West Shopping, no 1º piso, em frente à loja Vivo; no Center Shopping Rio, no 2º piso, próximo à Praça de Alimentação; e no Via Brasil Shopping, no 1º piso, próximo à Pernambucanas.

O Fashion Mall e o Shopping Jardim Guadalupe estão com a ação “SOS Petrópolis”. Até 25 de fevereiro, ambos os empreendimentos arrecadarão cobertores, itens de higiene pessoal, água mineral e alimentos não perecíveis. No shopping de São Conrado, o cliente poderá realizar sua doação no Fashion Prime, localizado no Piso L2, de segunda-feira a sábado, das 14h às 20h. No de Guadalupe, em que ação é realizada em parceria com o projeto Blindando Vidas, o donativo poderá ser deixado no “Tapume Jardim Solidário”, instalado em frente ao banco Santander, de segunda-feira a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 12h às 21h.

O HotéisRIO e a ABIH-RJ montaram uma campanha interna para recolhimento de doações entre os hotéis. As doações de itens básicos, como alimentos não perecíveis, água potável, cestas básicas, roupas, cobertores e material de higiene, serão recolhidas junto aos hotéis e encaminhadas pela associação ao destino. Os colaboradores da rede hoteleira também podem ser estimulados a contribuir por meio de campanhas internas. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (21) 2226-2520 ou contato@hoteisrio.com.br

Categorias
Ação Solidária Brasil Destaque Notícias Notícias do Jornal Política Rio Saúde

Into pede ajuda para elevar número de doadores de sangue

Com um número de doadores diários muito abaixo do ideal, o Hemointo, banco de sangue do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), está procurando sensibilizar a população para a doação de sangue. A chefe da Divisão de Serviços Técnicos Auxiliares do Into, Elizandra Duarte, disse à Agência Brasil que o ideal é coletar entre 30 e 50 bolsas por dia mas, atualmente, só cinco doadores têm comparecido para doar. 

“Na volta das férias e ainda com esse aumento súbito dos casos contaminados de covid, o nosso estoque está bem abaixo do que é ideal para a gente atender toda a nossa demanda”, reforçou Elizandra. “Por isso, a gente está pedindo a colaboração, para que esses doadores venham e consigamos manter a nossa produtividade e atender toda a população”.

Os estoques de sangue no Into precisam ser elevados diante do número de cirurgias, muitas das quais de alta complexidade, realizadas pela unidade do Ministério da Saúde. Em média, o instituto realiza de 30 a 32 procedimentos diários.

Não é preciso agendamento prévio para doar. Basta que as pessoas se dirijam ao Hemointo, às segundas, quartas e sextas-feiras, das 8h às 17h. Localizado na Avenida Brasil, 500, 1º andar, no bairro de São Cristóvão, Rio de Janeiro, o Hemointo oferece transporte gratuito para doações feitas em grupo e marcadas com a equipe de captação pelos telefones (21) 21345067 e (21) 21345577.

Para doar, as pessoas têm que ter entre 16 e 69 anos de idade, pesar mais de 50 quilos e apresentar bom estado de saúde. O doador deve portar documento original de identidade e não pode estar em jejum. Pelo contrário, recomenda-se que se alimente antes, mas evite comidas gordurosas e bebidas alcoólicas. Jovens de 16 e 17 anos só podem doar sangue com autorização dos pais ou responsáveis legais por meio de formulário próprio do Hemointo.

Elizandra Duarte esclareceu que quem foi acometido pela covid-19 só pode doar 30 dias após a cura. “Se a pessoa que adquiriu covid teve a forma grave da doença só poderá doar depois de um ano. Ela fica inapta por um ano”.

Em caso de contato em domicílio ou de outra forma com casos suspeitos ou confirmados, os doadores ficam inaptos por 14 dias após a cessação de contato com a pessoa infectada. Da mesma forma, doadores que retornaram de viagens internacionais, vindos de qualquer país, ficam inaptos por 14 dias.

A chefe da Divisão de Serviços Técnicos Auxiliares do Into informou também que doadores imunizados com as vacinas Oxford ou AstraZeneca/Fiocruz ficam inaptas para doar por sete dias após cada dose. Já os doadores vacinados com a Coronavac, da Sinovac/Butantan, ficam sem doar por 48 horas após cada dose.

 

 

Agência Brasil

Categorias
Ação Solidária Destaque Fazendo a Diferença

Felipe Noronha desenvolve projeto gratuito para atender pessoas com vitiligo

A máxima fazer o bem, sem olhar a quem, se encaixa como uma luva na vida de Felipe Noronha. Empresário carioca, ele resolveu lançar o seu primeiro projeto social voltado para pessoas com vitiligo, doença que alcança 1% da população mundial. No Brasil, mais de um milhão de pessoas convivem com a doença. O desenvolvimento de transtornos psicológicos, como a queda na autoestima e a retração no convívio social, são seus efeitos mais significativos. A doença não tem causa definida, mas está associada a fenômenos autoimunes, exposição solar ou química, estresse e traumas emocionais.

O projeto irá acontecer uma vez por semana, com vagas limitadas e gratuitas. De acordo com o profissional, é importante que a doença já se encontre na sua fase estável e que o paciente tenha o consentimento do seu médico dermatologista. É importante salientar que a pele com a mancha de vitiligo é mais sensível e existe a preocupação para que a área a ser camuflada não sofra escoriações. Para isso o profissional irá usar a técnica da tatuagem estética como também equipamentos próprios para o procedimento. As sessões ocorrerão em ambiente ambulatorial na clínica em que ele atende na Barra da Tijuca, com todos os protocolos de biossegurança necessários. Para se inscrever basta mandar uma mensagem ao instagram do profissional: @tattooplasty. “A ideia é devolver aos pacientes a confiança com o seu próprio corpo. O vitiligo e outras marcas que mexem com a pigmentação corporal podem ser camufladas com a dermopigmentação paramédica”, explica Felipe.
Felipe Noronha trabalha com a implantação de novas tecnologias cirúrgicas para a neurocirurgia, cirurgia da coluna e da face. Começou sua carreira como instrumentador cirúrgico e até hoje faz dos centros cirúrgicos dos principais hospitais do país o seu hábitat natural.

Apaixonado pela milenar arte da tatuagem desde garoto, pensando na próxima tecnologia a ser lançada no mercado cirúrgico e diante dos avanços na qualidade dos pigmentos e equipamentos para a dermopigmentação, Felipe decidiu ser ele mesmo essa novidade se tornando tatuador estético. Há 5 meses sendo um dos poucos profissionais habilitados do ramo no Brasil ele oferece os serviços de dermopigmentação de estrias, cicatrizes, vitiligo, manchas acrômicas, leucodermias e suas principais especializações: harmonização areolar e reconstrução do complexo Aréolo-Mamilar. O  procedimento da tatuagem estética  consiste na diminuição do contraste de tonalidades entre a área lesionada e a pele sadia através das técnicas de tatuagem realista e uso de pigmentos personalizados.

 

Categorias
Ação Solidária Destaque

Colégio arrecada 2780 unidades para a campanha Meias do Bem

Ao longo dos anos, o CEL Intercultural School tem participado de várias iniciativas solidárias. E uma das mais recentes foi a Meias do Bem. Em parceria com a loja Puket, de roupas e acessórios infantis, o colégio arrecadou, em suas quatro unidades, após pouco mais de um mês, 2780 meias. As doações serão revertidas em cobertores para moradores de rua. A cada 40 pares doados, as pessoas necessitadas recebem um cobertor e um par novo de meias.

Não é só uma campanha, mas um service learning, que é um trabalho da Educação do Caráter. Nele, além de fazer uma boa ação para alguém, há um ganho acadêmico para os alunos e uma reflexão final – explica Vitoria Padilla, coordenadora geral da Educação Infantil e Ensino Fundamental I do CEL.

Nossos alunos trabalharam com Matemática: quantas meias são necessárias para transformá-las em um cobertor. E, também, nas aulas de CEL Maker, construíram um aparelho que contabilizava cada meia que entrava na doação. Ou seja, não era apenas uma campanha, mas um ganho acadêmico, como, normalmente, acontece nas iniciativas das quais participamos – exemplificou Vitoria.

Uma das estratégias empregadas é a política dos 5R’s: repensar, recusar, reduzir, reutilizar e reciclar. O primeiro ponto é repensar, porque precisamos primeiro refletir sobre hábitos de consumo e descarte – continua a coordenadora.

Gerente da unidade da Puket que recebeu as doações, Glaucia ficou feliz com a parceria com o CEL:

É muito importante, porque despertamos esse assunto nos alunos e, ao mesmo tempo, eles conhecem nossa marca, que fica mais consolidada em quem já a conhecia.

Início em 2013:
O projeto Meias do Bem teve início em 2013:

Fazemos meia há mais de 30 anos e, neste processo produtivo, sempre sobram fiapos, pedaços de meias velhas que a gente sempre deu para transformar em cobertores. Aí a gente estava pensando e vendo a campanha do agasalho, que é muito legal: as pessoas dão roupas velhas a quem precisa. Só que, normalmente, as meias velhas a gente joga fora. Foi aí que surgiu a ideia do Meias do Bem. Já tínhamos o processo produtivo, e por que não coletar todas essas meias que, em geral, iam para o lixo, e transformar em cobertores? –  indaga Cláudio Bobrow, sócio-fundador da Puket e idealizador do projeto.

Categorias
Ação Solidária Aconteceu Brasil Cidade Destaque Fazendo a Diferença Rio

A arte e educação unidas para um futuro melhor

Coragem, garra e muita persistência foram os ingredientes que Eliete Gomes usou para tirar do papel o seu grande sonho: montar um atelier que unisse arte e educação.  E assim surgiu o Atelier Social Ecoar das Artes Eliete Gomes. “Me emociono muito de falar do atelier, porque no início foi muito difícil, um trabalho de formiguinha. Éramos eu, meu filho e alguns professores voluntários, não tínhamos patrocínio e pouco dinheiro para investir. Levei muitos nãos, mas sempre acreditei e deu certo”, revela Eliete.

 

Professora, pedagoga, mestre em artes visuais e acadêmica da Academia Brasileira de Belas Artes, Eliete Gomes, que trabalhou por 40 anos na rede pública de ensino, sempre sentiu a carência que os alunos tinham em aprender.  “O Atelier é um espaço de aprendizado e de convivência social. Eles aprendem muitos valores aqui. Sou muito feliz convivendo com as crianças e adolescentes e tendo a oportunidade de ensinar tudo que aprendi”.

Fundado há 12 anos, em Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro, o Ecoar tem como objetivo principal assistir crianças e adolescentes que, além das artes, aprendem a resgatar a autoestima, a cidadania e os projetos sociais. E por meio do projeto Educarte, são atendidas uma média de 50 crianças e adolescentes de 08 à 15 anos de idade, estudantes da rede pública de ensino e moradores do bairro.  No atelier, além do reforço escolar, os alunos aprendem artes visuais, que são vistas das mais diversas formas como pintura em tela, desenho livre, biscuit, argila, sucata. Os trabalhos feitos no atelier são mostrados em exposições de artes gratuitas para a comunidade. Algumas telas também são levadas para exposições em outros países.

Com o patrocínio da Ternium, atualmente os alunos do Ecoar das Artes estão trabalhando à exposição O Romantismo no Brasil pelo Olhar de uma Criança. “No Projeto Educarte, além de estudar as características do romantismo, os alunos estudaram os autores desse movimento, conhecendo suas poesias e escrevendo poesias próprias com base nas dos autores estudados, como: Castro Alves, José Alencar, Gonçalves Dias, Alvares de Azevedo, Casimiro de Abreu e Gonçalves Magalhães.

Categorias
Ação Solidária Destaque Notícias Rio

Castramóvel para Nova Iguaçu

A ONG Segunda Chance vai receber um castramóvel que atenderá cães e gatos no município de Nova Iguaçu. De acordo com a deputada federal Rosângela Gomes (Republicanos), autora da emenda parlamentar que conseguiu a liberação do castramóvel, a previsão de chegada é para o começo de 2022.

Estamos começando uma nova etapa do projeto, a tramitação da parte burocrática já está tudo ok, só falta o governo pagar.

A princípio, a presidente da ONG Segunda Chance RJ, Fernanda Araújo, informou que o Castramóvel ficará atendendo no município de Nova Iguaçu, onde possui mais animais abrigados pelo programa, mas que futuramente pretende estender para outros bairros também no município do Rio de Janeiro.

O evento que trouxe a boa notícia aconteceu na sede da ONG que fica no bairro de Cascadura e contou com a participação do Vereador do município do Rio, Vitor Hugo (MDB, que é autor da lei que obrigará as escolas do município a ensinarem educação ambiental. Ele anunciou que pretende levar às escolas conteúdo de cuidados aos animais. Além disso, também citou que irá propor um canal específico para fazer denúncias sobre maus-tratos animais.

Tem que ser uma coisa emergencial, como o 190 –  ressaltou.

Lembrando que hoje é recomendado que as denúncias sejam feitas à Central de Atendimento ao Cidadão, o 1746.