Categorias
Colunas Destaque Notícias do Jornal Wesley Lacerda | Direto de Brasília

Direto de Brasília

Visita Real

O embaixador da Bélgica no Brasil Patrick  Herman e sua esposa Siobhan King ofereceram jantar de boas vindas à princesa Maria Gabriela de Orléans e Bragança e seu esposo João Marcos Pilli, que estão de passagem na capital.

A comemoração foi organizada de forma impecável, desde os menores detalhes que compunham a mesa à seleta lista de convidados que reuniu personalidades da política e sociedade,artistas, empresários,  jornalistas e diplomatas.

Ao final, os convidados saborearam delicioso café e cachaça brasileira acompanhados de chocolates belgas no Espaço Burle Marx, um charmoso cantinho nos jardins da embaixada projetados pelo artista.

Após a agenda repleta de compromissos na capital, a princesa seguirá para a Chapada dos Veadeiros, região próxima à Brasília bastante famosa por seus atrativos naturais e místicos.

Dia da Pátria

 O embaixador e ex-vice-presidente da Argentina Daniel Scioli, recebeu convidados na embaixada em Brasília para celebrar o dia da pátria, dia em que os argentinos se reúnem para saborear pratos típicos e vestir as cores da bandeira nacional.

A Argentina é um dos principais parceiros políticos e econômicos do Brasil, com quem nutre relações bilaterais estratégicas para a inserção do Brasil na região e no mundo. A construção de uma relação política de confiança e cooperação com a Argentina contribui para a constituição de um espaço regional de paz e cooperação.

Brasil e Argentina representam cerca de dois terços do território, da população e do PIB da América do Sul, unidos por uma linha de fronteira que se estende por 1.261 km. A política de integração fronteiriça constitui dimensão essencial da agenda de cooperação bilateral.

Conhecendo o Paquistão

A embaixatriz do Paquistãolva Hussain Daio, realizou em sua residência oficial encontro com jornalistas e comunicadores da área internacional para apresentar um pouco do Paquistão e sua cultura.

A embaixatriz de forma muito gentil recebeu os convidados e realizou a apresentação destacando o potencial turístico e a história de mais de cinco mil anos de civilização.

Ao final, ofereceu almoço com iguarias e pratos típicos.

Categorias
Colunas Destaque Diário do Rio Notícias do Jornal Wesley Lacerda | Direto de Brasília

Direto de Brasília

O DIA DA VITÓRIA

O embaixador de Belarus, Sergey Lukashevich, promoveu encontro com jornalistas em sua residência oficial para celebrar ao Dia da Vitória, comemorado em 09 de maio, uma homenagem à memória e gratidão a todos que participaram da vitória sobre o fascismo alemão, o que inclui a participação do Brasil.

A parte mais esperada do pronunciamento do embaixador foi sobre a posição de Belarus no conflito entre Rússia e Ucrânia o qual afirmou que Belarus ainda hoje se lembra das feridas da grande guerra, e defende a resolução diplomática e pacífica de todos os conflitos, lembrando que o conflito não começou em 24 de fevereiro de 2022 sendo que as hostilidades estão acontecendo desde 2014 e durante todos esses anos Belarus tem sido a única intermediadora para a busca de uma resolução pacífica.

Destacou o acordo de Minsk (capital de Belarus) que durante algum tempo aplacou os ânimos dos envolvidos e ainda o acolhimento de mais de 170.000 refugiados da Ucrânia, sem que esse fato tenha sido explorado como propaganda política.

Falou também sobre a as sanções econômicas impostas, principalmente no que diz respeito aos fertilizantes a base de potássio, que representam uma pressão política econômica sem precedentes o que irá gerar um crise alimentar em todo o planeta, lembrando que o secretário-geral da ONU, Antônio Gutierrez em discurso ao Conselho de Segurança da ONU pediu que os fertilizantes de Belarus e da Rússia retornassem aos mercados mundiais como uma solução eficaz para o problema da segurança alimentar global.

Por final, o embaixador chamou a atenção para a construção de muros e cercas totalmente instransponíveis nas fronteiras de Belarus, dentro da floresta Belovezhskaya Pushcha, considerada o pulmão da Europa, o que impedirá o livre transito da fauna que inclui animais como os servos e os bisões, em risco de extinção, que utilizam a parte do território de Belarus param se alimentarem e se reproduzirem. 

VISITANDO BRASILIA

Elnur Mammadov, vice-ministro de negócios estrangeiros do Azerbaijão esteve em Brasília onde se encontrou com o ministro de relações exteriores do Brasil, Carlos França, para tratar do estreitamento das relações bilaterais Brasil-Azerbaijão e da situação de segurança no Leste Europeu.

Durante sua passagem em Brasília, também visitou o Palácio do Planalto onde foi recebido por uma delegação presidencial.

O ministro segue para o Rio de Janeiro onde realizará doações a uma escola municipal.

Categorias
Colunas Destaque Diário do Rio Notícias do Jornal Wesley Lacerda | Direto de Brasília

Direto de Brasília

Pós-Folia

Os Brasilienses também se fizeram presentes na folia carioca. O Colunista Social Marcelo Chaves e a Advogada Manuella Rocha, depois de gastarem muita energia na Sapucaí, almoçaram no Restaurante Rubayat como sempre fazem quando estão no Rio de Janeiro.

O restaurante foi o Meet point do badalado Camarote Arara, e como de costume, recebeu personalidades do meio artístico e politico.

Viralizou

O simpático e espirituoso embaixador da Coreia do Sul LIM KI-MO, promoveu jantar para receber os jornalistas da ABRAJINTER. Na ocasião, como faz de costume, cantou diversas musicas com o intuito de animar seus convidados.

A cantoria foi tão animada e verdadeira que viralizou nas redes sociais e nos meios de comunicação do Brasil e do mundo.

Os sertanejos Chitãozinho e Xororó postaram em suas redes sociais o vídeo do embaixador cantando o hit Evidencias.

O Embaixador gosta bastante de cantar e abriu espaço para que outras pessoas cantassem com ele, é como diz aquele velho ditado, “quem canta seus males espanta”

Categorias
Colunas Destaque Diário do Rio Notícias do Jornal Wesley Lacerda | Direto de Brasília

Brasília, do sonho à realidade

A construção de Brasília foi a concretização de um projeto nacional de mais de 200 anos, que não se sabe ao certo o seu idealizador.

Em 1823, logo após a Independência, o ministro e deputado José Bonifácio de Andrada e Silva (SP) propôs à Assembleia Constituinte a interiorização da capital para possibilitar melhor controle sobre o imenso território brasileiro naquele conturbado momento pós-Independência.

No reinado de dom Pedro II, a campanha por uma capital no centro do Império renasceu encabeçada por Francisco Adolfo de Varnhagen, o historiador mais renomado da época, que se dirigiu ao Planalto central por volta de 1877 para procurar a localização mais apropriada, sugerindo se erguesse a cidade de Imperatória (nome em homenagem ao imperador dom Pedro II) entre as lagoas Formosa, Feia e Mestre d’Armas — a grande área dentro da qual hoje se situa Brasília.

Com a derrubada da Monarquia, a transferência da capital ganhou relevância na Assembleia Constituinte de 1891 pela proposta do senador constituinte Virgílio Damásio (BA).

Sem perda de tempo, os dois primeiros presidentes da República, Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto, seguiram a determinação constitucional e tomaram as providências necessárias para a futura mudança. Uma comissão de técnicos denominada Missão Cruls, em 1890, explorou o interior de Goiás e delimitou o quadrilátero do futuro Distrito Federal.

Em 1922, no dia exato do centenário da Independência, a mando do presidente Epitácio Pessoa, foi inaugurado um pequeno obelisco dentro do atual Distrito Federal, em Planaltina-DF.

A ideia da transferência da capital ganhou força total durante a campanha de Juscelino Kubitschek à presidência da república, quando em um comício em Jataí-GO aos 04 de abril de 1955, ao ser indagado pelo Sr. Antônio Soares Neto, o Toniquinho, se o então presidente cumpriria a Constituição e mudaria a capital do Rio de Janeiro para o Planalto Central, JK pensou por um instante e afirmou que construiria a capital dos brasileiros.

A grande obra aconteceu entre 1957 e 1960 e foi viabilizada pelo governo de Juscelino Kubitschek, o qual inaugurou Brasília em 21 de Abril de 1960.

Muitos foram os construtores da capital, com especial destaque ao povo do Quilombo Mesquita que construíram o Catetinho e as primeiras estruturas de apoio para a construção da cidade, alojamentos, refeitórios, além de é claro, disponibilizar alimentos para os trabalhadores que chegavam para a construção da capital.

Os Candangos, homens vindos de todos os cantos do pais, foram os trabalhadores que efetivamente ergueram os grandes monumentos da nova capital sob a batuta dos arquitetos Lucio Costa e Oscar Niemeyer.

Em profecia, Dom Bosco, fundador da Congregação dos Salesianos, teria sonhado que fazia uma viagem à América do Sul e viu um local especial ao chegar à região entre os paralelos 15° e 20°, onde, nas palavras de um anjo que o acompanhava em sua visão, apareceria “a terra prometida” e que seria “uma riqueza inconcebível”, “Entre os graus 15 e 20 havia uma enseada bastante longa e bastante larga, que partia de um ponto onde se formava um lago. Disse, então, uma voz repetidamente: – Quando se vierem a escavar as minas escondidas no meio destes montes, aparecerá aqui a terra prometida, de onde jorrará leite e mel. Será uma riqueza inconcebível”

Hoje, dia 21 de abril de 2022, aos 62 anos de fundação, Brasília possui corpo de metrópole e figura entre as cidades mais importantes do Mundo.

É a capital de todos os brasileiros, com sotaques de norte a sul, e representações diplomáticas da maioria dos países da comunidade internacional.

Sua arquitetura é inconfundível, visível do espaço, e deixa a todos encantados.

Viva Brasília! Viva os Brasileiros! Viva o Brasil!

Categorias
Colunas Destaque Diário do Rio Notícias do Jornal Wesley Lacerda | Direto de Brasília

Franco desenvolvimento

A Chefe da Missão da Embaixada da Sérvia no Brasil, Jelena Blazevic, reuniu um grupo de 20 jornalistas da ABRAJINTER para uma palestra demonstrativa sobre a Sérvia,

Dentre os temas abordados no painel, destacou o impressionante crescimento do PIB em 28%, desempenho esse atribuído principalmente à força de trabalho jovem daquele país.

Para além dos diversos incentivos estatais, destacou a obrigatoriedade de estudo de ao menos uma língua estrangeira no ensino regular, além da língua nativa e inglês.

“A sérvia é um país rico em patrimônio natural, histórico e cultural, e possui excelentes oportunidades de trabalho e investimentos”, afirmou Jelena.

G20 INDONÉSIA

 O embaixador da Indonésia no Brasil, Edi Yusup promoveu encontro com jornalistas para esclarecer detalhes da 17ª Cúpula de Chefes de Estado e de Governo do G20, que acontecerá de 15 a 16 de novembro de 2022 em Bali.

Destacou que a Indonésia possui população de mais de 270 milhões de pessoas e tem mais de 300 grupos étnicos com 700 idiomas diferentes, sendo o país mais diversificado do mundo.

A Indonésia não é apenas uma terra de diversidade cultural e beleza natural, mas também oferece muitas oportunidades em vários setores, especialmente na economia.

O Embaixador também falou sobre a Presidência do país na liderança do G20-2022, e ao final ofereceu jantar com comidas típicas elaboradas por uma chef de cozinha indonésia.

Categorias
Colunas Destaque Diário do Rio Notícias do Jornal Wesley Lacerda | Direto de Brasília

Celebrando o Nauryz

Nauryz, lê-se Noruz, é uma festa tradicional da Ásia Central que celebra o Ano Novo do calendário persa,entre os dia 20, 21 ou 22 de março do calendário Gregoriano, a depender do equinócio de primavera.

Na celebração promovida pela embaixada do Cazaquistão, o Embaixador Bolat Nussupov observou que “o Nauryz é um feriado muito antigo e estimado no Oriente, que personifica o início do Ano Novo, a atualização da natureza e o início de uma nova vida.”
O diplomata cazaque realçou que tradicionalmente este feriado brilhante significa paz, bem-estar e prosperidade. Neste dia as pessoas desejam umas às outras o que há de melhor, perdoam todas as falhas anteriores e se reconciliam.

Em seu discurso, o Embaixador anunciou que será criado grupo de trabalho com a finalidade de estreitar as relações entre Brasil e Cazaquistão para fomentar laços culturais entre os dois países e o comercio bilateral de produtos do agronegócio e da mineração.
Rememorou o 150º aniversário de Akhmet Baitursynov, educador cazaque, crítico literário, turcologista, poeta, figura pública e publicista político, o qual contribuiu significativamente para o desenvolvimento da literatura cazaque.

Aproveitou o ensejo para informar sobre os planos da Embaixada de promover a abertura de cursos de língua cazaque na Universidade Fluminense, bem como a realização de festival de cinema cazaqueno Rio de Janeiro.

Novo point das artes

 No badalado Centro Comercial Gilberto Salomão, situado no nobre bairro Lago Sul aqui em Brasília, foi Inaugurado o novo espaço de artes e antiguidades, Mercato.

A iniciativa é dos amantes da arte Roberto Corriere, Bruno Poppi e Antônio Aversa.

O espaço conta com variadas expressões artísticas, que vão de antiguidades, arte contemporânea, relógios, tapetes, mobiliários e tem até um impecável Karmann Ghia aberto ano 1969.

É possível conferir as obras de renomados pintores nacionais e estrangeiros, dentre os quais Pitágoras, Paulino Aversa, Carlos Bracher, Eduardo Seud, Burle Marx.

Mobiliário de Sérgio Rodrigues, Jorge Zalsupin, tenreiro, peças assinadas pelo designer Tunico Lages além dos belíssimos Tapetes persas do século XIX e século XX.

Categorias
Colunas Destaque Diário do Rio Notícias do Jornal Wesley Lacerda | Direto de Brasília

Semana de festividades na capital federal

Tomou posse na ultima terça-feira, o Conselho Federal da OAB com a presença de mais de 30 autoridades, entre elas o Vice-presidente da República General Hamilton Mourão que em seu discurso assegurou que a OAB foi e continua sendo essencial para a consolidação de um
efetivo Estado Democrático de Direito.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Luiz Fux, destacou que “A OAB é peça-chave não somente na busca pela justiça, mas pela própria pacificação social.”

Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, afirmou que “Caberá aos conselheiros federais e ao presidente Beto Simonetti a defesa de liberdades públicas, de garantias individuais, de direitos fundamentais, da República e de seus fundamentos, do Estado Democrático de Direito e da Democracia”.

O presidente da OAB Beto Simonetti destacou que “O propósito maior da Ordem dos Advogados do Brasil é proteger as prerrogativas dos mais de um milhão e duzentos mil advogados brasileiros. E, ao mesmo tempo, ser guardiã da Constituição e do Estado do Direito.”

Em defesa das prerrogativas dos advogados, no ultimo dia 08 de março em celebração ao dia da mulher, o colégio de Presidentes do Conselho Federal da OAB após a análise do projeto n.º 49.0000.2019.007564-7 proposto em 2019 pela Conselheira Federal do Maranhão Dra. Karol
Carvalho, resolveu lançar a campanha “Advocacia sem Assédio”
efetivada pela Comissão Nacional da Mulher Advogada (CNMA), a qual receberá as denuncias e adotará medidas necessárias para a responsabilização dos perpetradores de todo e qualquer tipo de assédio contra advogadas e advogados.

Candido Portinari na embaixada da Itália

O Embaixador Francesco Azarello juntamente com o filho do artista, João Candido, estão promovendo exposição com obras do acervo particular do único herdeiro do artista.

A mostra segue até o dia 27 de março e conta com 28 obras originais de diferentes momentos da vida do autor, com diversas técnicas, incluindo um autorretrato, cartões de Natal, e uma gravura do quadro Retirantes.

Esteve presente no evento Manlio di Stefano, importante político italiano dentre diversas personalidades da capital.

Manlio lembrou que “Itália e Brasil estão distantes, mas unidos por um vínculo especial. O Brasil é o país com a maior comunidade italiana do mundo fora da Itália, devido à emigração de nossos compatriotas entre o final do século XIX e início do século XX. Brasil e Itália são parceiros estratégicos, compartilham raízes históricas e sociais comuns
e sólidas relações econômicas, com um intercâmbio comercial em rápido crescimento. A cooperação entre a Itália e o Brasil é de fundamental importância para abordar grandes questões globais, em particular, as mudanças climáticas e a transição ecológica”.

Categorias
Colunas Destaque Diário do Rio Notícias do Jornal Wesley Lacerda | Direto de Brasília

A União Soviética e seus conflitos

Não é de hoje que os conflitos territoriais entre as republicas soviéticas estão vitimando inocentes como está ocorrendo na guerra da Ucrânia, que já ultrapassa 2.000 mortos. 

Embora não declarada, a guerra do Alto Carabaque, se alongou entre os anos 1988/1994 pelo controle dos picos montanhosos do corredor de Lachin, que ligava a Armênia ao Carabaque.

Um dos ataques mais significativos foi à aldeia de Khojaly que possuía aproximadamente 10.000 habitantes, e estava situada em uma região estratégica por abrigar o único aeroporto da região.

Em fevereiro de 1992, as forças armadas armênias invadiram Khojaly e promoveram violento massacre a sua população com a tortura e mutilação brutal de centenas de pessoas inocentes, incluindo crianças, mulheres e idosos apenas porque eram azerbaijanos.

As tropas armênias mataram 613 pessoas com morteiros, artilharia e tiros de tanques, na tentativa de despovoar a aldeia para ocupá-la.

Campanha khojaly

A ativista azerbaijana Leyla Aliyeva, filha do presidente do Azerbaijão Ilham Heydar Oglu Aliyev, é a idealizadora da campanha “Justiça para Khojaly” com o objetivo de conscientizar a comunidade internacional acerca do genocídio havido contra a pequena aldeia para honrar as suas vítimas e sobreviventes. 

De acordo com os registros, o número de mortos inclui 106 mulheres, 63 crianças e 70 idosos, sendo que outras 487 pessoas ficaram gravemente feridas.

Alguns residentes conseguiram escapar enfrentando temperaturas abaixo de zero e alcançando territórios ainda controlados pelas forças do Azerbaijão.

A campanha busca a garantia do direito à justiça, memória e verdade para  apurar as graves violações de Direitos Humanos ocorridas em Khojaly.

O Azerbaijão é uma nação de história e tradições antigas. É um dos poucos países do mundo onde numerosos grupos étnicos convivem pacificamente e todos são tratados com igualdade e respeito, independentemente de sua fé, origem étnica ou racial. A tolerância é um de seus princípios basilares.

Objetivos estratégicos da campanha

O Embaixador do Azerbaijão no Brasil Elkhan Polukhov também  está mobilizando brasileiros para aderirem a campanha, que objetiva:

-Obtenção de reconhecimento global, avaliação política e jurídica sobre o Genocídio de Khojaly;

-Obrigar o Governo Armênio a apresentar um pedido oficial de desculpas, oferecer as devidas garantias e garantias de não repetição e reparar integralmente os danos (materiais e morais) que causou;

-Responsabilização dos autores dos responsáveis ​​pela prática dos respetivos crimes;

-Conscientizar a comunidade internacional sobre o genocídio de Khojaly, a história do conflito Armênio-Azerbaijão de Nagorno-Karabakh, suas raízes e consequências, bem como a retirada imediata e incondicional de todas as forças armadas armênias dos territórios ocupados do Azerbaijão;

-Para homenagear as vítimas do genocídio, apoiar as famílias sobreviventes, manter vivas as memórias desses eventos, especialmente entre a geração mais jovem.

Categorias
Colunas Destaque Diário do Rio Notícias do Jornal Wesley Lacerda | Direto de Brasília

Diplomata do ano

A Abrajinter (Associação Brasileira de Jornalistas da Área Internacional e Diplomática) concedeu a Ministra Ana Beatriz Martins, o titulo de Diplomata do Ano em razão de seu intenso intercâmbio com jornalistas brasileiros de diversos veículos, esclarecendo pontos importantes da União Europeia ligados à liberdade de imprensa, democracia, jornalismo, e políticas de igualdade de gêneros.

A honraria foi entregue pela diretoria da associação na sede da Delegação da União Europeia em Brasília.

Camapanha Khojaly

A ativista azerbaijana Leyla Aliyeva, filha do presidente do Azerbaijão Ilham Aliyev, é a idealizadora da campanha “Justiça para Khojaly” com o objetivo de conscientizar a comunidade internacional acerca do genocídio havido e honrar as suas vítimas e sobreviventes.

Afirma que em fevereiro de 1992, as forças armadas armênias invadiram Khojaly e promoveram violento massacre a sua população com a tortura e mutilação brutal de centenas de pessoas inocentes, incluindo crianças, mulheres e idosos apenas porque eram azerbaijanos.

A campanha busca garantia do direito à justiça, memória e verdade para  apurar as graves violações de Direitos Humanos ocorridas em Khojaly.

O Azerbaijão é uma nação de história e tradições antigas. É um dos poucos países do mundo onde numerosos grupos étnicos convivem pacificamente e todos são tratados com igualdade e respeito, independentemente de sua fé, origem étnica ou racial. A tolerância é um de seus princípios basilares.

 

Libertango

Com nome inspirado no famoso tango de Astor Piazzolla, o novo espaço no estilo das casas de parrilla que se espalham pela Argentina e Uruguai, promete ser o hotpoint da Capital Federal.

A decoração dos diversos ambientes remete a luxuosa Buenos Aires, como recintos para todos os gostos, desde uma suntuosa sala para poucos convidados, passando por uma elegante Charutaria, culminando em dois amplos salões com adornos tipicamente portenhos e uma Parrillera flamejante no salão principal.

Um dos principais cuidados da administração da casa, é a garantia da discrição e do sigilo dos seus frequentadores, sendo que nos salões internos, propositalmente, não foram instaladas câmeras de circuito interno de segurança.

A casa conta com rico cardápio de carnes nobres de altíssima qualidade e uma formidável carta de vinhos cuidadosamente selecionados para atender os mais seletos paladares.

Categorias
Colunas Destaque Diário do Rio Notícias do Jornal Wesley Lacerda | Direto de Brasília

O Retorno das atividades Diplomáticas em Brasília

Após o recesso de final de ano, as representações diplomáticas sediadas em Brasília estão retomando aos poucos suas agendas de eventos e de interlocução com a imprensa.

Os últimos dias foram marcados por diversas manifestações e eventos, dentre os quais destacamos:

Embaixador do Japão no Brasil Hayashi Teiji

“Para o Japão, o Brasil possui grande importância como um parceiro global estratégico que compartilha valores básicos como liberdade, democracia, respeito aos direitos humanos e o Estado de Direito.”

“Os aproximadamente 2 milhões de nikkeis brasileiros são laços humanos especiais entre os dois países. Eles constituem a pedra fundamental da nossa estreita amizade.”

“Os nikkeis introduziram a cultura e os valores japoneses na sociedade brasileira e, como resultado, muitos brasileiros se tornaram familiarizados com o Japão. Por exemplo, a comida japonesa, como sushi, yakissoba, tempura, etc., tornaram-se populares no Brasil, através dos festivais do Japão realizados por nikkeis em vários lugares.”

“Em novembro do ano passado, mais de 20 mil pessoas foram à Feira do Japão em Brasília, onde japoneses, nikkeis e não-nikkeis se divertiram muito juntos. A comunidade nikkei é uma importante ponte de amizade entre o Japão e o Brasil, aproximando os corações dos dois países. Eu continuarei a apoiar suas atividades da melhor forma que puder.”

Primeiro-Ministro da República Islâmica do Paquistão Sr. Imran Khan

“0 povo do Paquistão comemora o Dia da Solidariedade da Caxemira em reafirmação do nosso apoio inabalável aos caxemires em sua justa luta pelo direito inalienável à autodeterminação.”

“A disputa pelos territórios de Jammu e Caxemira ilegalmente ocupados pela Índia (IIOJK) é reconhecida internacionalmente, e sua resolução está firmemente ancorada nas Resoluções relevantes do Conselho de Segurança da ONU (CSNU).”

“As forças de ocupação indianas continuam a usar força bruta indiscriminadamente contra homens, mulheres, crianças e idosos caxemires.”

“A matança interminável, as prisões arbitrárias de caxemires e defensores dos direitos humanos, e a recusa da entrega dos restos mortais de mártires pelas forças de ocupação indianas são motivo de grande preocupação para a população global.”

“As ações indianas, destinadas a converter a maioria muçulmana dos IIOJK em minoria em sua própria terra, violam as resoluções do CSNU e o direito internacional, incluindo a 4ª Convenção de Genebra.”

“A paz, a segurança e o desenvolvimento duradouros na região dependem da resolução pacífica da disputa de Jammu e Caxemira. É imperativo que a Índia permita que os caxemires exerçam seu direito à autodeterminação por meio de um plebiscito livre e imparcial sob os auspícios das Nações Unidas sem mais prevaricação.”

Exibição sobre as ilhas Falklands promovido pela Embaixada do Reino Unido – O paraíso pouco conhecido

A Embaixada do Reino Unido em Brasília promoveu uma exibição de fotografias sobre as “Falkland Islands” com foco nas suas belezas naturais, na enorme quantidade de pinguins, e também nos exóticos pássaros que habitam o arquipélago, com o intuito de fomentar o turismo na região.

Situadas no Atlântico Sul, as Faklands ficam a aproximadamente 643 quilômetros do continente e a 1.367 quilômetros ao norte do Círculo Polar Antártico.

O arquipélago é formado por duas ilhas principais, Falklands Oriental e Ocidental, além de outras 778 ilhas menores, com população total de aproximadamente 3.200 habitantes, na sua maioria britânicos.

É uma democracia autônoma dirigida por uma assembleia legislativa composta de oito membros eleitos, que regem tudo com exceção das relações exteriores e de defesa, que ficam por cargo do Reino Unido.

As ilhas são economicamente autossuficientes e com fortes indústrias de pesca, agropecuária, turismo, além de indústrias do setor privado.

Durante a exibição foi servido um coquetel com a presença de vários embaixadores e personalidades da Capital Federal, que puderam apreciar a beleza das ilhas, por meio dos registros fotográficos.

Colaborou: Fabiana Ceyhan