Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias Polícia Rio

Tensão marca reintegração de posse de terreno da Petrobras no Rio

Da Agência Brasil

A Polícia Militar do Rio de Janeiro cumpre hoje (1º) um mandado de reintegração de posse de um terreno da Petrobras, na avenida Deputado Otávio Cabral, sem número, em Itaguaí, na região metropolitana do Rio de Janeiro. 

Ali, vivem centenas de famílias que ocuparam o terreno e construíram barracos de madeira. A polícia chegou ao local no início da manhã. Inicialmente, houve tentativas de negociação para que as famílias deixassem a área, mas não avançaram.

Moradores fizeram uma barreira na entrada da ocupação e colocaram fogo em madeiras e em alguns barracos. A polícia lançou jatos de água para dispersar os moradores e evitar a propagação do fogo nas casas que são muito próximas umas das outras.

Os policiais usaram também bombas de efeito moral e conseguiram entrar no terreno. Houve correria entre os moradores e surgiram novos focos de incêndio na parte de trás do terreno.

Os bombeiros do quartel de Itaguaí foram acionados às 8h05 e, dez minutos depois, receberam o apoio de colegas do quartel de Sepetiba. Eles estão usando quatro viaturas, sendo três de água para combater os focos e uma ambulância. De acordo com os bombeiros, até pouco antes das 9h30 não havia registro de vítimas.

Polícia Rodoviária Federal

Por causa do cumprimento do mandado, a via de entrada da ocupação foi interditada. A Polícia Rodoviária Federal (PRF), que também está no local informou, que, em acordo com a prefeitura, foi bloqueado o acesso à cidade para evitar manifestações no local.

Petrobras

A Petrobras informou, por meio de nota, que o mandado de reintegração de posse que está sendo cumprido foi expedido pela 2ª Vara Cível de Itaguaí, “conforme anteriormente autorizado pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça, com o apoio da Secretaria de Assistência Social da prefeitura de Itaguaí, da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Estado do Rio de Janeiro e da Polícia Militar, a fim de garantir a desocupação segura e pacífica do imóvel na Rua Deputado Octávio Luis Cabral, em Itaguaí”.

Acrescentou que, para o cumprimento da ordem judicial, forneceu kits com álcool em gel e máscara, ofereceu transporte até três rodoviárias próximas ao município de Itaguaí e serviço de armazenamento e guarda de bens em depósito contratado pela própria companhia.

A Petrobras explicou ainda que preparou apoio para os moradores. “Foram providenciados cobertores, alimentação e colchonetes para atender às pessoas que ficarão temporariamente em abrigos disponibilizados pela prefeitura”, completou.

Categorias
Destaque Rio Saúde

Rio, Maricá, Niterói e Itaguaí lançam calendário unificado de vacinação

 

As prefeituras do Rio de Janeiro, de Maricá, de Niterói e de Itaguaí anunciaram nesta quinta-feira (01/04) um calendário de vacinação unificado contra a Covid-19 para pessoas com idade entre 59 e 45 anos desde que façam parte dos seguintes grupos prioritários: portadores de comorbidades ou deficiência permanente, trabalhadores da saúde, educação, serviços de limpeza urbana, policiais civis e militares, guardas municipais, bombeiros e agentes penitenciários em atividade.

O cronograma será iniciado no dia 26 deste mês, após a conclusão da aplicação das doses em idosos com até 60 anos. “ Já que não há vacina para todos, devem valer critérios técnicos e científicos. O que importa é o compromisso desses quatro municípios de assegurarem critérios de acordo com o grau de periculosidade da doença para a população. O importante é continuar protegendo as vidas de quem está mais exposto”, disse o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

Os critérios de prioridade adotados pelos municípios são, pela ordem: idade (sempre os mais velhos na frente) e grupos considerados mais vulneráveis às complicações da doença ou mais expostos ao contato com o vírus. Os trabalhadores das áreas incluídas no novo calendário deverão, obrigatoriamente, estar na ativa em suas funções e dentro da faixa etária estabelecida. No momento da vacinação, deverão apresentar comprovante da atividade na profissão, como o contracheque.

As comorbidades consideradas para a vacinação, que deverão obedecer a tabela de idade, são aquelas incluídas na lista do Programa Nacional de Imunizações (PNI): diabetes mellitus, hipertensão arterial grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave. O portador dessas comorbidades deverá apresentar atestado de seu médico confirmando a condição de saúde.

Unificacao de calendario de vacinacao contra Covid 19,: prefeito do Rio Eduardo Paes com os prefeitos de: Itaguai, Marica e Niteroi. Rubem Vieira, Fabiano Horta e Axel Grael

O calendário unificado de vacinação dos quatro municípios começa em 26 de abril com os portadores de comorbidade e trabalhadores das áreas listadas de 59 anos; e vai até o dia 29 de maio, para quem tem 45 anos. Serão dois dias para cada idade: 26 e 27/04, para pessoas com 59 anos; 28 e 29/04, com 58 anos; 30/04 e 1º/5, com 57 anos e, assim em diante, pelas quatro semanas seguintes.

“É muito importante que a gente entenda que os municípios precisam trabalhar juntos, de forma integrada e, também com o governo do Estado. Dias atrás procuramos o prefeito Eduardo para integrar as ações de Niterói com as do Rio. A gente sabia que precisava tomar medidas para proteger nossa cidade. Não adiantava fazer isso se não tivéssemos essa forma integrada”, reforçou o prefeito de Niterói, Axel Grael.

O cronograma de vacinação foi elaborado conforme a previsão de chegada de novas remessas das vacinas contra o coronavírus que deverão ser enviadas pelo Ministério da Saúde para os municípios. Para a ampliação do calendário para outros grupos, as prefeituras dependerão de envios futuros de doses. “Acima de tudo temos a preocupação de salvar vidas. Vimos a importância de unificar a vacinação para evitar a migração de pacientes de um município para o outro”, disse o prefeito de Itaguaí, afirmou o prefeito Rubem Vieira.

O prefeito de Maricá, Fabiano Horta, reforçou a mensagem:” Acho importante essa ação conjunta. Quero ressaltar o apelo para que outras prefeituras busquem uma adequação e a sinergia desse calendário. Isso nos ajuda, enquanto gestores, a vencer esse momento mais crítico da pandemia”.

Fotos: Ricardo Cassiano/Prefeitura do Rio