Categorias
Destaque Tecnologia

Empresa cria cardápio digital gratuito para ajudar microempreendedores

 

 

Devido à pandemia de Covid 19, o mercado de delivery obteve um crescimento
considerável em 2020. Dessa forma, microempreendedores, pequenas e médias empresas tiveram que se adaptar e reforçar o seu serviço de entrega. Muitas dessas empresas, de maneira informal, já atendiam o cliente através do WhatsApp, enviando fotos do cardápio.
O processo para solicitar o pedido era dificultoso e oneroso para ambas as partes, cliente e empresa. Foi então, que um grupo pensou em uma solução tecnológica para facilitar o processo neste momento tão crítico da sociedade.

Foi desenvolvido o Cardapin, um complexo cardápio digital grátis para múltiplos lojistas, com o objetivo de facilitar a venda de deliveries. A aplicação é de fácil acesso e qualquer pessoa pode criar seu próprio cardápio digital, além da possibilidade de divulgar nas redes sociais e para clientes, suprindo todas as necessidades e do próprio negócio.

O mais novo método de criar cardápios digitais está se tornando febre entre deliveries, pela facilidade proporcionada ao usuário e excelente custo-benefício. Afinal, imagine ter vários pedidos de clientes direcionados por uma ferramenta que possui o cardápio
digital de sua própria empresa?

Adicione as fotos dos seus produtos, categorias, preços, método de pagamento e entrega, tudo de uma maneira simples e prática de fazer. Gere links com o contato do WhatsApp do seu negócio, crie uma mensagem pré-definida e compartilhe nas redes sociais para seu público. O Cardapin é o melhor link do WhatsApp da Web pela sua
versatilidade e rapidez.

A proposta é conceber o crescimento de negócios locais, automatizar as vendas, ranquear empreendimento para o topo, desenvolvimento rápido e seguro do cardápio, auxiliar pequenas empresas, promover mais lucro, impor autoridade para deliveries e novas oportunidades para negócios.

Atualmente, o Cardapin possui mais de 5 mil usuários cadastrados e já transformou diversos empreendimentos, auxiliando no crescimento exponencial de deliveries locais.

Nosso objetivo agora, é tornar o Cardapin, um cardápio Digital mais que completo, crescer cada vez mais e auxiliar o maior número de empreendedores possíveis que desejam alavancar seu próprio negócio. Queremos o sucesso de nossos usuários, afinal, o progresso deles é o nosso também – diz Felipe Ricardo Barra Ramos, sócio e idealizador.

SAIBA MAIS

Para saber mais acesse: www.cardapin.com

Categorias
Rio

Governo do Rio dispõe de R$ 320 milhões para microempreendedor

O governo do estado do Rio de Janeiro tem R$ 320 milhões em recursos iniciais para uma linha de crédito destinada a microempreendedores individuais (MEIs) e micro e pequenas empresas. O anúncio foi feito pelo governador Wilson Witzel.

Segundo o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Lucas Tristão, a intenção é liberar recursos para que as empresas e empreendedores fluminenses tenham condição de financiar o capital de giro necessário e de ultrapassar o período de impacto das receitas por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A expectativa do secretário é que seja possível evitar um aumento na taxa de desemprego, um maior prejuízo econômico e, em especial, a disseminação do vírus.

Para compor a linha de crédito, o governo vai utilizar recursos próprios e de fundos estaduais e federais, como Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), Fungetur (Fundo Geral de Turismo) e Fempo (Fundo Estadual de Fomento ao Microcrédito Produtivo Orientado para Empreendedores). As contratações serão estabelecidas em parceiras com o Sebrae, cooperativas de crédito, fintechs e entidades de classe.

O governo do estado não informou os prazos e as taxas de juros dos financiamentos, mas adiantou que terão prazos e carências estendidos e taxas de juros reduzidas, bem abaixo do que é praticado atualmente pelos bancos tradicionais.

A Agência Estadual de Fomento do Rio de Janeiro (AgeRio), vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, preparou uma cartilha para orientar os empresários e informar quais empresas e segmentos terão prioridades no acesso ao crédito emergencial. O interessado pode acessar o link www.agerio.com.br/credito-emergencial.

Com informações da Agência Brasil