Categorias
Destaque Rio Tecnologia

Prefeitura lança a primeira Coordenadoria de Games e Esports do País

Evento contou com a presença de Gabriel “Bak”, um dos nomes mais conhecidos do cenário brasileiro de Esports

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia (SMCT), lançou nesta terça-feira (21/06), na Nave do Conhecimento Museu Cidade Olímpica e Paralímpica, no Engenho de Dentro, Zona Norte, a Coordenadoria de Games e Esports, primeiro órgão no Brasil voltado para área de games. O evento de lançamento contou com a presença de Gabriel “Bak”, um dos nomes mais conhecidos do cenário brasileiro de Free Fire, que foi homenageado pela SMCT como Embaixador Gamer da cidade do Rio de Janeiro, em razão da sua história de vida e trajetória profissional, com diversos títulos conquistados, que fundamentam sua importância para o setor de games.

Os games possibilitam o desenvolvimento de habilidades como criatividade, atenção, concentração, memória e agilidade. Hoje, os jogos eletrônicos podem ser apontados como uma ferramenta eficaz de aprendizagem, especialmente na inclusão de crianças e jovens devido ao ambiente lúdico proposto – afirmou Willian Coelho, secretário municipal de Ciência e Tecnologia.

Fotos: Divulgação SMCT/Laura Fantti

Segundo revelou a Pesquisa Game Brasil 2021, no seu levantamento anual, em sua 8ª edição, 72% da população do Brasil joga games. Diante desse cenário, o objetivo da Coordenadoria de Games e Esports, será buscar retornos para o Município em diversas áreas como turismo, arrecadação, desenvolvimento social, educação, entretenimento, novas carreiras e oportunidades no mercado de trabalho, bem como estimular toda a indústria de games e seu ecossistema.

Há alguns anos atrás, os esportes eletrônicos apareceram na minha vida e mudaram a minha perspectiva de futuro. Por isso, estar aqui hoje, na cidade onde eu nasci, falando sobre esse mercado e sobre minha evolução, é um grande motivo de orgulho pessoal. Isso é uma prova que os esports estão mudando a vida das pessoas, impactando nos sonhos e abrindo portas para ainda mais jovens – comentou Gabriel “Bak”, que fez uma palestra sobre a importância do cenário de jogos eletrônicos aliado à questão educacional e profissional.

Durante o evento, uma turma de alunos, entre sete e 12 anos, do Curso de Desenvolvimento de Games, oferecido gratuitamente pela Nave do Conhecimento do Engenhão, apresentou um jogo desenvolvido por eles.