Categorias
alimentação Destaque Notícias Rio

Shopping recebe feira com produtos agroecológicos

Evento ganha mais um dia no fim de semana e oferece oportunidade de compra de alimentos sem agrotóxico diretamente de produtores rurais

No próximo fim de semana, 6 e 7 de novembro, o Caxias Shopping realiza mais uma edição da Feira Caxias Shopping, evento indoor

Foto: Divulgação

que acontece há 10 anos no empreendimento e reúne pequenos produtores da área rural do município e agricultores familiares que trabalham com cultivo de alimentos sem agrotóxicos e agroecológicos.

A feira, que sempre aconteceu aos domingos, ganhará mais dias no calendário. A partir dessa edição, o evento acontecerá também aos sábados, todo 1º e 3º fim de semana de cada mês, oferecendo mais oportunidades para o público comprar produtos de qualidade. Desde setembro, outra novidade é a participação de expositores da APAT – Associação dos Produtores Agropecuários da Taquara – Duque de Caxias, formada por 26 visitantes que apresentam produtos como legumes e hortaliças, variedade de frutas, cacau, polpa de cupuaçu, kombucha e derivados, ovos e tilápia.

Além de hortaliças, frutas e plantas alimentícias não convencionais, A Feira Caxias Shopping faz parte do projeto “Caxias Shopping Sustentável”, que tem como principal objetivo melhorar a qualidade de

Foto: Divulgação

vida da comunidade e do ambiente onde estamos inseridos. Além de movimentar a economia criativa e incentivar os produtores locais, o evento é uma oportunidade para quem busca uma alimentação mais saudável e deseja adquirir produtos cultivados sem aditivos químicos. Outro ponto alto da feira é a possibilidade de o cliente tratar diretamente com o produtor, podendo conhecer sua história e saber detalhes sobre o cultivo dos alimentos que chegarão à sua mesa.

A Feira Caxias Shopping é uma parceria com a Prefeitura de Duque de Caxias, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos. A visitação é gratuita e o evento acontece, das 12h às 18h, no corredor da Renner.

Foto: Divulgação

Feira Caxias Shopping 

Data: 6 e 7 de novembro (sábado e domingo)

Horário: das 12h às 18h

Endereço: Rod. Washington Luiz, 2895 – Duque de Caxias

Central de Atendimento ao Cliente: (21) 2018-2324

ENTRADA GRATUITA

Categorias
Destaque Notícias Rio

Shopping promove feira com produtos agroecológicos

No evento, que acontece neste domingo, público poderá comprar alimentos produzidos sem agrotóxico diretamente dos agricultores rurais.

Neste domingo, 17 de outubro, o Caxias Shopping realiza mais uma edição da Feira Caxias Shopping, evento indoor que acontece há 10 anos no empreendimento e reúne pequenos produtores da área rural do município e agricultores familiares que trabalham com cultivo de alimentos sem agrotóxicos e agroecológicos.

Foto : Divulgação

A feira, que acontece sempre no 1º e 3º domingos de cada mês, traz como novidade a participação de expositores da APAT – Associação dos Produtores Agropecuários da Taquara – Duque de Caxias, formada por 26 sitiantes que vão apresentar produtos como cacau, polpa de cupuaçu, variedade de frutas, legumes e hortaliças, kombucha e derivados, ovos e tilápia.

Além de hortaliças, frutas e plantas alimentícias não convencionais, conhecidas como PANCs – como caruru, capiçoba, taioba, jurubeba, azedinha e ora-pro-nobis -, a feira também dispõe de chás, temperos e deliciosos produtos artesanais, como pães, bolos, sucos, licores, geleias, compotas, antepastos, chutney, chocolates orgânicos e outros doces.

Foto : Divulgação

A Feira Caxias Shopping faz parte do projeto “Caxias Shopping Sustentável”, que tem como principal objetivo melhorar a qualidade de vida da comunidade e do ambiente onde estamos inseridos. Além de movimentar a economia criativa e incentivar os produtores locais, o evento é uma oportunidade para quem busca uma alimentação mais saudável e deseja adquirir produtos cultivados sem aditivos químicos. Outro ponto alto da feira é a possibilidade de o cliente tratar diretamente com o produtor, podendo conhecer sua história e saber detalhes sobre o cultivo dos alimentos que chegarão à sua mesa.

A Feira Caxias Shopping é uma parceria com a Prefeitura de Duque de Caxias, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos. A visitação é gratuita e o evento aco

Foto : Divulgação

ntece no corredor da Renner, das 12h às 18h.

Feira Caxias Shopping 

Data: 17 de outubro (domingo)

Horário: das 12h às 18h

Endereço: Rod. Washington Luiz, 2895 – Duque de Caxias

Central de Atendimento ao Cliente: (21) 2018-2324

ENTRADA GRATUITA

Categorias
Destaque Notícias

Pandemia acelera processos de certificação e coloca Brasil à frente no fornecimento de alimentos seguros para o mundo

Para atender as exigências do consumidor não basta produzir um alimento de qualidade. É preciso ir além e comprovar que todos os processos da cadeia foram executados de maneira correta e sustentável. E, se anteriormente, as certificações que comprovavam a procedência e denominação de origem traziam valor agregado ao produtor rural, com a pandemia o processo foi acelerado. A nova tendência foi um dos assuntos que vieram à tona durante o sexto episódio do projeto “Caminhos do Agro SP”, realizado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo em conjunto com a TV Cultura, InvestSP, Fundag e a iniciativa privada.

Para o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Gustavo Junqueira, o desafio para o setor público, em conjunto com a iniciativa privada, está em organizar o caminho do campo até a mesa para garantir que todos os produtos cheguem conforme as normas definidas pelos órgãos reguladores e pelos mais exigentes mercados internacionais.

“A confiança do consumidor com relação à segurança dos alimentos é devida ao trabalho bem feito por cada um dos elos da cadeia produtiva. Na pandemia, o agro brasileiro mostrou o quanto é confiável e que não tem tempo ruim: faça chuva ou faça sol, trabalhamos para sermos provedores de segurança alimentar para o mundo. E, isso só é possível porque seguimos rigorosamente os protocolos sanitários; uma agricultura muito organizada!”, enfatizou Junqueira.

O processo de certificação dos alimentos é um caminho sem volta e desmistificar a complexidade é uma das frentes em que atua o gerente de Certificações e Projetos do Serviço Brasileiro de Certificações (SBC), Matheus Modolo Witzler. Segundo ele, a certificadora exerce o papel do elo de confiança entre o produtor e o consumidor, além de levar segurança à ponta da cadeia, auxilia para melhorar os processos da “porteira para dentro”, criando padrões produtivos.

“Se há algum tempo as certificações eram um plus oferecido pelo produtor, com a pandemia isso acelerou. Agora não tem mais volta e passou a ser um padrão mínimo para atender mercados mais exigentes. Um exemplo é a União Europeia, pois além de atender todos protocolos que nos demandam a legislação brasileira, é necessário cumprir as normas de padrões internacionais. Os produtores vão ter que mostrar mais porque o mercado quer segurança”, ressaltou.

Para que a segurança dos alimentos seja garantida é preciso unir os esforços de empresas, produtores, institutos de pesquisa e laboratórios. Exemplo disso é a iniciativa do “Aplique Bem”, que é resultado de uma parceria da Secretaria de Agricultura e Abastecimento e a empresa UPL. O programa já capacitou 72 mil trabalhadores rurais por meio de treinamentos, garantindo a aplicação segura e eficaz de defensivos agrícolas nas propriedades.

O pesquisador do Centro de Engenharia e Automação do Instituto Agronômico da Secretaria, Hamilton Humberto Ramos, acredita que é preciso transformar os conceitos científicos em linguagem de fácil entendimento. E, levar a tecnologia a campo, capacitação aos agricultores, utilizando-se de equipamentos e recursos da sua própria cultura de cultivo nos treinamentos, facilita a adoção de boas práticas e disseminação do conhecimento.

“A certificação virá cada vez mais forte por exigência do consumidor. E o agricultor é um empresário que trabalha pelo lucro. É ilógico quando ouvimos falar que o agricultor ‘envenena’, pois é prejuízo. Desperdiçar produto e má aplicação onera o seu custo de produção. Se ele souber que pode produzir melhor e mais barato, por que não faria?”, questionou.

“Levar o conhecimento aos produtores e apoiar para que ele se beneficie das tecnologias de maneira correta é, de maneira intrínseca, também levar segurança ao consumidor, que está cada vez mais inteirado de como o alimento é produzido e todo processo envolvido para chegar à mesa. Uma agricultura holística e projetos como o ‘Aplique Bem’ são peças fundamentais nos processos de certificações”, completou João Mancine, Head Marketing Cultivos Especialidades da UPL Brasil.

“Caminhos do Agro SP” 

O projeto “Caminhos do Agro SP” é resultado de uma parceria entre InvestSP, Fundag, TV Cultura, Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e a iniciativa privada. Os episódios podem ser acompanhados nos canais do YouTube da Secretaria de Agricultura e Abastecimento: https://www.youtube.com/agriculturasp e da TV Cultura: https://www.youtube.com/cultura

AGENDA CAMINHOS DO AGRO SP

28 de outubro: Live 5 – Citricultura

04 de novembro: Episódio 7 – Comercialização

11 de novembro: Live 6 – Papel e Celulose

18 de novembro: Episódio 8 – Consumo

25 de novembro: Live 7 – Olericultura

02 de dezembro: Episódio 9 – Exportação

09 de dezembro: Live 8 – Soja

16 de dezembro: Episódio 10 – Conectividade