Categorias
Destaque Diário do Rio Educação Notícias Rio

Uerj vai instalar um novo campus na Zona Norte da capital fluminense

A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) vai ganhar um novo campus na Zona Norte do Rio. A nova unidade, no bairro de Vaz Lobo, surge com a desapropriação do imóvel localizado na Avenida Ministro Edgar Romero, que abrigou a antiga Faculdade Nuno Lisboa e também a UniverCidade, conforme decreto publicado em Diário Oficial.

Com a nova sede, a Uerj vai oferecer cursos de graduação ainda a serem definidos pelas unidades acadêmicas, bem como resolver antigos problemas de limitação do espaço físico existentes no lugar.

A intenção é aprofundar a vocação extensionista com as comunidades de Vaz Lobo, Madureira, Oswaldo Cruz, Campinho e toda a região do entorno.

– Com o projeto, a nossa Universidade renova o seu compromisso de expansão no território do Município e do Estado do Rio de Janeiro, se aproximando da população fluminense no oferecimento de serviços públicos. Afinal, a Uerj muda a vida das pessoas – afirmou o reitor Ricardo Lodi.

A Uerj é vinculada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Categorias
Brasil Destaque Educação Notícias Rio

Universidades federais ofertam 3,2 mil vagas de residência médica

Da Agência Brasil

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) publicou os editais do Exame Nacional de Residência (Enare) de 2021. Os editais estão disponíveis no site do Enare. As inscrições poderão ser realizadas de 20 de outubro a 8 de novembro, no mesmo endereço eletrônico, e as provas ocorrerão em 12 de dezembro deste ano.

Mais de 3,2 mil vagas de residência das áreas médica, multi e uniprofissional serão ofertadas em 81 instituições distribuídas em todo o país. De acordo com a estatal, que é vinculada ao Ministério da Educação (MEC), isso representa um crescimento de aproximadamente 800% no número de vagas e de 900% no número de instituições participantes.

O Enare foi criado em 2020 para otimizar a forma de seleção dos residentes. Segundo a Ebserh, as universidades federais participantes da primeira edição tiveram menos vagas ociosas, eliminaram os custos e a carga burocrática da realização dos exames individuais e ampliaram a qualificação da seleção.

“Para os candidatos, o exame unificado apresentou vantagens como custo menor, data única para a realização das provas, aplicação em todas as capitais, possibilidade de escolha de onde o residente queria atuar, dentre outras”, explicou a empresa.

Na edição deste ano, as provas serão realizadas em todas as capitais e em mais 23 cidades: Feira de Santana (BA), Ilhéus (BA), Imperatriz (MA), Uberlândia (MG), Caratinga (MG), Juiz de Fora (MG), Montes Claros (MG), Dourados (MS), Sinop (MT), Campina Grande (PB), Cascavel (PR), Guarapuava (PR), Londrina (PR), Nova Iguaçu (RJ), Passo Fundo (RS), Pelotas (RS), Bauru (SP), São Carlos (SP), São José do Rio Preto (SP), Campinas (SP), Araguaína (TO), Petrolina (PE) e Joinville (SC).

Classificação

A Ebserh explica que o sistema de classificação é semelhante ao do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que usa notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para seleção de estudantes da graduação em universidade federais. Depois das provas, o candidato terá a nota alcançada na especialidade escolhida e poderá utilizá-la para indicar onde pretende atuar. O sistema fica aberto por um tempo determinado para que cada candidato registre o local de sua preferência. As melhores notas se sobrepõem às menores, determinando, no fechamento do sistema, quem ocupará as vagas.

Em seguida, ele é aberto novamente para preencher as vagas ociosas e para a formação de cadastro reserva.

Em 2020, houve a oferta de 405 vagas para oito hospitais da Rede Ebserh/MEC e um hospital militar. Foram 304 para 41 especialidades de residência médica, oito para a residência uniprofissional (entre enfermagem e física médica) e 93 para a residência multiprofissional, que incluiu enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, odontólogos, nutricionistas e profissionais de educação física. Com o aumento de vagas deste ano, a Ebserh espera uma maior diversificação nas especialidades profissionais.

A Ebserh foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, que atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas.

Categorias
Destaque Diário do Rio Educação Notícias Rio

Comitê Científico do Rio recomenda retorno às aulas totalmente presencial

Em reunião realizada na última terça-feira (05), o Comitê Especial de Enfrentamento à Covid-19 (CEEC) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Rio debateu e recomendou o retorno pleno das aulas presenciais em todas as unidades de ensino públicas ou particulares, nos diferentes níveis de educação.

Para a decisão, os especialistas consideraram a melhora do cenário epidemiológico no Município do Rio, com menor taxa de transmissão e hospitalizações por covid-19, e o avanço da cobertura vacinal da população.

Para uma volta segura às escolas, está mantido o uso obrigatório de máscaras de proteção e a maior ventilação possível nos ambientes. As salas de aula poderão retornar às suas configurações iniciais, recuperando a capacidade de estudantes que acolhia no período anterior à pandemia.

Casos de evasão escolar devem ser apurados por busca ativa de alunos, que devem ser atraídos novamente à rotina de estudos.

Réveillon e grandes eventos

Outra pauta deliberada pelo CEEC, em sua 16ª reunião, foi a realização de celebrações de fim de ano e de grandes eventos em 2022. Condicionadas ao avanço do cenário epidemiológico favorável e da continuidade da adesão do carioca à vacinação, festas como o réveillon e o carnaval poderão ocorrer sem medidas restritivas como distanciamento e uso de máscaras, informou o Comitê.

Categorias
Brasil Destaque Entrevistas Notícias

Brasileiro conta como é estudar na Universidade de Sorbonne, em Paris.

“Se eu vi mais longe, foi por estar sobre ombros de gigantes”. Foi com essa frase, do físico Isaac Newton, que o estudante carioca Diogo Barreiros, de 19 anos, celebrou, nas redes sociais, a aprovação em uma das mais conceituadas universidades da Europa: a de Sorbonne, em Paris, na França. Desde 2020, o brasileiro integra o grupo de elite de Física da entidade, chamado de SPRINT (Sorbonne Physique Recherche Intensive et Nouvelles Technologies).

Aprovado, também, no Brasil, na USP, Unicamp e em 4° lugar na UFRJ, além de outras três universidades francesas, Diogo, ex-aluno do Colégio Franco-Brasileiro, vem realizando um sonho na Cidade Luz:

Foi uma emoção enorme saber que eu estudaria em Paris depois de mais de um ano de pesquisas e estudos focados nesse projeto. Essa aprovação me mostrou como o francês que aprendi na minha trajetória pelo Franco foi decisivo para alcançar esse objetivo. Sem essa base acadêmica, provavelmente, eu nem teria considerado a opção de estudar na França – reconhece.

Em Paris desde o ano passado, Diogo divide o apartamento com mais três brasileiros, dois deles também ex-alunos do Franco. O outro o estudante conheceu quando procurava o primeiro alojamento na capital francesa.

O estudante conta qual é o maior desafio na adaptação ao novo país:

Não ter contatos dentro da faculdade que pudessem me ajudar com as dificuldades linguísticas e burocráticas da própria universidade foi um bom desafio a ser superado – relembra o brasileiro.

Nas palavras de Diogo, são muitos os pontos positivos por viver em Paris:

Morar por aqui é vivenciar uma realidade bem diferente do que no Rio de Janeiro, mesmo já tendo uma condição privilegiada. É se aprofundar em uma outra cultura e compartilhar experiências. É visualizar o que o investimento no ensino pode fazer, entender o potencial de transformação do aluno e facilitar a sua trajetória. É uma experiência que vale a pena.

Entre tantos pontos turísticos famosos, o brasileiro tem um preferido na cidade europeia:

O Les Invalides, também chamado de Hôtel des Invalides, onde se localiza o museu do Exército (Musée de l’Armée), que retrata não só a progressão de armas, estratégias e artefatos ao longo do tempo. Mas, também, a participação do Exército francês em eventos históricos como as duas grandes guerras. Além disso, lá também jaz a tumba de Napoleão (Bonaparte).

Inspiração no colégio

Aluno do Franco por 11 anos, Diogo é grato ao colégio por ter lhe dado ferramentas para realizar o sonho de estudar no exterior:

A maior parte da minha inspiração veio dos meus mentores na equipe de robótica, que abriram essa porta para mim, me ajudaram desde o início a construir esse projeto e ainda me ajudam quando eu tinha problemas, desde dúvidas acadêmicas a questões de moradia e burocracia francesa. Amo a Física desde pequeno e me aprofundei ainda mais quando entrei para a equipe de robótica, tanto de maneira prática quanto teórica.

O estudante aponta a participação na FrancoDroid, equipe de robótica, o que mais lhe marcou no colégio:

Pude aprender diversas competências acadêmicas e, também, me desenvolver enquanto pessoa e me formar enquanto cidadão, a partir de atividades de cunho social e educativo.

Diogo também guarda com carinho os torneios com a camisa da FrancoDroid: :

Os momentos que mais me marcaram na equipe de robótica foram os torneios que participamos, principalmente aqueles que representaram pontos finais de grandes trajetórias. Nesses momentos, o mundo parecia parar, obrigações pareciam não existir, por um breve intervalo de tempo nos desligávamos da rotina para curtir, para brincar, para rir, para chorar, para comemorar, para viver. Nesses momentos, a alegria é contagiante, o nervosismo acompanhante, a persistência incessante, mas a consciência de não querer estar em nenhum lugar senão aquele é dominante. Nesses momentos, eu percebi que já não é mais possível imaginar a minha vida sem a robótica.

Em que pese o enorme horizonte que o estudante vem descobrindo e conquistando em Paris, ele não esquece o país onde nasceu:

Meu maior sonho profissional é poder voltar para o Brasil com o intuito de melhorar, senão transformar o ensino e o acesso à ciência no país

Categorias
Brasil Destaque Notícias

Estudantes da Universidade do Estado do Ceará abrem carta pública

Alunos da Universidade Estadual do Ceará expõem falta de professores em diversos cursos da Instituição, o que acarretará em um prejuízo acadêmico em diversos estudantes.

A UECE está com falta de docentes para a formação acadêmica de diversos cursos, e agora, enquanto inicia-se um novo semestre, os contratos de nossos professores temporários ainda não foram prorrogados, o que acaba por deixar os estudantes de toda a comunidade acadêmica sob o perigo de um abandono do semestre pela falta de profissionais. Portanto estamos realizando essa carta pública como manifesto de reivindicação ás autoridades responsáveis pela instituição que tomem as devidas providências pelo ensino superior público.

Até então a única perspectiva que temos é que o Reitor da Universidade Estadual do Ceará, Hidelbrando Soares, comprometeu-se em repassar a resolução da questão se vai ser dada a prorrogação dos contratos dos professores temporários ou se vamos ter que esperar a universidade parar de 45 dias a 2 meses, até que seja feita a seleção de novos professores, tendo como data limite para expor sua posição o dia 04/10. Porém até essa data ainda não recebemos nenhuma resposta em relação a prorrogação, o que é inadmissível. Portanto viemos pedir a ajuda de vocês para que nossa situação seja compartilhada, já que a paralisação da UECE, vai afetar a todos nós, inclusive na área da pesquisa para os estudos relacionados a COVID, que tem dado tantos progressos no apoio a saúde pública.

Nós estudantes, viemos pedir então encarecidamente, para que nos auxiliem a levar a pauta da prorrogação do contrato dos professores temporários até que o concurso para a seleção de novos efetivos seja realizado, encaminhando assim a pauta até o governador Camilo Santana, para que ele e as instâncias responsáveis pela UECE, tomem alguma medida para contornar tal cenário de calamidade pública. Os estudantes e professores da Uece, estão extremamente sobrecarregados, sem perspectiva de futuro e tendo até mesmo a sua sobrevivência posta em cheque, por conta desse abandono público da instituição. A universidade corre sério risco em encerrar suas atividades, a não ser que pressionemos o governo estadual para prorrogar o contrato de nossos professores, até que seja finalizado o concurso, e assim nossos querido docentes e discentes não passem ainda mais necessidades no cenário atual que nos compete. Por favor compartilhem nossa situação.

Categorias
Destaque Educação Notícias Rio

Escola promove evento inspirado no livro ‘A parte que falta’

O CEL Intercultural School lança, na próxima terça-feira, às 18h30, em seu canal no Youtube, uma nova fase do projeto “Espaço Família”. A ideia principal é ampliar o diálogo entre família e escola, para que haja real parceria na formação integral dos estudantes.

O Espaço Família foi criado ano passado, motivado pela necessidade de auxiliarmos os responsáveis pelos estudantes da Educação Infantil e dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental neste momento tão delicado. A experiência foi um importante suporte às famílias, o que nos motivou a ampliar essas ações para toda a escola  – explica Carina Siqueira, Orientadora Educacional do CEL.

Lucimar Motta, Assessora Pedagógica do Grupo Sinergia Educação, do qual também faz parte o Colégio Franco-Brasileiro, explica que para o lançamento, foi escolhido um tema que é atemporal e um dilema para todas as idades: o valor da ausência. O livro ‘A parte que falta’, que originalmente foi publicado em 1976, nos Estados Unidos, foi utilizado como inspiração. No Brasil, após ter sido lido pela youtuber Jout Jout em seu canal e atingir quase 8 milhões de visualizações, chegou a ser o livro mais vendido na Amazon no início de 2018.

Por sermos seres desejantes, estamos constantemente lidando com as contradições provocadas pela ilusão da completude. Ou nos queixamos e desejamos que algo ou alguém venha completar nossa existência ou nos motivamos diante da falta e criamos possibilidades para seguir em busca de novos caminhos e possibilidades. Esta escolha pode determinar se nos sentimos angustiados, paralisados ou tranquilos diante dos desafios da vida – conta Lucimar

Ela explica também que o formato idealizado para o programa prevê a participação de alunos, responsáveis e profissionais da educação que farão um bate-bapo do tema à luz de suas histórias de vida e poderão ouvir a opinião de um convidado a partir do ponto de vista de sua área de atuação.

A necessidade de compartilhar histórias é inerente ao ser humano. Quando compartilhamos, temos a oportunidade de ressignificar algumas delas e também de ajudar outras pessoas, que possam estar vivendo situações semelhantes – complementa a Assessora.

É uma oportunidade para refletir sobre a vida. Em geral, não penso na parte que falta, mas no que pode ser conquistado. A participação neste projeto está sendo uma oportunidade de olhar para trás de forma reflexiva e, ao mesmo tempo, um convite para pensar diferente. Me gerou não só reflexão, mas um movimento de que não dá mais pra pensar do mesmo jeito – conta Shirlene, mãe de Hugo Machado, ex-aluno bolsista do CEL, que acaba de ser aprovado em segundo lugar para Ciências Contábeis na UERJ. Ambos estarão presentes, ao vivo, nesta estreia.

Categorias
Destaque Diário do Rio Educação Notícias Rio

Faetec abre mais de duas mil vagas em cursos profissionalizantes

A Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, está oferecendo 2.325 vagas em cursos gratuitos de Qualificação Profissional. A lista completa de cursos e unidades com oportunidades disponíveis pode ser conferida no site da instituição: www.faetec.rj.gov.br.

As inscrições foram abertas na última sexta-feira, dia 17, e têm duração até 21 de setembro. Será feito um sorteio das vagas em 22 de setembro, e a listagem completa de selecionados será publicada no mesmo dia. Após a divulgação, os candidatos terão entre os dias 23 a 28 de setembro para efetuarem suas matrículas. As aulas terão início no dia 4 de outubro.

“Essa é uma excelente oportunidade para quem quer se qualificar para entrar no mercado de trabalho. Quantas histórias de vida foram transformadas por meio dos cursos da Faetec, de pessoas que conseguiram boas vagas de emprego e hoje tem uma nova perspectiva para o futuro? Como secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, é uma enorme satisfação anunciar a abertura dessas mais de duas mil vagas”, disse Dr. Serginho, titular da pasta.

A novidade dessa rodada é a oferta dos cursos de Porteiro Escolar e Porteiro para Edifícios e Condomínios. Além disso, há oportunidades em Inglês Iniciante; Garçom; Maquiador; Agente de Recepção e Reservas em Meio de Hospedagem; Operador de Computador; Garçom; Assistente de Recursos Humanos; Manicure e Pedicure; Auxiliar de Cozinha; Padeiro; Salgadeiro; Recepcionista, entre outros.

“A abertura deste edital é a nossa contribuição para universalizar uma educação gratuita e de qualidade no estado. Com os nossos cursos, os alunos podem garantir melhores oportunidades de emprego no mercado de trabalho”, afirma o presidente da Faetec, João Carrilho.

Todos que tiverem interesse em disputar uma vaga devem se inscrever por meio do site da Faetec (www.faetec.rj.gov.br). Ao todo, são 43 unidades da Faetec com ofertas em mais de 50 cursos de capacitação profissional, com duração de 10 semanas. Para se candidatar, é preciso ter idade mínima entre 15 e 18 anos, de acordo com a exigência de cada curso. A escolaridade também varia, dependendo da qualificação escolhida.

 

Categorias
Destaque Educação Notícias Rio

Vestibular da Fundação Cecierj tem mais de sete mil vagas para 2022

A Fundação Cecierj, vinculada da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, abriu inscrições para seu vestibular. São 7624 vagas em dezessete cursos de graduação a distância oferecidos de forma gratuita por sete instituições de ensino superior no âmbito do Consórcio Cederj.

O Vestibular Cederj 2022.1 contará com o aproveitamento de notas de mais de uma edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O candidato que desejar utilizar a nota do Enem deve prestar atenção às regras definidas, no edital, por cada universidade.

A isenção da taxa e no requerimento para obtenção de cotas e ação afirmativa vai até o dia 26 de setembro. Já as inscrições para ampla concorrência estarão abertas entre os dias 27 de setembro e 28 de outubro e o valor da taxa é de R$85. Para mais informações sobre o processo de seleção, acesse https://www.cecierj.edu.br/consorcio-cederj/vestibular/2022-1/.

Ao todo são dezessete cursos ofertados, entre licenciatura (História, Ciências Biológicas, Física, Geografia, Letras, Matemática, Pedagogia, Química e Turismo), bacharelado (Administração, Administração Pública, Ciências Contábeis, Engenharia de Produção e Engenharia Meteorológica) e tecnólogo (Sistemas de Computação, Gestão de Turismo e Segurança Pública). A prova será realizada no dia 12 de dezembro.

Os aprovados serão alunos matriculados em uma das instituições que compõem o Consórcio Cederj: Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ), Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio).

Os candidatos que desejam fazer uso do que dispõe o Decreto Estadual nº 43.065, de 08/07/2011, que trata dos direitos de travestis e transexuais em utilizarem o nome social na administração direta e indireta do Estado do Rio de Janeiro, deverão enviar e-mail formalizando seu pleito para vestibular.cederj.prograd@id.uff.br, informando seu número de requerimento e o nome a ser inserido como nome social.

Serviço:
FUNDAÇÃO CECIERJ: INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O VESTIBULAR CEDERJ 2022.1
Isenção do pagamento da taxa e ingresso por cotas e ação afirmativa: 17/09 a 26/09
Inscrição ampla concorrência: 27/09 a 28/10
Valor da inscrição: R$ 85
Link para inscrição: https://www.cecierj.edu.br/consorcio-cederj/vestibular/2022-1/
Banca organizadora: Coseac/UFF

Categorias
Brasil Destaque Educação Notícias

MEC estuda criação da primeira universidade federal digital do país

Da Agência Brasil

O Ministério da Educação (MEC) planeja criar uma universidade federal digital para, segundo o ministro Milton Ribeiro, ampliar o acesso dos estudantes de todo o país à rede pública federal de ensino.

“Queremos criar a primeira universidade federal digital no país e ampliar o acesso a todos”, disse o ministro ao participar, nesta quinta-feira (16), de audiência pública na Comissão de Educação do Senado.

Um documento preliminar do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), organização social vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, de maio deste ano, cita a avaliação de viabilidade da iniciativa entre as metas da Secretaria de Educação Superior (Sesu-MEC) para promover a educação à distância nas instituições federais de ensino superior por meio do programa Reuni Digital.

No Senado, o ministro Milton Ribeiro disse que a iniciativa segue o modelo já implementado por outros países e respeita as diretrizes, metas e estratégias definidas no Plano Nacional de Educação (PNE). De acordo com o ministro, o uso das modernas tecnologias de informação podem baratear os custos do ensino de qualidade.

“É isso que temos visto em grandes países que estão desenvolvendo essa ferramenta. Vamos começar com alguns cursos e todos vão poder ter acesso, pois com 400, 500 professores, eu posso atingir a milhões de alunos no país todo, obedecendo às premissas do PNE”, disse o ministro.

O ministro lembrou que, nos últimos anos, o orçamento das universidades federais foi impactado pela crise econômica e, principalmente, pela pandemia da covid-19.

“Quando falamos em diminuição das verbas para as universidades federais, eu concordo plenamente. Vejo que, em um passado não tão distante, o orçamento do ensino federal era muito grande, muito maior do que o que temos hoje”, disse Ribeiro

“Vale dizer que vivemos tempo de guerra, de pandemia”, acrescentou o ministro, enfatizando que, na proposta orçamentária para 2022, o ministério pede ao Congresso Nacional que autorize um aumento de recursos para a pasta.

“A proposta que o Parlamento vai apreciar fala em um aumento mínimo de cerca de 17% para as universidades federais, e de 28% para os institutos federais. Por que isso? Porque temos 69 universidades federais com 281 campi. E 38 institutos, Cetecs [centros educacionais técnicos], além do Dom Pedro II. E esses, juntos, somam 670 campi. Então, além da visão política de dar mais oportunidade à [formação] de mão de obra técnica, o número de campi [do segundo grupo] é muito maior”, comentou Ribeiro.

Categorias
Arte Cultura Destaque Notícias Rio

ArtRio Educação faz ação de História da Arte em seu terceiro ano seguido

Projeto ArtRio Educação em seu terceiro ano, ação foca no período do Renascimento ao Expressionismo Abstrato

Além de opções de compras e entretenimento, a Aliansce Sonae também proporciona cultura ao seu público, a partir de parcerias exclusivas que democratizam o acesso à arte. Até 20 de setembro, o Caxias Shopping recebe a mostra História da Arte, Olhar e Descoberta, com narração da cantora Roberta Sá e curadoria da museóloga e professora de arte Libia Schenker. A exposição traz 10 totens interativos,e cada um explica o movimento artístico através de imagens de obras emblemáticas de grandes artistas.

Foto : Leandro Ribeiro

A mostra foca no período do Renascimento ao Expressionismo Abstrato,reunindo nomes como Monet, Cézanne, Picasso, Matisse e Miró. Os totens possuem um QR Code que leva os clientes para um hotsite onde eles poderão ter acesso às gravações. A ação é gratuita e leva algumas das maiores referências da arte mundial para os corredores do shopping.

Além da mostra, o empreendimento promove oficinas infantis,
diariamente, das 12h às 21h, com atividades lúdicas para crianças de

Foto : Leandro Ribeiro

todas as idades. Para participar, os pequenos devem estar acompanhados dos responsáveis e respeitar o uso obrigatório de máscara. As oficinas também estão disponíveis para colégios e ONGs da região,mediante agendamento pelo telefone (21) 2784-2020. Durante as oficinas,os monitores explicam um pouco sobre a história da arte e promovem atividades que incentivam a manifestação artística, através de desenhos e pinturas.

A mostra História da Arte, Olhar e Descoberta passou pelo Bangu
Shopping em 2019 e pelo Carioca Shopping em 2020. Ainda no ano passado o evento foi adaptado para o ambiente digital, com ativações culturais virtuais, realizadas nas redes sociais do Bangu Shopping, Carioca Shopping, Shopping Grande Rio e Caxias Shopping. Os empreendimentos usaram seus perfis nas redes sociais para realizarem lives com as curadoras Fernanda Lopes e Carollina Lauriano, que promoveram um mergulho na História da Arte.

Promover cultura  e conhecimento é um dos pilares do Caxias Shopping e o projeto ArtRio Educação vai proporcionar para o nosso público uma experiência de conexão com a arte, com o objetivo de gerar maior intimidade e interesse sobre o tema. – afirma Michelle Coutinho, gerente de Marketing do Caxias Shopping.

 

A acessibilidade é uma das principais plataformas da ArtRio desde sua primeira edição, em 2011. Nosso intuito é incentivar o contato com a arte, e a partir desse momento estimular a busca por mais conhecimento,descobrindo as diferenças entre os momentos históricos e as técnicas,a influência do cenário sócio, político e cultural de cada época,o momento de criação dos artistas – diz Brenda Valansi, presidente daArtRio.

Mostra ArtRio Educação – História da Arte, Olhar e Descoberta

Data: Até 20 de setembro

Local: Caxias Shopping

Visitação gratuita

Oficinas de Artes Infantis

Diariamente, das 12h às 21h

Horários disponíveis: 13h / 15h / 17h / 19h

Limite de 6 estudantes por horário.