Categorias
Brasil Destaque Notícias Rio

Palco do Teatro Firjan Sesi Centro recebeu o show “As Vozes- Meninas do Rio”

O palco do Teatro Firjan Sesi Centro recebeu o grande show “As Vozes- Meninas do Rio” nesta quinta-feira (26). O espetáculo reuniu as cariocas Alba Lírio, Clarisse Grova, Dilma Oliveira, Fhernanda Fernandes e Ninah Jo, talentosas cantoras que abrilhantaram no programa The Voice +.

Com direção musical de Pedro Braga e direção geral de Paulo César Feital, as “meninas” intercalaram interpretações dos hits apresentados no “The Voice +” com composições autorais, e outras canções de seu repertório.

“É uma emoção enorme e uma surpresa ao ver tantas pessoas envolvidas, interessadas na nossa música. Nós temos mais de 60 anos e estamos aí para aproveitar, tem muita gente que quer escutar a gente. Estou muito feliz!”, disse a cantora Clarisse Grova.

“Quero dizer que estou muito feliz, super no palco com essas mulheres incríveis foi sensacional. A escolha do repertório foi aleatório, mas combinou. Estou me sentindo muito bem. Estamos dando o nosso sangue pela arte para levar música e esperança para o Brasil”, afirmou a cantora Dilma Oliveira.

Segundo a cantora Alba Lírio, as músicas do repertório foram selecionadas minuciosamente.

“É uma felicidade enorme, tem uma energia grandiosa. Me sinto muito feliz e muito bem. O meu repertório contou com a música ‘Carcará’, que coincidiu de ser do João do Vale, um compositor que amo. Carcará é muito forte e muito atual. ‘Canto triste’ também é de um compositor que amo, e o ‘Nome da Cidade’ é de Caetano Veloso. Me sinto muito honrada por ter entregado esse material tão bonito”, disse.

A cantora Ninah Jo declarou sobre as audições do “The Voice +”.

“O The Voice proporcionou esse encontro, de amigos que não se encontravam há muito tempo, assim como, de pessoas que nunca se conheceram. E quando reúnem talentos, acontece esse belíssimo show”, contou.

É uma realização imensa quando fazemos uma produção de show, onde pensamos e sonhamos, e no final conseguimos realizar. São realmente grandes cantoras, grandes músicos, e com fé em Deus levaremos para outros palcos. Estou realmente realizada”, afirmou a cantora Fhernanda Fernandes.

A casa cheia reuniu amigos, familiares e fãs das cantoras. Em cada música, o público aplaudia e aclamava de pé, além de formar um coral emocionante juntamente com as ‘meninas do Rio’.

O evento contou com o apoio do Jornal DR1. Estiveram presentes no evento: a CEO do Jornal, Ana Cristina Campelo; o diretor de redação Carlos Augusto Aguiar, os colunistas Vitor Chimmento e David Antunes.

“O Jornal e o meu coração, estão extremamente felizes. O Jornal está reiniciando com os projetos musicais, e começamos com o pé direto porque essas cinco meninas que cantaram cantaram e nos encantaram. Certamente, elas deixaram os nossos corações em festa, a nossa alma alegre e a certeza de que esse é o caminho que temos que trilhar”, afirmou.

As cariocas do “The Voice +” são profissionais da música e têm biografias muito interessantes. Algumas extrapolaram fronteiras, além de gravarem álbuns e conseguirem notoriedade. Enquanto outras, em paralelo à carreira solo, seguiram como vocalistas de intérpretes famosos. São artistas que cantam, tocam instrumentos e compõem – aliás, algumas dessas composições chegaram à mídia por intermédio de ídolos nacionais, e canções interpretadas por elas também figuraram em trilhas sonoras de novelas líderes de audiência.

Categorias
Destaque Notícias Rio

Caso Henry Borel: peritos serão ouvidos na próxima quarta-feira (1º/6)

Serão ouvidos na próxima quarta-feira (1º/06) o perito legista Leonardo Huber Tauil, que assinou o laudo de necropsia de Henry Borel, e o assistente técnico Sami El Jundi, contratado pelos advogados do ex-vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho. A Audiência de Instrução e Julgamento está marcada para às 9h30. Jairinho e Monique Medeiros são acusados pela morte de Henry, filho de Monique, de quatro anos, em março 2021. O processo corre no II Tribunal do Júri da Capital.

No dia 13 de junho, será feito o reinterrogatório de Jairinho. Monique foi dispensada a pedido de sua defesa.

Os profissionais da imprensa que irão acompanhar a sessão deverão enviar para a Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) o nome completo, RG e o respectivo veículo. As informações para o credenciamento terão de ser encaminhadas para o e-mail credenciamento.ascom@tjrj.jus.br até as 18h desta sexta-feira (27/05). O acesso será permitido somente aos profissionais credenciados e limitado à capacidade do plenário.

Categorias
Brasil Destaque Notícias Saúde

Inverno agrava a asma – Saiba como controlar as crises

A asma é uma das doenças crônicas mais prevalentes no mundo e acomete 20 milhões de brasileiros. Apesar do avanço no conhecimento da doença e formas de tratamento, o bom manejo dessa enfermidade ainda envolve obstáculos.

Apesar de não ter cura, a doença pode ser controlada, mas o paciente precisa compreender que um desfecho satisfatório depende de engajamento e tratamento medicamentoso contínuo, não apenas naqueles momentos em que os sintomas se intensificam ou durante as crises que exigem atendimento médico hospitalar de emergência.

O ar chega aos pulmões por meio dos brônquios, estruturas do sistema respiratório. Em pacientes com asma, uma inflamação crônica acomete esses dutos de ar, reduzindo o seu calibre e limitando o fluxo do oxigênio. Por essa razão, pacientes com asma sofrem com a falta de ar, perdem o fôlego, têm sensação de aperto no peito, apresentam sibilos e tosse. Existem inúmeros gatilhos que resultam em crises de asma, e o frio do inverno é um deles, bem como fatores emocionais e externos, alergias a ácaros, pólen das flores, produtos químicos, entre outros desencadeantes.

Não é à toa que essa doença é comparada a um iceberg, sendo os sintomas e as crises a parte visível da geleira. “Abaixo da água, o que não vemos, é a inflamação dos brônquios provocada pela doença, que sem o devido controle, resulta em consequências a longo prazo, como a perda progressiva da capacidade respiratória. Precisamos manter a inflamação controlada. As crises são apenas a ponta do iceberg”, explica o pneumologista Bernardo Maranhão.

Mas, qual a melhor maneira de manter a asma sob controle? Além da adoção de hábitos de vida mais saudáveis, é necessário cuidar da enfermidade ao longo da vida, sem interrupções². Para aprofundar o entendimento sobre a importância do tratamento contínuo, o estudo New Versus Old: The Impact of Changing Patterns of Inhaled Corticosteroid Prescribing and Dosing Regimens in Asthma Management, publicado recentemente, analisou os benefícios de diferentes corticosteróides inalatórios (CI), medicamentos que são usados para controlar a inflamação brônquica e os sintomas da doença, bem como prevenir as crises.

Segundo o estudo, o tratamento que prioriza a dosagem contínua, diária e proativa de medicamentos (PRD – Proatividade e Regularidade das Doses), com Propionato de Fluticasona em associação ao Salmeterol em pacientes com asma moderada, proporciona maior proteção contra os espamos brônquicos e menos risco de efeitos colaterais, quando comparado à terapia à base de dosagens flexíveis com Budesonida associada ao Formoterol.

Quando ocorre maior adesão ao tratamento pelo paciente com asma moderada, a abordagem PRD com PF/SAL mostra-se ainda mais eficaz do que a estratégia usada como terapia de manutenção e alívio, com medicamentos que associam Budesonida e Formoterol.

A dosagem diária regular e clinicamente apropriada com regimes à base de Fluticasona/Salmeterol também mostrou menor risco de efeitos no organismo como um todo, pois é no pulmão que o corticoisteroide precisa agir.

Há poucos estudos que comparam a eficácia dos regimes de tratamento disponíveis para asma moderada e moderada a grave. Segundo o Dr. Maranhão, “esses dados ajudam a aprimorar a conduta do médico no manejo e controle da asma, trazendo benefícios para a saúde respiratória do paciente, o que reflete em melhoria da qualidade de vida”.

“São informações científicas que fortalecem a importância do tratamento de manutenção, ou seja, diariamente em doses definidas pelo médico para o controle da asma, e reiteram algo que nem todo paciente asmático compreende: a inexistência de crises não significa que a doença esteja sob controle”, conclui o pneumologista.

Metodologia

O estudo que avaliou a broncoproteção das vias aéreas ( o que sinaliza inflamação reduzida das vias aéreas, indicando a eficácia do tratamento) e segurança (risco reduzido de efeitos colaterais de corticosteroides) foi realizado projetando, validando e aplicando uma técnica de modelamento, considerando características farmacológicas dos CI enfocados. Avaliou a broncoproteção das vias aéreas e a atividade sistêmica em diferentes cenários clínicos de adesão a este regime, com dados coletados de ensaios clínicos concluídos de vários regimes de dosagem baseados em CI. Investigou uma ampla gama de doses de PF /SAL (Propionato de Fluticasona em combinação com Salmeterol) em doses fixas e BUD/FOR (Budesonida combinada com Formoterol) em estratégia doses flexíveis. Os achados foram então, usados se para se definir os perfis de risco-benefício do CI.

Este estudo avaliou os resultados de broncoproteção (eficácia nas vias aéreas) e a possível e indesejável ação fora dos pulmões (segurança) simulando cenários clínicos do mundo real. Taxas de adesão variadas (100%, 85%) foram consideradas nos tratamentos estudados. Os corticosteroide inalatórios (Fluticasona em doses regulares proativas e Budesonida flexivelmente) foram avaliados a partir de ensaios clínicos publicados anteriormente.

O método de modelamento utilizado pelos autores é reconhecidamente um meio para se gerar conclusões com grande robustez e aceito internacionalmente para trabalhos científicos.

Categorias
Brasil Destaque Notícias Saúde

Onda de frio impacta na queda das doações de sangue

A onda de frio que chegou ao país está impactando fortemente na queda das doações de sangue. No GSH Banco de Sangue Serum a situação é preocupante, pois os estoques sanguíneos já vinham enfrentando queda antes mesmo da chegada do frio.

Atualmente, a instituição vem recebendo apenas cerca de 50 doadores por dia, em cada uma das suas unidades – Centro e Barra – quando o ideal deveria ser de 100.

De acordo com Rodrigo Moreira, líder regional de captação do Banco de Sangue, essa baixa tende a se evidenciar nos próximos dias, caso não haja uma mobilização de doadores. O estado é crítico e pode comprometer o abastecimento aos hospitais que atendem pacientes internados em diversos tratamentos e que necessitam de transfusões de sangue.

“Há algumas semanas estamos enfrentando essa situação de queda nas doações e que agora, com as temperaturas mais frias, a tendência é se acentuar. É gostoso curtir um friozinho em casa, mas também é preciso que a população se lembre que os pacientes que precisam de transfusões não podem esperar”, alerta Rodrigo Moreira.

De acordo com a líder regional de captação, todos os tipos sanguíneos são necessários e bem-vindos. Porém, o O negativo é o que está mais em falta, O sangue ‘O negativo’ é considerado universal e pode ser transfundido em qualquer pessoa, pois, em casos de extrema urgência, quando não há tempo para exames que comprovem qual o tipo de sangue do paciente, ele é utilizado pelos hospitais. Além disso, o Banco de Sangue tem o protocolo de transfundir bolsas de sangue O negativo em recém-nascidos de até 4 meses quando necessitam de transfusão.

E para que os doadores tenham mais opções de horários, as duas unidades do GSH Banco de Sangue Serum, no Centro e na Barra, abrem diariamente, inclusive aos finais de semana e feriados, para receber os doadores que se disponibilizarem a entrar nessa corrente do bem e empatia pelo próximo, das 7h às 18h, em dois endereços: na Av. Marechal Floriano, 99, no Centro, e no Casa Shopping – Barra.

Requisitos básicos para doação de sangue:

• Apresentar um documento oficial com foto (RG, CNH, etc.) em bom estado de conservação;
• Ter idade entre 16 e 69 anos desde que a primeira doação seja realizada até os 60 anos (menores de idade precisam de autorização e presença dos pais no momento da doação);
• Não é permitido realizar doação acompanhado de menores de 12 anos (exceto se o menor estiver acompanhado de dois adultos, sendo necessário o revezamento dos mesmos enquanto acontece a doação);
• Estar em boas condições de saúde, se sentindo bem, sem qualquer sintoma;
• Pesar no mínimo 50 kg e ter dormido ao menos 6h na última noite;
• Não ter feito uso de bebida alcoólica nas últimas 12 horas;
• Após o almoço ou ingestão de alimentos gordurosos, aguardar 3 horas. Não é necessário estar em jejum desde que evite alimentos gordurosos;
• Se fez tatuagem e/ou piercing, aguardar 12 meses. Exceto para região genital e língua (12 meses após a retirada);
• Em caso de diabetes, deverá estar controlada e não fazer uso de insulina;
• Se passou por endoscopia ou procedimento endoscópico, aguardar 6 meses;
• Não ter tido Doença de Chagas;
• Não ter tido Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST);
• Candidatos que apresentaram sintomas de gripe e/ou resfriado devem aguardar 10 dias após cessarem os sintomas e o uso das medicações;
• Aguardar 48h para doar caso tenha tomado a vacina da gripe, desde que não esteja com nenhum sintoma;
• Candidatos que viajaram para o exterior devem entrar em contato com o Banco de Sangue para entender o período que não pode doar (varia de país a país).

Consulte nossa equipe em casos de hipertensão, uso de medicamentos e cirurgias.
Critérios específicos para o Coronavírus:

  • Pessoas com diagnostico ou suspeita de Covid, deverão aguardar 10 dias após completa recuperação e sem o uso de medicamentos;
  • Pessoas com teste positivo para Covid sem sintomas deverão aguardar por 10 dias após a data da coleta do exame;
  • Se teve contato com paciente positivo ou com suspeita de COVID-19 e/ou realizou isolamento voluntário ou por orientação médica aguardar 10 dias após o último contato/término do isolamento;
  • Aguardar 48h caso tenha tomado a vacina Coronavac/Sinovac e 7 dias caso tenha tomado a Astrazeneca, Pfizer ou Janssen.
Serviço

GSH Banco de Sangue Serum
Novo endereço: Av. Marechal Floriano, 99
Telefones: (21) 3233-5950 | WhatsApp: (21) 99829-7417
Atendimento: Diariamente, das 7h às 18h; incluindo sábados, domingos e feriados
Estacionamento: Poeta Luiz Gama – Av. Passos, 120
Como chegar: Acesso Metrô – Estação Presidente Vargas e Uruguaiana
Acesso VLT: Camerino/Rosas Negras (linha 3)

GSH Banco de Sangue Serum Barra
Endereço: Casa Shopping – bloco P – lado Península – Av. Ayrton Senna, 2.150 – Barra da Tijuca
Telefones: (21) 3030-6761 / 6762 | WhatsApp: (21) 99695-7470
Atendimento: Diariamente, das 7h às 18h; incluindo finais de semana e feriados
Estacionamento: gratuito, conveniado no local, durante a doação – Usuários de tags de acesso rápido, devem retirar o ticket na cancela do estacionamento para isenção.

Categorias
Destaque Notícias Notícias do Jornal Rio

Onze cidades do interior do RJ receberão unidades móveis da Casa do Trabalhador

Onze municípios afastados da capital do Rio de Janeiro poderão receber a unidade móvel do programa Casa do Trabalhador/Sine. A solicitação do deputado estadual Anderson Alexandre (SDD) tem como objetivo ampliar os serviços sociais e as ofertas de emprego para moradores de Aperibé, Bom Jardim, Casimiro de Abreu, Conceição de Macabu, Itaboraí, Itaocara, Miracema, Pádua, Trajano de Moraes, Santa Maria Madalena e Silva Jardim.

A unidade móvel da Casa do Trabalhador/Sine disponibiliza intermediação de mão-de-obra, orientação sobre carteira de trabalho digital e seguro desemprego, cadastro no aplicativo Mais Trabalho RJ, apoio na elaboração do currículo, entre outros serviços.

A solicitação foi formalizada pelo deputado estadual Anderson Alexandre ao governador Cláudio Castro e ao secretário estadual de Trabalho e Renda, Patrick Welber, através de indicações legislativas.

“Os municípios do interior também enfrentam índices alarmantes de desemprego. Toda ajuda para ampliar as oportunidades de trabalho se faz necessária e urgente. Através da unidade móvel da Casa do Trabalhador, o Estado fica mais presente, levando aos trabalhadores dessas cidades chances de emprego e qualificação, sem que as pessoas gastem dinheiro para se deslocarem até a capital e outros grandes centros”, justifica o deputado estadual Anderson Alexandre.

Categorias
Destaque Notícias Rio Saúde

Casos de dengue no estado do Rio de Janeiro crescem 177% em 2022

Os casos de dengue no estado do Rio de Janeiro cresceram 177,6% nos primeiros cinco meses do ano,  na comparação com o mesmo período do ano passado. Em relação a 2020, o aumento foi de 20,5%. Os dados são do terceiro boletim epidemiológico da dengue de 2022, da Secretaria de Estado e Saúde (SES).

Foram registrados 4.178 casos da doença neste ano. Destes, 1.672 ocorreram na cidade do Rio de Janeiro. A capital fluminense concentra o maior número de notificações de dengue, mas as regiões norte e noroeste do estado apresentam a maior taxa de transmissão.

Em vídeo divulgado pela SES, o secretário de Saúde, Alexandre Chieppe, atribuiu o aumento da ocorrência de dengue à circulação da dengue tipo 2, mesmo vírus que circulou no Rio de Janeiro em 2007 e 2008 e que, segundo o secretário, “causou uma das piores epidemias de dengue da história do estado”.

A dengue tipo 2 (sorotipo DENV-2) é predominante no estado, sendo registrada em 31 dos 92 municípios, o que equivale a 33,7% do seu território.

“Uma parte importante da população ainda não teve contato com esse sorotipo e, portanto, pode se contaminar. Existem quatro tipos de dengue, e as pessoas podem pegar os quatro”, alertou o secretário.

A secretaria reforçou a importância da população tomar cuidados para evitar a proliferação do Aedes aegypti, mosquito que transmite dengue, zika e chikungunya.

Entre as ações recomendadas estão: não deixar água parada; limpar e esvaziar os pratos de vasos de plantas; manter caixas d’água, cisternas e outros recipientes de armazenamento de água bem fechados e evitar deixar garrafas e pneus em locais que possam acumular água.

 

 

Agência Brasil

Categorias
Brasil Destaque Notícias Rio

Centro da Música Carioca Artur da Távola apresenta ‘Burning Love Band – An Elvis Tribute’

O projeto de show da “The Burning Love Band – An Elvis Tribute” para o “Centro da Música Carioca Arthur da Távola” tem como fin alidade apresentar para o público todos os clássicos da carreira de Elvis Presley, tendo como base, a abertura e encerramento de shows como o “Aloha From Hawaii – 1973”, “Comeback Special 1968”, “That´s The Way It Is -1970” e etc.

Ao longo do show, durante a apresentação de algumas canções, lenços/echarpes personalizadas são distribuídos à plateia, em uma referência e homenagem aos concertos inesquecíveis de Elvis nos anos 70.

A proposta é de resgatar a memória de Elvis Presley – mostrando aos mais jovens e para quem não o conheça a fundo – que Elvis foi de suma importância para a música mundial, influenciando os maiores artistas que todos os tempos, e conquistando milhões de fãs em todo o planeta há várias gerações.

O show acontecerá no dia 2 de julho às 17h. Os ingressos estão disponíveis no site: https://www.sympla.com.br/burning-love-band—an-elvis-tribute__1586971

Categorias
Brasil Destaque Notícias

Campanha incentiva adoção de crianças e adolescentes com deficiência

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) lançou a campanha Escolher Adotar é Escolher Amar, em alusão ao Dia Nacional da Adoção, comemorado na última quarta-feira (25), com o objetivo de encorajar famílias a adotarem crianças e adolescentes com enfermidade ou deficiência.

Até a próxima sexta-feira (27), durante a Semana de Mobilização para Adoção, as redes sociais do MMFDH mostrarão o passo a passo para a adoção no Brasil, as políticas envolvidas, informações sobre adoção tardia e inter-racial e depoimentos de famílias que conseguiram adotar. Clique e acesse a página do ministério no Instagram, no Facebook e no Twitter.

Em nota, a ministra Cristiane Britto afirmou que a sociedade e o Estado devem adotar medidas que viabilizem o direito das crianças e adolescentes de terem uma família. Para Cristiane, adotar é um ato de entrega e de generosidade, por meio do qual se oferece proteção, carinho e a possibilidade de a criança ou o adolescente vivenciar o ambiente acolhedor de uma família.

De acordo com o ministério, em 2020 havia 5.040 crianças e adolescentes prontos para a adoção no país. Atualmente, quase 34 mil crianças e jovens estão abrigados em casas de acolhimento e instituições públicas no Brasil.

O secretário Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Maurício Cunha, destacou que é direito da criança e do adolescente ser criado e educado no seio de sua família.

“Quando isso não é possível, excepcionalmente, [a criança] poderá ser colocada em família substituta, de modo a assegurar a convivência familiar e comunitária, em ambiente que garanta seu desenvolvimento integral. Após a avaliação do melhor interesse da criança ou adolescente, poderão ser ofertados os serviços de famílias acolhedoras, acolhimento institucional ou adoção”, explicou Cunha.

Podem adotar pessoas solteiras, viúvas ou que vivem em união estável. O Plano Nacional de Convivência Familiar e Comunitária reúne, além dos marcos legais e conceituais, as diretrizes, objetivos e resultados que o Estado, a comunidade, a família e a sociedade em geral devem se apoiar para garantir a concretização do direito à convivência familiar e comunitária.

Uma nova ferramenta que facilita o processo de adoção foi na última terça-feira (24) pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Consiste na busca ativa nacional, para promover o encontro entre pretendentes habilitados e as crianças aptas à adoção que tiverem esgotadas as possibilidades de buscas nacionais e internacionais de famílias compatíveis com seu perfil no Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento (SNA).

A primeira fase da busca ativa vai permitir que as unidades judiciárias indiquem as crianças e adolescentes disponíveis, com a possibilidade de inclusão de fotos e vídeos. O presidente do CNJ, ministro Luiz Fux, destacou que a disponibilização será sempre precedida de autorização judicial e de manifestação de interesse do adolescente ou da criança, quando forem capazes de autorizar a utilização de dados e imagem.

Segundo Fux, o objetivo é impulsionar a adoção, utilizando a tecnologia para facilitar o encontro entre crianças e adolescentes que esperam por pais, mães e uma vida em família; e as pessoas que esperam pelos filhos e pelas filhas “que lhes chegarão pela infinita e inexplicável força do amor”.

Em uma fase seguinte, a ferramenta vai disponibilizar o ambiente virtual para que os mais de 33 mil pretendentes habilitados no SNA possam consultar as crianças e adolescentes previamente disponibilizados para busca ativa.

Para o presidente do Fórum Nacional da Infância e da Juventude (Foninj), conselheiro Richard Pae Kim, a ferramenta de busca ativa se une aos esforços já lançados por alguns tribunais para garantir o direito à convivência familiar e comunitária de todas as crianças e adolescentes que aguardam a adoção no Brasil.

Pae Kim destacou que a ferramenta deve preservar a identidade e imagem das crianças e adolescentes, e apresentar apenas o prenome, idade e estado do acolhido. “Além disso, todo o material visual, como fotos e vídeos, terá uma marca d’água com as informações do nome e CPF das pessoas que realizam a consulta, o que evita a divulgação indevida de dados”.

O presidente do Foninj informou ainda que caberá à equipe técnica do serviço de acolhimento, em articulação com a rede protetiva e a equipe técnica judiciária, realizar o trabalho psicossocial de preparação da criança ou do adolescente para incluí-los no sistema de busca ativa.

Em 27 partidas da 7ª rodada do Campeonato Brasileiro, entre os dias 21 e 30 de maio, serão exibidas faixas da campanha do CNJ Adotar é amor. A campanha existe desde 2017 e, neste ano, conta com o apoio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Também nesta semana, o CNJ realiza a primeira inspeção no SNA, com o objetivo de verificar os dados que são registrados pelos tribunais no Sistema. O objetivo é incentivar a periodicidade da inserção das informações das crianças em acolhimento, adoção ou reintegração.

Criado em 2019, o SNA já registrou mais de 11 mil adoções pelo cadastro. Em 2021, foi alcançado o recorde de mais de 3,7 mil adoções concluídas. Também houve recorde em reintegrações, tendo mais de 11 mil acolhidos retornado à convivência com seus pais biológicos.

Ainda assim, mais de 4 mil acolhidos aguardam para ser adotados. Desses, cerca de 2,2 mil não conseguem encontrar pretendentes interessados porque possuem problemas de saúde (21,4%); apresentam algum tipo de deficiência (24,2%); e têm acima de 10 anos de idade (85%).

 

 

Agência Brasil

Categorias
Brasil Destaque Economia Notícias

Faturamento da indústria de máquinas tem queda de 11,6% em abril

O faturamento da indústria de máquinas e equipamentos caiu 11,6% em abril na comparação com o mesmo mês do ano passado, aponta balanço da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). O total da receita mensal ficou em R$ 23,3 bilhões. No ano, de janeiro a abril, o setor acumula queda de 6,1% na receita líquida total em relação aos primeiros quatro meses de 2021. 

Segundo a entidade, a queda registrada no último mês anula parte do crescimento de 18,2% observado em março. “Apesar da queda do período, a expectativa de recuperação do faturamento em 2022 está mantida, dado o bom desempenho dos negócios”, informou a associação. Nos últimos 12 meses, o saldo no faturamento é positivo, com variação de 8,1%.

O primeiro quadrimestre de 2022 indica uma desaceleração do ritmo da atividade industrial, verificada no fim do ano passado. Na avaliação da Abimaq, isso se deve, sobretudo, aos setores ligados ao consumo das famílias, que seguem impactando negativamente os investimentos produtivos de determinados segmentos.

De janeiro a abril, na comparação anual, a queda mais intensa foi observada na venda de máquinas para bens de consumo, -34,1%. Os setores agrícolas, por outro lado, mantiveram o desempenho, com variação positiva de cerca de 8%.

As exportações, por sua vez, que tiveram “forte recuperação” iniciada no segundo trimestre de 2021 e seguem na mesma tendência neste ano. Em abril de 2022, o setor exportou US$ 899 milhões em máquinas e equipamentos. O volume está 11% abaixo do observado no mês passado, mas é 18,1% mais alto que o patamar de abril de 2021, quando foram vendidos US$ 761 milhões. Na comparação anual, as vendas para o mercado externo acumulam alta de 31,2%.

No primeiro quadrimestre, houve crescimento das exportações para a maioria dos países, com destaque para América Latina (32%), Estados Unidos (30%), e países da Europa (27,8%). Na comparação mensal, observou-se uma queda expressiva (96%) nas vendas para a Rússia, país que está em guerra com a Ucrânia. O volume negociado passou de US$ 13 milhões, em março, para US$ 538 mil, em abril.

 

 

Agência Brasil

Categorias
Brasil Destaque Notícias Rio

SATED-RJ 2022 realizará Eleição Sindical

Nos dia 29, 30 e 31 das 9h às 21h, acontecerá a eleição do sindicato dos artistas e técnicos em espetáculos de diversões do estado do Rio de Janeiro.

Chapa 1 – União e determinação.
Presidente: Hugo Gross
Você que é sindicalizado e está em dia, vote e apoie o Presidente Hugo Gross e seus diretores.

O Diretor Paulo Martinelli conta com o apoio de todos!!
Locais de votação:
• Sede: Rua Alcindo Guanabara 17/18 andar
• Santa Paciência Casa Criativa – Campos de Goitacazes
• Faetec – Nova Iguaçu
• Teatro Municipal de Cabo Frio
• Retiro dos artistas

Foto: Arquivo Pessoal