Categorias
Brasil Política Rio

Deputado quer proibir aulas presenciais na pandemia no Estado do Rio

Proposição, que será votada na Alerj, envolve escolas públicas e particulares
Cidades em bandeira roxa ou vermelha suspenderão atividades escolares
O deputado estadual Waldeck Carneiro, presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia da Alerj, protocolou na última segunda (05/04), na Casa Legislativa, um projeto de lei que proíbe atividades educacionais presenciais, em estabelecimentos de educação básica e educação superior, nos municípios do Rio que estiveram em bandeiras vermelha ou roxa em epidemias, endemias ou pandemias, isto é, sob riscos alto ou muito alto no Mapa de Risco elaborado pela autoridade sanitária estadual. O projeto, que será usado em situação de  emergência  sanitária  ou  estado  de  calamidade  pública, envolve escolas públicas e particulares e deverá ser votado brevemente, em regime de urgência, no Parlamento Estadual.
“Estamos fixando  regras  e  critérios  igualmente  aplicáveis  ao  conjunto  de municípios  fluminenses,  no  tocante  à  proteção  à  saúde  e  à  vida.  A sociedade  precisa  ter  clareza  quanto  às  determinações  que  devem  ser cumpridas,  em  relação  às  atividades  educacionais,  de  modo  que  famílias,  profissionais  da  educação, estudantes,  gestores,  instituições  e  movimentos  sociais  possam  se  organizar.  Isso  já  é  necessário em  tempos  comuns  e,  mais  ainda,  quando  se  trata  de  período  excepcional  em  que  a  própria  vida está  em  risco.  Nesses  momentos  graves,  as  autoridades  públicas  devem  ter  o  máximo  de  clareza sobre os alcances e limites de sua competência”, afirmou Waldeck.
Já os  municípios  que  não  estiverem  classificados  como  área  de  risco  alto  ou  de  risco  muito  alto poderão  autorizar  o  funcionamento  de  atividades  educacionais  presenciais  regulares,  assegurada  a imunização  dos  profissionais  da  educação  e  respeitados  os  protocolos  de  sanitização  de  ambientes, de higienização pessoal e de distanciamento social, fixados pela autoridade estadual ou municipal. Sempre  que  houver  divergência  entre  o  conteúdo  de  normas  estaduais  ou  municipais, prevalecerá  o  disposto  no  ato  normativo  que  determinar  regras  mais  restritivas  em  relação  à proteção à saúde e à vida das pessoas.
Categorias
Destaque Diário do Rio Educação Notícias

Prefeitura do Rio adia início das aulas presenciais para alunos acima de 8 anos

A Secretaria Municipal de Educação do Rio decidiu adiar em duas semanas o início da segunda fase do ensino presencial (3º ao 5° ano, 6° ano Carioca e 9º ano), que começaria nesta quarta-feira (17/03). Com isso, apenas os estudantes da pré-escola, 1° e 2° ano, com idades, em média, entre 4 e 8 anos, terão aulas presenciais este mês. A prefeitura informou que, ainda nesta quarta-feira mais escolas serão abertas para alunos destes anos escolares.

Confira aqui a lista das escolas que retornam dia 17/3

“Decidimos adiar a segunda fase para priorizar o avanço da primeira, focando assim na alfabetização e na educação infantil. Esses alunos são os que mais precisam de ensino presencial, pois estão em um momento crucial de desenvolvimento”, explicou o secretário municipal de Educação, Renan Ferreirinha.

O retorno às aulas presenciais é facultativo. O aluno que optar em não ir à escola, seguirá estudando por meio do ensino remoto. Desde o início do ano letivo (08/02), os estudantes da Rede Municipal podem conferir as videoaulas elaboradas e apresentadas por professores da rede municipal. O Rioeduca na TV vai ao ar pelo sinal aberto da TV Escola (canal 2.3) e também pela TV fechada: NET/Claro (canal 15), Claro TV (canal 8), Oi TV (canal 25), Sky (canal 21) e Vivo (canal 7). As videoaulas do Rioeduca na TV também ficam disponíveis no canal da MultiRio no YouTube (www.youtube.com/multiriosme). Além disso, no Portal MultiRio, uma área especial (http://multi.rio/rioeducanatv) reúne informações sobre o Rioeduca na TV, como a programação, e conteúdos relacionados.

A SME disponibiliza o aplicativo Rioeduca em casa, que pode ser baixado em smartphones dos estudantes e responsáveis, disponível para IOS e Android. O acesso é gratuito, porque a SME diz que está pagando pelos dados de internet para os alunos. Estudantes que não têm equipamentos para acessar a internet ou morem em áreas sem cobertura, vão receber material didático extra impresso e, frequentemente, irão às escolas deixar as atividades didáticas. Caso o aluno tenha alguma dúvida, ela será respondida na próxima vez em que ele for à escola buscar suas atividades didáticas.

Categorias
Cidade Destaque Educação Notícias

Aulas presenciais são retomadas em 38 escolas do Rio

As aulas presenciais foram retomadas nesta quarta-feira (24) em 38 escolas da rede municipal do Rio de Janeiro. Nesta primeira fase, voltam parcialmente alunos da Pré-escola, 1.º e 2.º ano do Ensino Fundamental, que reúne cerca de 7 mil alunos nestas turmas. [Confira abaixo a lista de escolas que retomaram as atividades presenciais]

Veja também: Aplicativo para alunos da rede municipal que permite aulas on-line é lançado

A Secretaria Municipal de Educação informou que este retorno é opcional para as famílias e será progressivo.

Participam deste primeiro momento das aulas presenciais cerca de 210 professores. A prefeitura disse que toda semana uma lista de escolas aptas ao retorno presencial será atualizada no site da SME.

Ainda segundo o executivo municipal, as aulas presenciais ocorrem em unidades adequadas ao protocolo sanitário aprovado pelo Comitê Especial de Enfrentamento da Covid-19.

A quantidade de alunos em cada escola fica condicionada à conjuntura epidemiológica de cada Região Administrativa da cidade: se a situação estiver Moderada (bandeira amarela), as unidades escolares poderão receber 75% de seus alunos; se estiver Alta (bandeira laranja), 50% de sua capacidade; e. se estiver Muito Alta (bandeira vermelha), 30% da capacidade.

A prefeitura disse que uma pesquisa  com responsáveis de alunos das turmas aptas ao retorno presencial constatou que 82% deles desejam que seus filhos e filhas retornem às unidades escolares.

Fases

De acordo com o Plano de Volta às Aulas, na segunda etapa, voltam parcialmente alunos de creches, 3.º ao 6.º ano e 9.º ano. Na 3.ª e última etapa, mais alunos de creches, 6.º ano ao 8.º ano, PEJA e Classes Especiais. Conforme as escolas se adequem às regras, toda quinta-feira serão anunciados os nomes das unidades que retornarão na quarta seguinte.

O retorno é optativo para os alunos, e os professores que tiverem comorbidades não atuarão nas escolas, mas sim no modo remoto.

Material pedagógico

A prefeitura informou que os estudantes que optaram por retornar às aulas nesta quarta e os demais que seguirem no ensino remoto iniciarão o ano letivo presencial com uniforme e material pedagógico novo. O cartão alimentação no valor de R$ 54,25 também será entregue.

A retirada ocorrerá nas escolas. Os responsáveis serão convocados, de forma escalonada, pelas direções das unidades escolares para a retirada dos kits. Estarão disponíveis: materiais pedagógicos com lápis, borracha, caneta e outros itens; livros do Plano Nacional do Livro Didático (PNLD); cadernos pedagógicos; uma camisa de uniforme para todos os alunos e uma camisa extra para estudantes em aula presencial; e um par de tênis por aluno em aula presencial.

Ensino remoto

Os estudantes da Rede Municipal também podem conferir as videoaulas elaboradas e apresentadas por professores da Rede Municipal pela televisão.

O Rioeduca na TV vai ao ar pelo sinal aberto da TV Escola (canal 2.3) e também pela TV fechada: NET/Claro (canal 15), Claro TV (canal 8), Oi TV (canal 25), Sky (canal 21) e Vivo (canal 7). As videoaulas de Rioeduca na TV também ficam disponíveis no canal da MultiRio no YouTube (www.youtube.com/multiriosme). Além disso, no Portal MultiRio, uma área especial (http://multi.rio/rioeducanatv) reúne informações sobre o Rioeduca na TV, como a programação, e conteúdos relacionados.

Aplicativo

A Secretaria de Educação ainda disponibiliza o aplicativo Rioeduca em casa, que poderá ser baixado em smartphones dos estudantes e responsáveis.

O acesso é gratuito, pois a SME informou que irá patrocinar os dados para os alunos. Estudantes que não têm equipamentos para acessar a internet ou morem em áreas sem cobertura, vão receber o material didático impresso, o Material Rioeduca, e, em algum momento, irão às escolas deixar as atividades didáticas.

Caso o aluno tenha alguma dúvida, ela será respondida na próxima vez em que ele for à escola buscar suas atividades didáticas.

Confira lista de escolas que retomaram atividades presenciais: 

– EM MARECHAL ESPERIDIÃO ROSAS – CAJU
– EM MEM DE SÁ – RIO COMPRIDO
– EM PEREIRA PASSOS – RIO COMPRIDO
– EM HUMBERTO DE CAMPOS – MANGUEIRA
– EM EDUCANDÁRIO ROMÃO DE MATTOS DUARTE – FLAMENGO
– EM VITAL BRASIL – CATETE
– EM BOMBEIRO GERALDO DIAS – TIJUCA
– EM FREI CASSIANO – TIJUCA
– EM MÁRIO FACCINI – ALTO DA BOA VISTA
– EM PROFESSOR AFONSO VÁRZEA -INHAÚMA
– EM JOSÉ EDUARDO DE MACEDO SOARES – LINS DE VASCONCELOS
– EM MEDEIROS E ALBUQUERQUE – ENGENHO NOVO
– EM WALT DISNEY – RAMOS
– EM CLÓVIS BEVILÁQUA – OLARIA
– EM SUÍÇA – PENHA
– EM SÃO JOÃO BATISTA – CORDOVIL
– EM PRESIDENTE GRONCHI – JARDIM AMÉRICA
– EM ALBERT SABIN – VILA DA PENHA
– EM MÁRIO PENNA DA ROCHA – HONÓRIO GURGEL
– EM MOZART LAGO – OSWALDO CRUZ
– EM ROSTHAM PEDRO DE FARIAS – CAVALCANTE
– EM MAURICE MAETERLINCK – GUADALUPE
– EM PROFESSOR ESCRAGNOLLE DÓRIA – PAVUNA
– EM TEMISTOCLES DALMÁCIO PEREIRA – BARROS FILHO
– EM LINCOLN BICALHO ROQUE- CURICICA
– EM GOLDA MEIR – BARRA DA TIJUCA
– CIEP JOÃO BATISTA DOS SANTOS – CIDADE DE DEUS
– EM SANTA FRANCISCA XAVIER CABRINI – SENADOR CAMARÁ
– EM FERNANDO MAXIMILIANO – SANTÍSSIMO
– EM RAUL FRANCISCO RYFF – SENADOR CAMARÁ
– EM PROFESSOR LAURO TRAVASSOS – REALENGO
– EM ALBERTO NEPOMUCENO – COSMOS
– EM MIGUEL DE LARREINAGA – CAMPO GRANDE
– EM COMUNIDADE JARDIM PEDREGOSO – CAMPO GRANDE
– EM PROf DIONE FREITAS FELISBERTO DE CARVALHO – SANTA CRUZ
– EM RIVADÁVIA MANOEL PINTO – GUARATIBA
– EM PADRE JOSÉ DE ANCHIETA – JARDIM GUANABARA – ILHA DO GOVERNADOR
– EM ANITA GARIBALDI – BAIRRO GALEÃO – ILHA DO GOVERNADOR