Categorias
alimentação Brasil Destaque Diário do Rio Doação Natal Notícias Rio

Shopping RioSul engaja em ações de arrecadação em parceria com a Ação da Cidadania e Viva Rio

De acordo com o Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Brasil, 55% da população luta contra a fome no país, situação agravada pela pandemia. Pensando nessa realidade, vivida por cerca de 116 milhões de brasileiros, o Shopping RioSul vai arrecadar alimentos não-perecíveis para a campanha “Natal Sem Fome”, da ONG Ação da Cidadania, e brinquedos para a “Criança Feliz, Natal Feliz”, da ONG Viva Rio .

A campanha “Natal Sem Fome” acontece até o dia 30 de dezembro e convida quem passar pelo shopping a fazer a diferença e contribuir no combate à fome através de doações de alimentos no Espaço do Noel no 3º piso ou contribuições digitais por meio de QR Code em materiais pelos corredores.

Além da arrecadação física e digital de alimentos, o centro comercial também funcionará como ponto de coleta da Campanha “Criança Feliz, Natal Feliz”, em parceria com a ONG Viva Rio, para arrecadar brinquedos usados ou novos que serão doados a diversas creches comunitárias, orfanatos e abrigos da cidade do Rio que cuidam de crianças com realidades difíceis marcadas por pobreza e abandono. Os clientes interessados em fazer a doação poderão, até o dia 20 de dezembro, depositar os brinquedos na caixa de arrecadação localizada no 1º piso, ao lado do balcão de informações.

Segundo Fabiana Luna, gerente de marketing do Shopping RioSul, o movimento tem o objetivo de apoiar a sociedade em tempos difíceis através da colaboração de cada um. “Ao longo dos últimos dois anos, realizamos diversas ações de mobilização e apoio social e não poderíamos deixar de participar mais uma vez”, afirmou Fabiana.

Serviço: 

Natal Sem Fome – Ação da Cidadania

Data: até 30 de dezembro

Ponto de coleta de alimentos: Espaço do Noel, 3° piso

Doação pode ser feita por QR Code

Criança Feliz, Natal Feliz – VIVARIO

Data: até 20 de dezembro

Campanha: Criança Feliz, Natal Feliz

Ponto de coleta de brinquedos: Caixa de arrecadação, 1º piso, ao lado do balcão de informações.

Categorias
alimentação Destaque Fernanda Haddock Lobo | Comer Bem Notícias do Jornal

Mousse de Chocolate Fit

Ingredientes:

– 2 caixas de creme de leite;
– 6 colheres (sopa) de cacau em pó;
– 4 colheres (sopa) de manteiga sem sal;
– 8 colheres (sopa) de xilitol;
– Nozes e frutas secas (opcional).

Modo de Preparo:

– Derreta a manteiga e misture com o cacau;
– Em um liquidificador, bata essa mistura de cacau e manteiga com o creme de leite e xilitol, até ficar bem cremoso;
– Coloque em copinhos, decore com nozes e frutas desidratadas de sua preferência;
– Leve a geladeira por 4 horas antes de servir.

Categorias
alimentação Destaque Notícias Rio

Shopping recebe feira com produtos agroecológicos

Evento ganha mais um dia no fim de semana e oferece oportunidade de compra de alimentos sem agrotóxico diretamente de produtores rurais

No próximo fim de semana, 6 e 7 de novembro, o Caxias Shopping realiza mais uma edição da Feira Caxias Shopping, evento indoor

Foto: Divulgação

que acontece há 10 anos no empreendimento e reúne pequenos produtores da área rural do município e agricultores familiares que trabalham com cultivo de alimentos sem agrotóxicos e agroecológicos.

A feira, que sempre aconteceu aos domingos, ganhará mais dias no calendário. A partir dessa edição, o evento acontecerá também aos sábados, todo 1º e 3º fim de semana de cada mês, oferecendo mais oportunidades para o público comprar produtos de qualidade. Desde setembro, outra novidade é a participação de expositores da APAT – Associação dos Produtores Agropecuários da Taquara – Duque de Caxias, formada por 26 visitantes que apresentam produtos como legumes e hortaliças, variedade de frutas, cacau, polpa de cupuaçu, kombucha e derivados, ovos e tilápia.

Além de hortaliças, frutas e plantas alimentícias não convencionais, A Feira Caxias Shopping faz parte do projeto “Caxias Shopping Sustentável”, que tem como principal objetivo melhorar a qualidade de

Foto: Divulgação

vida da comunidade e do ambiente onde estamos inseridos. Além de movimentar a economia criativa e incentivar os produtores locais, o evento é uma oportunidade para quem busca uma alimentação mais saudável e deseja adquirir produtos cultivados sem aditivos químicos. Outro ponto alto da feira é a possibilidade de o cliente tratar diretamente com o produtor, podendo conhecer sua história e saber detalhes sobre o cultivo dos alimentos que chegarão à sua mesa.

A Feira Caxias Shopping é uma parceria com a Prefeitura de Duque de Caxias, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos. A visitação é gratuita e o evento acontece, das 12h às 18h, no corredor da Renner.

Foto: Divulgação

Feira Caxias Shopping 

Data: 6 e 7 de novembro (sábado e domingo)

Horário: das 12h às 18h

Endereço: Rod. Washington Luiz, 2895 – Duque de Caxias

Central de Atendimento ao Cliente: (21) 2018-2324

ENTRADA GRATUITA

Categorias
alimentação Rafael Zarvos | Nosso Planeta

DESCARTE DE ALIMENTOS E IMPACTO AMBIENTAL

No último dia 16 de outubro, foi comemorado o Dia Mundial da Alimentação. Contudo, não há muito o que se comemorar.

Em 2019, o mundo promoveu o descarte de 931 milhões de toneladas de alimentos, equivalente a 17% da produção global, sendo as nossas casas responsáveis por 61% deste desperdício, ou seja, 567 milhões de toneladas de comida foram parar nos aterros ou lixões. Em seguida aparecem restaurantes e mercados como fontes de desperdícios de alimentos. Toda esta comida que não é aproveitada daria para dar a volta na terra 7 vezes.

Em mundo onde 700 milhões de pessoas passam fome a redução do desperdício de alimentos nas residências, nos mercados e serviço de alimentação deveria ser prioridade. Cada brasileiro em média descarta 60 kilos de comida por ano. Além do impacto social, o desperdício também gera um impacto negativo ao nosso planeta.

As estimativas sugerem que 10% das emissões globais de gases de efeito estufa estão associadas a alimentos que não são consumidos, para que você leitor tenha uma noção do que isto representa, se este montante fosse um país, seria o terceiro maior gerador de gás de efeito estufa do mundo, são necessários 23 milhões de caminhões de 40 toneladas só para transportar toda esta quantidade de resíduo orgânico.

Uma vez descartados nos aterros ou lixões, toda esta comida com a sua degradação passa a gerar o gás metano, também causador do efeito estufa e o famoso “chorume”. O chorume é o resultado da decomposição do resíduo orgânico, de aspecto escuro e cheiro forte e com grande concentração de metais pesados e substâncias tóxicas. Ele chega a ser 200 vezes mais poluente que o esgoto.

A maneira como produzimos, consumimos e desperdiçamos alimentos tem grande impacto sobre os nossos recursos naturais, no clima e no meio ambiente, gerando custos de milhões de dólares ao ano.

Nós, consumidores, é quem somos a chave da transformação. Portanto, esta mudança de comportamento deve começar conosco.

Categorias
alimentação Destaque Notícias obesidade Rio Saúde

Rede Educacional Carioca toma medidas contra a obesidade infantil

De acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde em junho deste ano, cerca de 3,1 milhões de crianças no Brasil lidam com a obesidade diariamente. Apenas entre os 5 e 9 anos, 13,2% das crianças sofrem com esta doença. Ajudar a combater essa doença é dever, principalmente, dos pais e/ou responsáveis.

No Rio de Janeiro, o Grupo Sinergia Educação, formado pelos colégios CEL e Franco-Brasileiro, ajuda a combater a obesidade infantil com o programa Cantina Saudável.

Falar de alimentação saudável com crianças nunca foi uma tarefa muito agradável na hora de convencê-las a comer verduras e legumes. Para essa função ficar mais prazerosa é fundamental que a família estabeleça uma parceria com a escola para que juntas possamos desenvolver hábitos para serem levados para a fase adulta, melhorando a qualidade de vida dos nossos alunos – explica a nutricionista Carolina Liberato, responsável pelo serviço de Nutrição do CEL.

O programa foi incluído no cotidiano dos dois colégios há 10 anos e, entre outras ações, retirou totalmente os refrigerantes, balas, embutidos, salgados de farinha refinada, mudando o perfil de alimentos açucarados, ricos em sal e gordura para produtos mais nutritivos.

Foi um desafio financeiro e comportamental por parte da comunidade escolar que inicialmente manifestou insatisfação pela mudança mas que atualmente já está acostumada com as opções oferecidas. Toda mudança é difícil no início, mas mudar é preciso. Várias estratégias têm sido adotadas desde então, com o objetivo de oferecermos produtos mais saudáveis, porém de boa aceitação e agregando valor e rentabilidade à escola – acrescenta Luciana Pereira, nutricionista responsável pelo serviço de Nutrição do Franco.

Outra iniciativa do Sinergia Educação em relação ao combate à obesidade infantil foi a implantação do Dia da Fruta.

No início foi bastante complicado, mas, com o tempo e a dedicação dos profissionais envolvidos no processo, que vai desde o pessoal na cozinha que monta as bandejas de frutas que mais parecem uma pintura, tomando o cuidado para não colocar uma fruta do lado da outra que tenha a mesma cor, até as professoras e auxiliares de turma que fazem um trabalho belíssimo de integração com o serviço de nutrição – acrescenta Carol.

A adequação à nova realidade exigiu algumas mudanças na cantina.

Nossos produtos são livres de gordura trans e optamos por achocolatados com baixo teor de açúcar e gordura. Os refrigerantes foram substituídos pelos sucos de frutas em lata e água de coco. Adoraríamos trabalhar com suco de frutas in natura feito na hora, mas o tempo do recreio não favorece. Não se deve comparar uma cantina escolar com uma lanchonete – finaliza Luciana.