Categorias
Brasil Destaque Diário do Rio Notícias Política Saúde

Governo lança estratégia para combate à obesidade infantil no Brasil

Da Agência Brasil

O Ministério da Saúde lançou uma estratégia nacional para combater a obesidade infantil e campanha educativa sobre o tema. As iniciativas pretendem promover a alimentação saudável entre crianças e adolescentes.

A Estratégia Nacional de Prevenção e Atenção à Obesidade Infantil – Proteja disponibilizará recursos a municípios para o desenvolvimento de ações de combate ao problema e promoção de hábitos saudáveis.

Na primeira etapa, poderão aderir até mil prefeituras. A participação do programa implicará o compromisso de implantar uma série de iniciativas, como a vigilância alimentar e nutricional com mapeamento da situação das crianças e adolescentes na cidade, e campanhas de comunicação para discutir com a sociedade a importância de hábitos mais saudáveis.

Também estão previstas entre as ações da estratégia a formação de equipes de saúde para lidar com as crianças e adolescentes do município e a articulação com a comunidade para que as recomendações para evitar a obesidade infantil sejam acolhidas no cotidiano das famílias.

Serão disponibilizados R$ 90 milhões de reais. “É muito pouco. Nós queremos mais. Para isso vamos trabalhar para alocar os recursos do orçamento de Saúde. Se não contemplarmos a Atenção Primária à Saúde de forma adequada, vai cair nos nossos hospitais e vamos ter que botar recursos lá e é muito mais difícil”, disse o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, na cerimônia de lançamento.

Campanha

A Campanha de Prevenção e Atenção à Obesidade Infantil de 2021 terá como foco a promoção do consumo de alimentos in natura e redução do consumo de comidas ultraprocessadas.

As peças de campanha também chamam a atenção para a importância de realizar atividades físicas desde os primeiros anos de vida, sejam elas nas brincadeiras e atividades lúdicas ou na prática de esportes.

A campanha também mira o grande tempo que crianças e adolescentes passam em frente a telas, assistindo à TV, interagindo pelos smartphones ou utilizando apps em computadores e tablets.

“Essas ações são importantes porque já vinha aumentando e na pandemia cresceu mais por motivos óbvios, com as pessoas em casa. A obesidade é uma doença por si só e aumenta risco de outras doenças”, declarou o secretário de Atenção Primária à Saúde, Rafael Parente.

Cenário nacional

Segundo dados do Ministério da Saúde, atualmente há 6,4 milhões de crianças com até 10 anos com excesso de peso e 3,1 milhões de crianças nessa faixa etária com obesidade. Na faixa de até cinco anos, o índice é de 15,9%, enquanto na de cinco a nove é de 31,8%.

Entre os adolescentes, há 11 milhões de indivíduos com excesso de peso e 4,1 milhões com obesidade, um índice total de 31,9%.

Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias Rio Saúde

Vacinação contra a gripe é ampliada para o público em geral no Rio; veja calendário

A campanha de vacinação contra a gripe foi ampliada no município do Rio. A partir do dia 14 de julho, a vacina será estendida para a população em geral, seguindo o calendário por idade. [Confira abaixo o calendário]

Todas as pessoas com seis meses ou mais poderão comparecer às unidades de Atenção Primária (Clínicas da Família e Centros Municipais de Saúde), respeitando-se o escalonamento por faixas etárias para evitar aglomerações nas unidades de saúde.

“A nossa meta é vacinar 2,2 milhões de pessoas, até agora só vacinamos um milhão. Ainda temos uma procura muito baixa para essa vacina, que é fundamental porque evita a disseminação de vários subtipos de gripe que estão circulando durante o período de inverno. Nossa expectativa, com esse calendário, é aumentar o número de vacinados. Esperamos que as pessoas procurem os seus postos de saúde na sua data específica e venham se vacinar”, disse o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz.

É preciso respeitar o intervalo entre as vacinas, aguardando 14 dias entre a vacina da Covid-19 e a da gripe.

Confira o novo calendário:

Categorias
Bichos & Cia Destaque Diário do Rio Notícias

Primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa termina na segunda no RJ

A primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa termina na próxima segunda-feira (31). A imunização de bovinos e bubalinos de todas as idades deve ser feita por todos os pecuaristas fluminenses em conjunto com a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento para erradicar a doença no estado do Rio de Janeiro.

“A obtenção de altos índices de imunização dos animais é importante para seguir avançando rumo à retirada da vacina. Desta forma será possível ampliar significativamente o mercado. Em razão da pandemia, tomamos todos os cuidados para que a vacinação ocorra corretamente e sem colocar em risco a saúde dos produtores rurais e dos servidores do serviço veterinário oficial”, disse o secretário de Agricultura, Marcelo Queiroz.

Segundo o governo, os estabelecimentos agropecuários que comercializam as vacinas e os produtores rurais estão sendo orientados quanto às normas para venda e aquisição de vacinas. Os locais de revenda são orientados a facilitar o acesso dos criadores à vacina e auxiliar na entrega da declaração de vacinação.

Declaração de vacinação

A Secretaria de Estado de Agricultura, por meio da Defesa Agropecuária, permite que o pecuarista faça o lançamento da sua própria declaração de vacinação utilizando o Sistema de Integração Agropecuária (Siapec3). Neste período da pandemia, também foram disponibilizados os e-mails dos Núcleos de Defesa Agropecuária (veja link abaixo) e WhatsApp (21 98605-1198) para envio da declaração e esclarecimentos de dúvidas sobre a campanha.

O formulário de declaração está disponível para o preenchimento no site https://bit.ly/3tGkMYg, devendo ser enviado junto da nota fiscal, de forma digitalizada ou por foto, para um dos contatos apresentados.

“O produtor poderá contar com o apoio dos sindicatos rurais, lojas agropecuárias e prefeituras no recebimento de declarações, que serão repassadas aos escritórios do serviço oficial, evitando, assim, a aglomeração nesses postos”, destacou o superintendente da Defesa Agropecuária, Paulo Henrique de Moraes.

Os contatos de e-mails dos Núcleos de Defesa Agropecuária podem ser acessados por meio deste link: https://bit.ly/2FUeQqT.

Os números abaixo são regionais e estão disponíveis para envio das declarações direto para os escritórios locais pelo WhatsApp:

(24) 2445-4539 – Barra do Piraí
(24) 3328-2479 – Barra Mansa
(22) 2731-5928 – Campos dos Goytacazes
(22) 2778-4568 – Casimiro de Abreu
(22) 2551-1673 – Cordeiro
(24) 2222-9883 – Petrópolis
(22) 2789-1397 – São Francisco do Itabapoana
(21) 2747-2185 – Tanguá
(24) 2251-5690 – Três Rios
(24) 2438-3331 – Valença

Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias Rio

Maio Amarelo: campanha pela redução de mortes no trânsito ilumina locais do Rio

Os Arcos da Lapa e a Câmara Municipal, no Centro, e o Monumento aos Pracinhas, no Aterro do Flamengo, ganham uma cor especial nesta semana, de 17 a 23 de maio. A ação faz parte da campanha Maio Amarelo, um movimento de conscientização para a redução da mortalidade no trânsito.

A iniciativa da CET-Rio e da Rioluz tem como objetivo levar a sociedade a refletir sobre o alto número de mortos e feridos na circulação de veículos, além de propor uma mudança de atitude capaz de transformar essa realidade.  O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) aprovou o novo tema para as campanhas educativas deste ano: “No trânsito, sua responsabilidade salva vidas”.

Com o intuito de reforçar essa ação, a CET-Rio está veiculando mensagens pelas mídias sociais  da  Prefeitura,  além  de  cartazes  nos ônibus (busdoor) que destacam  a importância do cuidado, principalmente por parte dos motoristas, em relação aos mais vulneráveis no trânsito: pedestres, ciclistas e motociclistas.

Também na próxima semana, a CET-Rio vai participar da sexta edição da Road Safety  Week,  da  ONU,  e  da  campanha Streets  for  Life. A  ideia  é  aderir  a  esse evento mundial e implantar, no entorno de algumas escolas que já retornaram às aulas, projetos que visem à redução de velocidade, proporcionando maior segurança para todos, em especial para os alunos.

Acidentes de trânsito são a principal causa de morte na faixa dos 5 aos 14 anos, mas este cenário pode ser mudado com medidas simples, como a criação de áreas de baixa velocidade, promovendo maior segurança a pedestres e ciclistas. Uma das metas da Streets for life é implantar áreas com velocidade máxima de 30Km/h no entorno de algumas escolas  e revitalizar a sinalização. Aproximadamente 70% dos alunos de escolas públicas do município do Rio de Janeiro vão a pé para a escola. Por isso, 25 colégios municipais serão beneficiados pela campanha.

Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias

Campanha “ Rio contra a Fome” abre inscrições para coletivos interessados em distribuir alimentos

A campanha “Rio contra a Fome”, que já arrecadou nove toneladas de alimentos, abriu inscrições para novos coletivos e organizações da sociedade civil interessados em fazer a distribuição às famílias mais necessitadas. As doações estão sendo feitas pelas pessoas que vão se vacinar contra Covid-19 nos mais de 250 pontos de vacinação espalhados por toda a cidade.

Para se inscrever, basta acessar o site Rio Contra a Fome.

Podem se cadastrar os coletivos e organizações parceiras que já atuam há pelo menos um ano na mitigação dos efeitos do vírus nas favelas e periferias.

A campanha é organizada pela Secretaria Especial da Juventude Carioca (JUVRio), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e a Secretaria Especial de Ação Comunitária (Seac).

Os interessados em obter mais informações podem entrar em contato pelo email:  juvrio@rio.rj.gov.br

Foto: Bernardo Cordeiro/Prefeitura do Rio

Categorias
Destaque Diário do Rio Fazendo a Diferença Notícias Notícias do Jornal Social

Estudantes se unem em campanha solidária de doação de sangue para hospital

Estudantes da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) decidiram se unir para tentar amenizar um problema que se agravou durante a pandemia: a queda no número de doações de sangue. Um grupo de veteranos encampou a missão de convocar calouros e demais alunos da instituição para doar sangue ao Banco de Sangue Herbert de Souza, do Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe/Uerj), ato solidário que pode salvar até quatro vidas com uma única iniciativa.

Com aulas remotas e diante das restrições pela pandemia, os alunos decidiram montar um site para organizar a lista de doadores e fazer agendamentos. A ideia é ter, diariamente, até 10 doadores de cada curso. A restrição tem como finalidade evitar aglomeração, porém, não limitará a ação, pois a campanha se estenderá até julho.

Integrantes dos centros acadêmicos, Diretório Central dos Estudantes e atléticas dos cursos de graduação decidiram aderir à campanha, que foi intitulada Juntos pela Vida. A iniciativa, lançada neste mês, pretende estimular a doação de sangue entre os discentes de todos os campi.

A campanha é inspirada no Projeto Sangue, atividade de extensão da Faculdade de Enfermagem que, no início de 2020, antes da pandemia, plantou a idéia de estimular os calouros à doarem sangue. O que seria um trote solidário acabou se expandindo para uma conscientização geral do corpo estudantil.

“Esta campanha tem a importância de salvar vidas e de podermos criar uma cultura de doação de sangue dentro da comunidade da Uerj; uma cultura de salvar vidas”, diz Caio Cler dos Santos, aluno do 8º período de Engenharia Química, presidente do Centro Acadêmico do Instituto de Química e um dos veteranos organizadores da campanha.

Na opinião da assistente social e e também organizadora Regina Rangel, a união gerada por todos já aponta o sucesso que a ação pretende alcançar. “A Campanha Juntos pela Vida é fundamental para unificar a comunidade acadêmica, por meio da organização dos estudantes em prol da importância da doação de sangue, principalmente neste momento de pandemia”.

Ecoar ações que unem a comunidade é um dos maiores ganhos, na opinião da chefe do setor de hemoterapia do Hupe e professora da Faculdade de Ciências Médicas Flávia Miranda Bandeira, responsável técnica pelo Banco de Sangue. “Uma campanha assim traz consciência de coletividade e sociedade, provoca a sensação de pertencimento e cidadania, além de mostrar a união de todos pelo bem maior que temos: a vida”.

Os interessados em doar precisam ter entre 16 e 69 anos, mais de 50 kg, estar em boas condições de saúde, não ser portador de doenças cardíacas ou diabetes, não ter tido hepatite após os 10 anos de idade, não estar grávida e/ou amamentando e não ter ingerido bebida alcoólica 12h antes da doação. Além disso, pessoas que tiveram covid-19 só poderão doar 30 dias após o desaparecimento dos sintomas. As doações são agendadas pelo site: https://doity.com.br/juntos-pela-vida.

Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias Social

Campanha “Rio Contra a Fome” arrecada doações de alimentos em postos de vacinação contra a Covid-19

Ser vacinado e ajudar os que mais precisam. Isso agora é possível, por meio da campanha Rio Contra a Fome, que arrecada itens de cesta básica para organizações da sociedade civil que atuam em favelas e periferias da cidade. As doações podem ser feitas no ato de vacinação contra a covid-19, nos mais de 250 postos municipais distribuídos pela cidade. [Confira abaixo os postos]

A iniciativa, das secretarias da Juventude (JUVRio) e de Saúde (SMS), vai apoiar a população em maior vulnerabilidade social devido aos efeitos da pandemia da Covid-19. Quem quiser participar basta levar um ou mais itens da cesta, sendo prioritários arroz, feijão, óleo, fubá, leite em pó, açúcar e sabonete.

Vários artistas aderiram à campanha e gravaram vídeos para incentivar as doações. Confira:

A JUV-Rio e a SMS atuam como facilitadoras, recebendo as doações e organizando a logística de distribuição para os coletivos e organizações parceiras que já atuam há pelo menos um ano na mitigação dos efeitos do vírus nas favelas e periferias. Todos os pontos municipais de vacinação poderão receber doações, incluindo aqueles que funcionam apenas no sistema de drive-thru. A distribuição final dos alimentos e itens arrecadados é de responsabilidade das organizações.

Durante o primeiro ano da pandemia, várias organizações da sociedade civil e coletivos se reuniram em redes de distribuição de doações de cestas básicas e materiais de higiene para diversas favelas e territórios periféricos da cidade, numa ampla corrente de solidariedade. No entanto, o volume das doações diminuiu e o problema da fome mais uma vez se agravou. A campanha Rio Contra a Fome foi idealizada para fortalecer e ampliar as doações, em parceria com as organizações que já atuam nessas áreas.

Postos de vacinação

De segunda a sexta-feira, os postos de vacinação funcionam das 8h às 17h nas clínicas da família e centros municipais de saúde, no Planetário da Gávea, no Tijuca Tênis Clube, no Museu da República (Catete), na Paróquia Nossa Senhora do Rosário (Leme), na Casa Firjan (Botafogo), no Jockey Club Brasileiro (Gávea), no Hotel Fairmont Copacabana, no Museu da Justiça (Centro), na Cidade das Artes (Barra da Tijuca), no Museu do Amanhã (Centro), no Cacique de Ramos (a partir de terça-feira) e nos três quartéis do Corpo de Bombeiros. Os postos drive-thru do Parque Olímpico, do Engenhão e do Sambódromo também funcionam nos dias úteis das 9h às 15h.

Aos sábados, os postos de vacinação funcionam nas clínicas da família e centros municipais de saúde, das 8h às 17h; Museu da República (Catete) e Paróquia Nossa Senhora do Rosário (Leme), das 8h às 15h; quartéis do Corpo de Bombeiros de Humaitá, Copacabana e Barra da Tijuca (Busca e Salvamento), das 8h ao meio-dia; drive-thru da Cidade Universitária da UFRJ (Ilha do Fundão), do Parque Madureira, do Parque Olímpico (Barra) e do Sambódromo (Santo Cristo), das 8h às 15h; drive-thru do Engenhão (Engenho de Dentro), das 8h às 14h.

Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias Notícias do Jornal Saúde

Novo calendário prevê vacinação de pessoas com 60 anos ou mais até 24 de abril no Rio

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro divulgou, nesta segunda-feira (29), um novo calendário de vacinação contra a Covid-19 que prevê a vacinação de pessoas com 60 anos ou mais até o dia 24 de abril.

A secretaria também informou que, a partir da próxima segunda-feira (05), será retomado o escalonamento, com mulheres sendo imunizadas num dia e homens no outro.

“Vejam sempre o calendário oficial aqui ou nas páginas da prefeitura. Não acreditem em fake! Bora vacinar! O calendário segue a remessa de doses informada pelo Ministério da Saúde”, escreveu o prefeito Eduardo Paes em suas redes sociais.

Confira o novo calendário de vacinação:

 

Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias

Drive-thru da Uerj volta a aplicar segunda dose da vacina contra a covid-19

O drive-thru de vacinação contra a Covid-19 da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) volta a funcionar a partir desta quinta-feira (25) até o dia 1º de abril, exclusivamente para aplicação da segunda dose de todos que já foram vacinados no campus Maracanã. Na data agendada para o retorno, é necessário levar o comprovante da primeira dose e documento de identidade. O atendimento será de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h, com entrada pelo portão 7, na Avenida Radial Oeste.

De acordo com a pró-reitora de Extensão e Cultura da Uerj, Cláudia Gonçalves, a previsão é que sejam vacinadas cerca de 2 mil pessoas neste período.

Já para aqueles que buscam a primeira dose da vacina, o posto para pedestres montado em frente à Concha Acústica Marielle Franco segue atendendo, conforme o calendário da Prefeitura do Rio e a disponibilidade do imunizante.

O funcionamento é de segunda a sexta-feira, também das 9h às 15h, com entrada pelo portão 1, na Avenida Radial Oeste, perto do acesso às estações de trem e metrô. Quem for de carro poderá entrar pelo portão 7 e estacionar na área próxima ao Teatro Odylo Costa, filho.

A estrutura de vacinação da Uerj, que conta com a participação de voluntários como professores e residentes da Faculdade de Enfermagem, além de estudantes de diferentes cursos na função de escribas, já imunizou cerca de 25 mil pessoas. A coordenação é da Pró-reitoria de Extensão e Cultura e da Faculdade de Enfermagem, com a parceria das equipes da Policlínica Piquet Carneiro e do Hospital Universitário Pedro Ernesto.

Vacinação na Uerj

Drive-thru: segunda a sexta, das 9h às 15h, de 25 de março a 1º de abril.

Posto para pedestres: segunda a sexta, das 9h às 15h, conforme calendário da Prefeitura do Rio.

Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias Rio Saúde

Prefeitura anuncia novo calendário de vacinação contra covid-19 que contempla pessoas a partir de 66 anos

A Prefeitura do Rio divulgou na noite desta terça-feira (23) novo calendário de vacinação que prevê imunizar mulheres e homens a partir de 66 anos, até o dia 10 de abril. O anúncio de novas medidas restritivas, entre elas a adesão ao superferiado de 10 dias, não interfere na vacinação no município do Rio, segundo o executivo municipal.

A vacinação, ainda segundo a prefeitura, acontece sempre de acordo com a chegada de doses enviadas pelo Ministério da Saúde.

Homens e mulheres continuarão sendo vacinados em dias diferentes, para evitar aglomeração nos postos. Nesta quarta-feira (24/03) são vacinadas mulheres de 73 anos.

Confira a seguir o calendário completo com as novas datas: