Categorias
Destaque Emprego Meu Emprego Mundo Notícias Notícias do Jornal

Qatar abre 7718 vagas para brasileiros trabalharem nos hotéis durante a Copa do Mundo de Futebol

Uma rede de hotéis no Qatar está com 7.718 vagas de trabalho para o período da realização da Copa do Mundo FIFA que ocorre entre novembro e dezembro deste ano. As vagas são para diversas ocupações no ramo hoteleiro, desde gerente com experiência, até carregadores de malas. Neste momento até mesmo pessoas que não tem o inglês fluente estão sendo recrutadas para o maior evento futebolístico do mundo.

O recrutamento está sendo feito em todo o Brasil com exclusividade pela agência MTV de Intercâmbio,  com sede em Jundiai-SP e com franqueados em Lorena, Sorocaba e Campinas.

Os salários podem chegar a quase R$ 6 mil , sem impostos e sem despesas de vida no exterior.

A empresa contratante irá fornecer passagem aérea, acomodação e alimentação. A carga horária varia de 40 a 48 horas semanais e os contratos variam 3 meses a 9 meses.

Tabela parcial dos  cargos e salários na moeda do Qatar , o Rial , que vale R$ 1,30 cada.

 

No Função Gênero Vagas Salário Básico (QR)
1 Supervisor de Andar M / F 373 3,500.00
2 Coordenador de Limpeza M / F 134 3,000.00
3 Supervisor de roupa M / F 201 3,000.00
4 Supervisor de loja M / F 101 3,000.00
5 Corredor de Hong Kong M / F 295 2,000.00
6 Atendente de roupa de cama M / F 295 2,000.00
7 Atendente de quarto M / F 2995 2,000.00
8 Limpador Noturno / Atendente à Noite M / F 759 2,000.00
9 Gerente de plantão M / F 599 4,500.00
10 Recepcionista M / F 1020 2,800.00
11 Pregoeiro público M / F 537 2,000.00
12 Supervisor de lavanderia M / F 88 3,500.00
13 Supervisor de uniforme M / F 80 3,500.00
14 Atendente de limpeza a seco M / F 38 2,000.00
15 Lavanderia M / F 90 2,000.00
16 Atendente de uniforme M / F 106 2,000.00
17 Agente de recebimento M / F 7 2,800.00
 Termos e Condições de Emprego:
  1. Período do Contrato: Mínimo de 3 meses a 6 ou 9 meses
  2. Horário de trabalho: 48 horas por semana, 6 dias por semana
  3. Hospedagem: Gratuita
  4. Transporte: Fornecido Gratuito
  5. Refeições: Fornecidas Gratuitas
  6. Passagem aérea: Passagem aérea de entrada gratuita e retorno após a conclusão do contrato especificado

Informações adicionais estão explicadas em vídeos e publicados no canal www.youtube.com/marcelotoledo    e os currículos dos candidatos  devem ser enviados pelo site   www.qatar.net.br

 

Categorias
Destaque Mundo Notícias Saúde

Casos de diabetes devem subir 46% até 2045, segundo Federação Internacional de Diabetes

De acordo com projeção da Federação Internacional de Diabetes (IDF, na sigla em inglês), o número de casos de diabetes deve aumentar 46% até 2045, chegando a acometer 738 milhões de adultos, entre 20 e 79 anos, em todo o mundo. Se não tratada, a doença pode se agravar e acarretar outros problemas de saúde graves, mas ações de prevenção podem reduzir o risco de desenvolvimento da enfermidade e o tratamento contínuo garante mais qualidade de vida.

Fatores genéticos influenciam no desenvolvimento da diabetes, mas a principal prevenção é o estilo de vida saudável, com prática de atividade física, alimentação balanceada e controle do peso.

Como muitas vezes a diabetes não apresenta sintomas, é fundamental monitorar a glicemia para ter o diagnóstico precoce e assegurar o sucesso do tratamento. No setor farmacêutico, os biomedicamentos vêm ganhando cada vez mais espaço no combate à doença ao ampliar o acesso aos tratamentos.

A diabetes é uma síndrome metabólica causada pela dificuldade na ação da insulina, hormônio responsável pelo aproveitamento da glicose como energia para o nosso corpo, e há dois tipos principais da enfermidade.

O tipo 1 é uma doença autoimune na qual ocorre uma produção de anticorpos contra o próprio pâncreas que gradativamente destroem a produção de insulina, e acarreta no aumento da glicose. Esses quadros clínicos são mais comuns em crianças.

Já o tipo 2 surge quando há uma dificuldade de ação da insulina. “Neste caso, para manter um nível adequado de glicose no sangue, o pâncreas produz cada vez mais insulina até um momento em que ele reduz a produção, provocando o aumento da glicemia, característica da diabetes”, explica a endocrinologista Bruna Farolla.

Categorias
Brasil Destaque Mundo Notícias Notícias do Jornal

Brasil concede 74 vistos para ucranianos em março

Dá Agência Brasil

O Brasil concedeu 74 vistos e 27 autorizações de residência humanitária a ucranianos entre os dias 3 e 31 de março deste ano. As informações, divulgadas nesta segunda-feira (11), em Brasília, constam do Boletim Migração Ucraniana.

“Receber imigrantes e refugiados ucranianos é um ato humanitário. Os imigrantes fazem parte da história do país e o governo federal está empenhado em auxiliar os que procuram por seus direitos como segurança, moradia e trabalho no Brasil”, afirmou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres.

O balanço também aponta que, em 2022, foram reconhecidos quatro refugiados, havendo 37 processos de refúgio em andamento. A concessão de vistos e autorizações de residência humanitárias foi possibilitada pela edição da Portaria Interministerial Ministério da Justiça/Ministério das Relações Exteriores nº 28, que atendeu às necessidades de ucranianos afetados pelo conflito armado na Ucrânia.

Visto Humanitário

Em relação aos procedimentos, o visto humanitário pode ser solicitado no exterior e permite a entrada no Brasil pelo prazo de 180 dias. Para conseguir autorização de residência por acolhida humanitária é preciso ir a uma unidade da Polícia Federal em solo brasileiro e pedir a Carteira de Registro Nacional Migratório (CRMN).

O trabalho, que também contou com o apoio da Organização Internacional para as Migrações (OIM) e do Obmigra (Observatório das Migrações Internacionais) contém orientações e canais de acesso a informações para requerer o visto ou a autorização de residência por acolhida humanitária e para a solicitação de refúgio no Brasil.

Histórico

Entre janeiro de 2010 e dezembro de 2021, mais de 3,3 mil ucranianos registraram residência no Brasil. Quase 2,3 mil registros de residência foram realizados na região Sudeste, principal destino dos imigrantes ucranianos. Juntamente com os poloneses, os ucranianos compõem o maior contingente de imigrantes eslavos no Brasil.

Entre os que chegaram ao país nesse período, a maioria é do sexo masculino e possui entre 25 e 39 anos. Os homens somam 83% do contingente de imigrantes ucranianos e 46% do total são do sexo masculino na faixa etária entre 25 e 39 anos.

As mulheres somam 17% e a maioria delas, cerca de 10% do total de imigrantes, têm entre 25 e 39 anos. Entre homens e mulheres, não houve imigrantes acima de 65 anos e apenas 2% tinham menos de 14 anos na data de entrada no país.

Nos 12 anos que se estendem de 2010 a 2021, o principal meio de entrada de ucranianos no Brasil foi a via marítima. Em 2019 registrou-se o maior fluxo migratório: 22.201 ucranianos entraram e 21.189 saíram do país.

Média mensal

No primeiro trimestre de 2022, a média mensal de entradas de imigrantes foi de 1.685 pessoas e a de saídas, de 1.531 pessoas. Dos movimentos de entrada neste ano, mais de 60% referem-se a tripulantes e outros 20% a visitantes, que não precisam de visto para permanecer por até 90 dias no país. O movimento migratório, incluindo visitantes e temporários, é documentado pelo Sistema de Tráfego Internacional.

Os principais amparos indicados pelos imigrantes são trabalho marítimo (67%), reunião familiar (12%), trabalho com transferência de tecnologia (6%) e outros amparos (15%). O termo amparo é utilizado para a classificação do motivo descrito pelo migrante quando solicita sua residência, segundo a legislação nacional.

Em relação aos refugiados, foram 15 reconhecidos entre janeiro de 2010 e dezembro de 2021, de 74 solicitações recebidas no período.

Categorias
Destaque Esporte Esportes Futebol Mundo Notícias

Mais de 800 mil ingressos são comprados para Copa do Catar em 1ª leva

Dá Agência Brasil

Torcedores compraram 804.186 ingressos para partidas da Copa do Mundo no Catar no final deste ano na primeira fase de vendas, disse a Fifa nesta quarta-feira (30).

A Fifa informou que o interesse pelos ingressos veio principalmente de Catar, Estados Unidos, Inglaterra, México, Emirados Árabes Unidos, Alemanha, Índia, Brasil, Argentina e Arábia Saudita.

Os ingressos para o jogo de abertura em 21 de novembro – que contará com o anfitrião Catar – assim como a final, em 18 de dezembro, foram as partidas mais procuradas.

O sorteio da Copa do Mundo, onde as seleções serão divididas em grupos, será realizado na sexta-feira (1º de abril)

A Fifa acrescentou que os torcedores que não tiveram sucesso na primeira fase de vendas terão outra chance de se inscrever durante o próximo período de vendas em seu site em 5 de abril.

Categorias
Brasil Destaque Diário do Rio Mundo Notícias Notícias do Jornal

Telescópio Webb atinge marco em fase de testes de espelho no espaço

A Agência Espacial Norte-Americana (Nasa), do governo dos Estados Unidos, anunciou na última quarta-feira (16) a conclusão de etapas fundamentais de alinhamento dos espelhos do Telescópio Espacial James Webb, o mais poderoso já construído, com resultados extremamente satisfatórios.

No dia 11 de março, segundo a agência, a equipe Webb concluiu a chamada “fase fina” dos 18 espelhos do equipamento. Neste estágio considerado chave do processo de comissionamento, que é a preparação para a entrada em operação do telescópio, todos os parâmetros ópticos que foram verificados e testados estão funcionando dentro ou acima das expectativas. A Nasa também informou não ter encontrado problemas críticos e nenhuma contaminação ou bloqueios mensuráveis ​​no caminho óptico do Webb. O observatório é capaz de coletar com sucesso a luz de objetos distantes e entregá-la aos seus instrumentos sem problemas.

“Alinhamos totalmente e focamos o telescópio em uma estrela e o desempenho está superando as especificações. Estamos entusiasmados com o que isso significa para a ciência”, disse Ritva Keski-Kuha, vice-gerente de elementos do telescópio óptico. “Agora sabemos que construímos o telescópio certo”.

Embora o objetivo da imagem capturada e exibida pela Nasa, durante esta fase, fosse focar na estrela brilhante no centro para avaliação do alinhamento, os equipamentos do Webb são tão sensíveis que as galáxias e estrelas vistas no fundo aparecem.

Lançado em dezembro do ano passado, o Webb está a uma distância de 1,6 milhão de quilômetros (km) da Terra, cerca de quatro vezes a distância da Lua. Em comparação, o telescópio anterior ao Webb, o famoso Hubble, orbita a Terra a 544 km de distância, completando uma volta ao planeta a cada 90 minutos. A órbita espacial do novo telescópio da Nasa manterá alinhamento constante com o nosso planeta enquanto ambos circulam o Sol em sincronia. O instrumento pesa 6,3 mil quilos e é quase do tamanho de uma quadra de tênis quando fica com os painéis solares completamente abertos.

O equipamento só começará a transmitir observações científicas após o término total do processo de comissionamento, o que está previsto para ocorrer em julho. Durante esse período, além do alinhamento óptico de seus espelhos, o equipamento vem sendo regulado à temperatura prevista de operação: -380 graus Farenheit, ou cerca de -228 graus Celsius – considerada temperatura de criogenia.

Principal observatório de ciência espacial do mundo, o James Webb é considerado o sucessor do telescópio espacial Hubble, lançado em 1990. Ambos foram construídos para se observar o chamado Espaço Profundo. A diferença é que o James Webb é capaz de enxergar fenômenos em diferentes frequências do espectro de luz.

Quando estiver totalmente operacional, o Webb ajudará a resolver mistérios em nosso sistema solar, olhar além para mundos distantes em torno de outras estrelas e investigar as estruturas e origens misteriosas do universo. O telescópio é um programa internacional liderado pela Nasa em parceria com a com a Agência Espacial Europeia (ESA) e a Agência Espacial Canadense.

 

Agência Brasil

Categorias
Destaque Mundo Notícias do Jornal

Guerra Ucrânia – Empresas e entidades se unem para ação humanitária

O avião cargueiro KC-390 Millenium, da Força Aérea Brasileira (FAB), que deverá decolar, na próxima segunda-feira (07), para a missão de repatriação de cidadãos brasileiros que estão deixando a Ucrânia, irá transportar, na ida, doação humanitária do Brasil com 11,6 toneladas de alimentos, medicamentos e purificadores de água. A logística de entrega da expressiva carga de alimentos somente foi possível graças ao esforço conjunto e abnegado, em pleno Carnaval, do Movimento União BR e das empresas Simple Nutri, LATAM Airlines e Luna Express, e à estreita coordenação com o Governo Federal e as Nações Unidas.

A pedido da Agência Brasileira de Cooperação, as Nações Unidas adquiriram 10 toneladas de alimentos desidratados, 100% naturais, de alto teor nutritivo e reconstituição fácil e instantânea. Essa carga essencial foi fornecida pela Simple Nutri, empresa brasileira de alimentos desidratados com alcance global no combate à fome e à desnutrição — que, semanas atrás, no Brasil, distribuiu-os às vítimas das intensas chuvas na Bahia, no Maranhão, em Minas Gerais e em Petrópolis (RJ). Agora, seus risotos e suas sopas irão não apenas saciar a fome dos ucranianos, mas sobretudo alimentá-los, física e psicologicamente.
Para o Itamaraty, a união de todos foi fundamental para viabilizar a operação. Esses alimentos, assim como os demais itens da doção humanitária do Brasil, foram reunidos “para atender às necessidades mais prementes do povo ucraniano”, explica nota da Chancelaria brasileira.
Atuante em todo o Brasil desde o início da pandemia da COVID-19, o Movimento União BR foi o responsável pela articulação logística nacional, aérea e terrestre, que, em um átimo, conseguiu trazer os alimentos da Simple Nutri do interior do Rio Grande do Sul até a Base Aérea de São Paulo, em Guarulhos, para embarque naquela aeronave da FAB. Essa força-tarefa foi possível graças à parceria com a LATAM, por meio do seu programa “Avião Solidário”, que oferece transporte gratuito de pessoas e cargas em emergências de Saúde, Meio Ambiente e Desastres Naturais, e a Luna Express, que cedeu seus caminhões e suas equipes.

Sobre a Simple Nutri

A Simple Nutri é um fornecedor global de alimentos desidratados em larga escala produzidos no Brasil. A companhia atua no empreendedorismo social com o objetivo de combater a fome, conectando diversos setores da sociedade nesta causa. A empresa atuou em catástrofes recentes, como no terremoto ocorrido do Haiti e nas enchentes na Bahia, em Minas Gerais e no Maranhão e nos deslizamentos em Petrópolis (RJ).

Sobre o Movimento União BR

O União BR é um movimento nacional apartidário que reúne voluntários de todo o Brasil e foi fundado no início da pandemia no País, em março de 2020. Presente em 24 estados, já beneficiou mais de 15 milhões de pessoas e arrecadou mais de R$ 280 milhões, usados na doação de equipamentos de proteção individual (EPI), na aquisição e distribuição de toneladas de alimentos, na criação de leitos, equipamentos e insumos hospitalares e na gestão de cursos.

O Movimento União BR liderou doações de usinas e mini usinas de oxigênio para o Estado do Amazonas, na campanha SOS Manaus e auxiliou na geração de renda para os manauaras. Ademais, atuou no SOS Bahia, apoiando a reconstrução do Estado, após as fortes chuvas no sul da região, no final de 2021.

O Movimento União BR foi vencedor do Prêmio Empreendedor Social 2020 e prêmio Escolha do Leitor de 2021; é reconhecido pela ONU como case mundial. Sua missão é realizar o trabalho assistencial, a fim de promover um legado nos lugares em que atua, formando um hub de ajuda emergencial.

 

Sobre a LATAM

LATAM Airlines Group é o principal grupo de companhias aéreas da América Latina, com presença em cinco mercados domésticos da região: Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Peru, além de operações internacionais na América Latina e para a Europa, Estados Unidos e Caribe. O Grupo possui uma frota de aeronaves Boeing 767, 777, 787, Airbus A321 A320, A320neo e A319. LATAM Cargo Chile, LATAM Cargo Colômbia e LATAM Cargo Brasil são as afiliadas de carga do grupo LATAM, que além de terem acesso aos porões de aeronaves de passageiros do grupo, contam com uma frota conjunta de 11 aeronaves cargueiras, que será ampliada gradualmente até totalizar 21 aeronaves cargueiras em 2023. Operam na malha aérea do grupo LATAM, bem como em rotas internacionais exclusivas para o transporte de cargas; oferecem uma infraestrutura moderna, uma ampla variedade de serviços e opções de atendimento para atender as necessidades dos seus clientes.

O programa Avião Solidário da LATAM existe há 10 anos e coloca à disposição de diversas comunidades da América do Sul toda a experiência logística e a malha aérea da LATAM para o transporte gratuito de pessoas e cargas em emergências de Saúde, Meio Ambiente e Desastres Naturais. Está diretamente conectado com a Agenda de Sustentabiidade do grupo LATAM, que conta com metas em Gestão Ambiental, Mudança Climática, Economia Circular e Valor Compartilhado.

Categorias
Destaque Mundo Notícias do Jornal

Avião da FAB parte na segunda para resgatar brasileiros na Polônia

Dá Agência Brasil

O governo brasileiro enviará a Polônia, na próxima segunda-feira (7), um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para repatriar brasileiros que deixaram a Ucrânia nos últimos dias, fugindo às consequências da invasão militar russa.

A previsão inicial é que a aeronave multimissão KC-390 Millenniun parta da Base Aérea de Brasília segunda-feira a tarde, com destino a Varsóvia, onde os cidadãos brasileiros embarcarão de acordo com definições do Ministério das Relações Exteriores, que coordena a missão de resgate em conjunto com o Ministério da Defesa.

No voo de ida, serão transportados 11,5 toneladas de material de ajuda humanitária a ser doado pelo Brasil. A previsão é que o KC-390 retorne ao Brasil na próxima quinta-feira (10), pela manhã.

Além desta aeronave, um outro avião da FAB está preparado para, caso necessário, participar da missão de resgate. Os dois aviões são do mesmo modelo já empregado em outras missões humanitárias internacionais, como o transporte de donativos brasileiros para as vítimas da explosão em Beirute, em 2020, e o apoio emergencial ao Haiti após o terremoto ocorrido em

 

Categorias
Brasil Destaque Mundo Notícias Política

Brasil permitirá acesso de ucranianos a passaporte humanitário

Dá Agência Brasil

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse na última segunda-feira (28) que o Brasil vai fazer uma portaria para garantir o acesso de ucranianos ao passaporte humanitário brasileiro. O anúncio foi feito em entrevista à rádio Jovem Pan e retransmitida nas redes sociais do presidente. “Nós faremos todo o possível para receber o povo ucraniano”, destacou.

Segundo Bolsonaro, a portaria que vai regulamentar a entrada de ucranianos por meio do passaporte humanitário deverá ser publicada nos próximos dias. O presidente disse que o Brasil vai continuar com a postura neutra em relação ao conflito entre Rússia e Ucrânia que teve início na última semana.

Nos últimos dias, o presidente já havia falado sobre o assunto, quando destacou que o Brasil tem sido claro sobre sua posição “em defesa da soberania, da autodeterminação e da integridade territorial dos Estados”.

Sanções

O presidente afirmou que não há previsão de imposição de sanções do Brasil para a Rússia em decorrência do conflito. Conforme Bolsonaro, o Brasil possui uma “dependência enorme” dos fertilizantes da Rússia e, em caso de sanções, o agronegócio seria “seriamente afetado”. “Acredito que essas sanções dificilmente prosperam”, disse.

O presidente Jair Bolsonaro voltou a destacar o apoio do governo russo na preservação da soberania da Amazônia em discussões internacionais e disse que, sem os fertilizantes russos, o agronegócio brasileiro seria prejudicado, o que poderia gerar insegurança alimentar e inflação de alimentos.

Bolsonaro falou ainda sobre as críticas do representante da Ucrânia no Brasil e afirmou que o Brasil tem que ter o equilíbrio na relação entre os países.

Resgate de brasileiros

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) informou  que chegaram hoje a Varsóvia, capital da Polônia, oito servidores do Itamaraty para ajudar no processo de resgate dos brasileiros impedidos de retornar ao país por causa do conflito entre Rússia e Ucrânia. “Esta força-tarefa enviará destacamento a Lviv, na Ucrânia, onde será montado escritório de apoio aos brasileiros que estão tentando deixar o país”, diz a publicação, em redes sociais.

Categorias
Destaque Mundo Notícias do Jornal

Reino Unido pode receber mais de 200 mil refugiados ucranianos

Dá Agência Brasil

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, alertou hoje (1º), em Varsóvia, sobre a crescente crise humanitária decorrente da invasão russa da Ucrânia, dizendo que o número de refugiados pode chegar a milhões, e se ofereceu a receber 200 mil deles em seu país.

“Tornaremos mais fácil para os ucranianos que já vivem no Reino Unido trazerem seus parentes para o nosso país. Embora os números sejam difíceis de calcular, eles [refugiados] podem ser mais de 200 mil”, disse Johnson. Os critérios de reunião de familiares para os ucranianos estão sendo ampliados para permitir que as pessoas que vivem no Reino Unido tragam pais, irmãos, filhos e filhas adultos e avós, disse o porta-voz de Johnson.

Menos de uma semana depois que Moscou lançou uma invasão em grande escala da Ucrânia, os líderes ocidentais estão procurando maneiras de ajudar os milhares de ucranianos que deixaram sua terra natal.

Polônia

A Polônia estimou que cerca de 350 mil pessoas cruzaram sua fronteira da Ucrânia desde quinta-feira passada (24), enquanto a União Europeia enfatizou a necessidade de se preparar para milhões de refugiados que entram no bloco.

“Quando falei com o presidente (dos EUA) (Joe) Biden na noite passada, nos concentramos na emergência humanitária que está começando agora. A invasão de Putin já levou centenas de milhares de pessoas a fugir de suas casas, e devemos nos preparar para uma saída ainda maior, talvez na casa dos milhões”, acrescentou Johnson.

Ele também prometeu até 220 milhões de libras (294,7 milhões de dólares) em ajuda humanitária e de emergência para a Ucrânia, e disse que a Grã-Bretanha tem mil soldados de prontidão para ajudar na resposta humanitária nos países vizinhos, incluindo a Polônia.

Categorias
Brasil Destaque Diário do Rio Mundo Notícias Política

Encarregado de negócios da Ucrânia no Brasil Sr. Anatoliy Tkach concedeu entrevista coletiva a jornalistas

Por Arthur Almeida

Terminou há pouco a entrevista coletiva do encarregado de negócios da Ucrânia no Brasil, senhor Anatoliy Tikach, na qual o Jornal DR1 esteve presente.

O principal assunto da coletiva não poderia ser outro, ou seja, a expectativa do governo ucraniano quanto ao posicionamento do Brasil na Assembleia Geral das Nações Unidas e possíveis sanções que possam ser aplicadas ao governo de Vladimir Putin, tanto pelo governo brasileiro, quanto pelas outras nações integrantes da ONU e dos países que fazem parte da OTAN.

Tikach frisou que somente com apoio de outras nações a Ucrânia conseguirá resistir à invasão russa, seja apoio financeiro, militar ou embargos e sanções mais pesadas à Rússia, que obrigue o presidente Vladimir Putin a recuar seus exércitos.

Entretanto, antes dos questionamentos dos jornalistas quanto ao que o governo ucraniano espera do Brasil e do posicionamento do nosso governo, Anatoliy Tikach foi taxativo em relação aos verdadeiros objetivos da Rússia nas ações que culminaram com a invasão do território Ucrâniano. O encarregado frisou que a intenção do Kremlin é acabar com o Estado ucraniano e por isso tentam tomar a capital Kiev.

Além disso, Tikach citou os problemas que a movimentação dos militares russos, principalmente dos blindados, estão causando nos arredores da Usina de Chernobyl. A poeira levantada pelo excessivo número de tanques na localidade tem aumentado o nível de radiação e acendeu o alerta de perigo não só na Ucrânia, mas em boa parte do continente europeu.

O encarregado ainda informou que além do conflito bélico, da destruição de moradias civis e alvos militares dos russos, a guerra cibernética continua massacrando os dados digitais de toda a Ucrânia. Entre os feridos no conflito há grande quantidade de crianças. A Ucrânia necessita de ajuda para que as violações de direitos humanos por parte da Rússia sejam cessadas em seu território e contra o povo ucraniano.