Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias Notícias do Jornal

AIEB Brasil realiza o 9º Encontro de Autoridades

No último sábado (19), a Associação Internacional dos Embaixadores da Paz (Aieb Brasil) em parceria com a Associação Brasileira das Forças Internacional da Paz da Onu (ABEFIP) realizou o 9º Encontro de Autoridades, no Centro Empresarial Multi Rossi, em Duque de Caxias.

O evento teve como objetivo principal homenagear autoridades civis e militares que se destacaram por seus serviços prestados à sociedade. No mesmo dia, as moções Ordem dos Comendadores do Brasil (OCB) também foram entregues aos homenageados.

O Jornal DR1 esteve presente no evento através de sua diretora-geral Ana Cristina Campelo e do diretor Carlos Augusto Aguiar. Ambos foram homenageados na cerimônia.

Um dos destaques da tarde de homenagens foi a tenente-mirim Ana Clara que recebeu a medalha Jubileu de Brilhantes, Ana Clara conseguiu através das redes sociais fazer com que seu pai, o Cabo da Polícia Militar Anderson de Paula fosse transferido para a Segurança Presente.

O Deputado Federal Sargento Gurgel esteve presente e cobrou ao governador do Rio de Janeiro, uma homenagem por parte do poder público.

O Comendador Rodrigo Agostini entregou também as medalhas Tiradentes, Policial Lei Ordem e a medalha Jubileu de Brilhantes. Ao todo, 54 autoridades receberam as homenagens da AIEB Brasil.

A Medalha Jubileu de Brilhante foi lançada no dia 24 de outubro de 2016, como evocação às homenagens de comemoração aos 60 Anos do Batalhão Suez.

 

Categorias
Destaque Mulher Notícias premiação Rio

IBI premia empreendedores e personalidades femininas

Na noite de ontem (15) no salão Gold do Copacabana Palace, em Copacabana, Zona Sul da cidade do Rio, a premiação Top Empreendedor e Personalidade Feminina de 2022.

A premiação organizada pela IBI (International Business Institute), que premiou diversos empreendedores nos mais variados segmentos. Além de mulheres que representam a essência da luta e da força que tem a mulher brasileira.

A equipe do jornal DR1 esteve presente no evento através de seus diretores: Ana Cristina Campelo e Carlos Augusto Aguiar e dos colaboradores: David Antunes, Vitor Chimento e Aisha Raquel.

A diretora-geral Ana Cristina Campelo embaixadora da instituição foi homenageada no fim da premiação recebendo a faixa e o certificado.

A Dra Larissa Salvador, advogada de imigração nos Estados Unidos, nascida em Madureira foi um dos destaques da noite.

O setor artístico foi representado pelas atrizes Arlete Sales e Zezé Polessa que em seus discursos abordaram suas respectivas lutas e desafios na busca pelo sucesso profissional.

O evento terminou de forma musical com apresentação da cantora Vanessa Jackson e do Bloco sintonia pura

Categorias
Brasil Cultura Destaque Diário do Rio Notícias Notícias do Jornal Rio

AIEB Brasil realiza 3º Encontro de Profissionais da Comunicação

O 3º Encontro de Profissionais da Comunicação aconteceu no último sábado (22), em Duque de Caxias.  No evento, profissionais de diversas áreas e segmentos receberam o prêmio “Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Mello”. O objetivo do evento é reconhecer o valor de cada área profissional e condecorar com honra ao mérito.

Foto: Léo Santos

O prêmio é uma realização da Associação Internacional dos Embaixadores da Paz (Aieb Brasil), que foi entregue pelo Presidente Benemérito da Organização, o Comendador Rodrigo Agostini.

“No evento, tivemos presentes representantes de jornais impressos, radialistas, assessores de comunicação, entre outros profissionais da área da comunicação. Fico muito feliz por realizar essa premiação porque é mais uma categoria que a Aieb Brasil está abraçando”, contou o presidente da Aieb Brasil, Rodrigo Agostini.

Foto: Léo Santos

Estiveram presentes na cerimônia também os colaboradores do Jornal DR1, Carlos Augusto Aguiar, David Antunes, Vitor Chimento e Sabrina Carvalho que receberam também a premiação. A diretora geral do Jornal Ana Cristina Campelo, e as jornalistas Aisha Raquel Ali e Raphaelle Santana também foram premiadas. O vídeomaker do jornal David Duart também foi premiado.

Foto: Léo Santos

“Estamos em 22 de janeiro de 2022, e o Jornal DR1 iniciou com o pé direito. E não só como pessoalmente premiada, como também toda minha equipe, Carlos Augusto, Sabrina Campos, David Antunes, Vitor Chimentos, ou seja, todos estão saindo daqui muitos felizes e honrados. Quero agradecer a Aieb Brasil, o presidente Rodrigo Agostini por estar nos prestigiando. Bem como, digo que o jornal esta à disposição da Aieb Brasil. Desejo a todos um feliz 2022 que mereceremos e teremos!”, afirmou a diretora geral do Jornal DR1 Ana Cristina Campelo.

Foto: Léo Santos

O jornalista, apresentador e colaborador do jornal DR1 David Antunes disse sobre a importância da premiação para a carreira profissional dos comunicadores. “Para nós é muito importante esse reconhecimento, porque infelizmente há um mal olhar sobre a mídia, mas em nossa área existem excelentes profissionais, tanto que estamos sendo homenageados aqui”, afirmou o jornalista.

Foto: Léo Santos

A jornalista e colaboradora do jornal DR1 Sabrina Campos  contou sobre seus projetos e o seu sentimento ao receber a premiação.

“A minha coluna é “A vida como ela é” onde relato o universo feminino em um grande bate-papo. Também sou presidente do Instituto Lutando pela Vida e estou à frente do canal no Youtube Uma Só Voz. Estou muito feliz por estar recebendo essa premiação, e me sinto lisonjeada pelo Rodrigo Agostini estar reconhecendo o trabalho jornalístico de profissionais que estão no mercado, seja iniciado ou com anos de carreira”, contou a jornalista.

Foto: Léo Santos

Para o apresentador do programa Hit’s TV na TVC Região Serrana, Claucio Capano,  a premiação é motivo de muito orgulho. “Tenho somente dois anos na profissão, e é muito bom estar aqui com todos esses profissionais da área. Tenho um programa musical na rádio onde recebo famosos e anônimos, porque o meu objetivo é oferecer espaço para todos”, relatou o jornalista.

Foto: Léo Santos

Segundo o diretor do SATED (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos do RJ), Paulo Martinelli, o evento é símbolo de orgulho.

“É o meu terceiro prêmio nesse ano, e estar aqui hoje gera muita felicidade e orgulho. Estou aqui representando o sindicato dos artistas, o nosso presidente Hugo Gloss, toda diretoria e os associados. É sempre bom estar sendo reconhecido pelo meu trabalho”, afirmou o jornalista.

Foto: Léo Santos

A jornalista Luciana Lins disse sobre a importância da premiação “Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Mello” para sua carreira profissional. Luciana também contou sobre seus projetos para 2022.

“É uma honra receber o prêmio que carrega a história e nome de Chateaubriand, é muito digno estar aqui. Não tenho palavras pra expressar os meus sentimentos. A minha vida é feita de projetos especiais que tem como objetivo ajudar o próximo. Esse ano, teremos o evento,  Primeiro Encontro da Baixada Fluminense das Mulheres Empreendedoras, estaremos lançando um programa comigo,  além do meu programa na Rádio Tropical”, relatou a jornalista.

Foto: Léo Santos

“A importância de ganhar esse prêmio é muito bom para os jornalistas, porque todo profissional de comunicação trabalha com afinco. E todos aqui estão sendo reconhecidos”, declarou o jornalista,radialista e CEO da Revista Mais Bonita, Oscal Muller.

 

Foto: Léo Santos

A jornalista da Folha de Miraí, Giseli Santana contou sobre o sentimento ao receber a premiação.

“Me senti muito lisonjeada e privilegiada por receber essa premiação. O jornalismo é uma das coisas mais importantes que temos hoje no país. Durante a pandemia, a comunicação se fez ainda mais presente na vida de todos, levando as notícias e as informações para todos que estavam em isolamento”, disse a jornalista.

Foto: Léo Santos

O repórter da Record Rio, Dennes Queiroz declarou sobre a importância da premiação para sua carreira profissional.

“O jornalismo hoje em dia tem um papel muito importante na sociedade, que é passar notícias corretas. Infelizmente, estamos numa era onde há muitas fake news, e hoje mais do que nunca, o jornalista precisa ser valorizado porque ele irá apurar a notícia e vai ter fontes confiáveis, passando as informações corretas para a sociedade. Estou muito lisonjeado por estar aqui hoje e receber esse reconhecimento”, contou o repórter.

Categorias
Brasil Cultura Destaque Diário do Rio Economia Notícias Notícias do Jornal Política Rio

3º Encontro de Profissionais da Comunicação acontecerá no próximo sábado

O 3º Encontro de Profissionais da Comunicação será realizado no próximo sábado (22) às 14h, na Rua Passo da Pátria, nº 105, na região central de Duque de Caxias.  No evento, profissionais de diversas áreas e segmentos receberão o Prêmio Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Mello.

O prêmio é uma realização da Aieb Brasil – Associação Internacional dos Embaixadores da Paz, que será entregue pelo Presidente Benemérito da Organização, Comendador Rodrigo Agostini, fundador da instituição que reconhece o valor de cada área profissional e condecora com honra ao mérito.

Categorias
Brasil Cultura Destaque

ANCEC promove evento Selo Referência Nacional 2021

Foto: Carlos Titanero

Na noite da última segunda (13) a ANCEC – Agência Nacional de Cultura, Empreendedorismo e Comunicação promoveu o evento Selo Referência Nacional 2021, na cidade de Guarulhos/SP.

O encontro que tem como objetivo homenagear personalidades e empresas de diversos ramos pelos seus serviços prestados no ano de 2020.

A ANCEC – Agência  Nacional de Cultura, Empreendedorismo e Comunicação nasceu da união de empresários, artistas e comunicadores com a função de valorizar o empreendedorismo, a arte e a comunicação em uma união inédita e inovadora através de ações de reconhecimento, promoção e execução de atividades nas três áreas.

A ANCEC é uma das principais entidades do Brasil comprometida com o reconhecimento de empresas que se destacam em sua área, entregando o Selo Referência Nacional.

As empresas indicadas ao prêmio são criteriosamente avaliadas pela comissão da agência, tendo como requisitos a qualidade no atendimento, serviços e produtos, a imagem da empresa perante o público, e as ações culturais e sociais desenvolvidas ou apoiadas pela empresa.

 

 

 

 

 

 

 

Esteve presente no evento, a Dr. Ana Cristina Campelo, diretora do Jornal DR1, que recebeu o Selo Apoiador Cultural pelo incentivo que promove à cultura. Na mesma noite a mesma recebeu o Selo Ação Social pelos projetos e ações promovidos em prol à sociedade.

Na mesma noite, o colunista do Jornal DR1 o advogado Carlos Augusto Aguiar também foi homenageado com o Selo Referência Nacional Advocacia e Justiça 2021 – categoria Ouro por ter sido destaque e referência em seu segmento.

A cerimônia contou com a apresentação do produtor, ator e fotógrafo Sacha Rodrigues, além de contar com apresentações musicais do Cantor JP Silva e Orquesta e Coral Vision. Houve também a exibição da microsérie “ÉDEN 20 63”, além da palestra do CEO do Grupo SEVEN e Presidente do Conselho de homenagens da ANCEC, Wanderley Pedroso.

Também estiveram presentes o CEO do Grupo Servidone, Marcelo Servidone, o presidente do Instituto Cultural da Fraternidade Universal, Dr Valdeci de Oliveira, o empresário e escritor Leandro Souza, juntamente com sua esposa,a advogada Rita Nascimento.

 

Categorias
Cultura Destaque Diário do Rio Notícias Notícias do Jornal Rio

Prêmio Ubuntu de Cultura Negra Edição de Ouro 2022

A segunda edição do Prêmio Ubuntu de Cultura Negra será realizado no dia 26 de março de 2022. Entretanto, no dia 22 de dezembro, será realizada a coletiva de lançamento da 2ª edição do Prêmio Ubuntu de Cultura Negra 2022, no auditório da Prefeitura do Rio de Janeiro.

O Prêmio Ubuntu  2022, com o tema “Representatividade e Resistência”, irá celebrar e enaltecer a cultura negra.

O evento contará com abertura para indicações, anúncio da data oficial da premiação, homenageados da edição e a programação geral. Além da premiação, com a marcante presença de Milton Cunha, Jorge Freire, Marcelo Calera e Paula Tanga.

Categorias
Destaque Notícias premiação Rio

Jornal DR1 recebe Prêmio Quality Best of the Year 2021

O International Quality Company (IQC), juntamente com a chancela da Sociedade Brasileira de Educação e Integração (SBEI) certificou no último sábado (27), em São Paulo, ao Jornal DR1 através de sua diretora-geral, Ana Cristina Campelo, o Prêmio Quality Best of the Year 2021, no segmento Canal de Notícias.

O objetivo do Prêmio Quality é contribuir na jornada contínua rumo à excelência, assegurando a prosperidade do cidadão, integridade do meio ambiente, vanguarda tecnológica e a competitividade nacional. Além de ser uma ferramenta fundamental para divulgar o esforço pela qualidade de organizações e profissionais, destacando casos de sucesso.

A premiação foi concedida ao Jornal DR1 por reconhecimento do elemento fundamental, que é a busca da excelência no desempenho da empresa e profissionais.

“O jornalismo tem como objetivo gerar o debate público, além de levar a informação para toda a população. Certamente, ser reconhecida por esse trabalho grandioso é um orgulho indescritível”, contou a diretora-geral, Ana Cristina Campelo de Lemos Santos.

Esteve presente na cerimônia também o colaborador do Jornal DR1, Carlos Augusto Aguiar.

“Tenho muito orgulho por receber esse prêmio tão grandioso e significativo. Certamente, receber essa honraria é de extrema importância para todos que fazem parte da equipe do Jornal DR1. E seguiremos oferecendo, todos os dias, uma informação de qualidade devido aos bons resultados que o jornal apresenta”, concluiu o colaborador do Jornal DR1, Carlos Augusto Aguiar.

 

Categorias
Destaque Notícias

Diretora do jornal, Ana Cristina Campelo de Lemos Santos recebe Prêmio Latino-Americano de Qualidade Law Awards 2021

Na última quinta-feira (25),  diretora-geral do Jornal DR1 e titular do escritório Lemos Santos Advogados Negócios e Orientações, Ana Cristina Campelo de Lemos Santos foi contemplada com o Prêmio Latino-Americano de Qualidade Law Awards 2021 em cerimônia realizada no Hotel Sheraton, em São Conrado, na Zona Sul do Rio de Janeiro. O evento premiou mais de 300 empresas, em diversas categorias, de grande prestígio no Brasil e em toda a América Latina. 

“Como dizia a minha xará Ana – Cora Coralina – irei utilizar as palavras dela:  ‘Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende’. Assim devemos seguir “, celebrou a doutora Ana Cristina, ao ser agraciada com a medalha e o prêmio.

Doutora Ana Cristina e equipe (Foto: Arquivo Pessoal)

O presidente Daniel Maximilian da Costa celebrou o sucesso que foi a premiação no Rio de Janeiro e prevê um cenário mais otimista com a melhora nos dados que envolvem a pandemia da Covid-19.

“Estamos realizando uma reunião de networking. Tivemos a cerimônia de certificação e reconhecimento das empresas presentes no evento. Ao todo, cerca de cinco mil empresas participam do nosso grupo, em 19 países. Sem dúvidas, o Brasil é um país indicado devido às atividades executadas, as possibilidades de conectar membros presencialmente. Tenho certeza que conseguimos escolher uma das cidades mais bonitas do mundo para realizar um evento empresarial sendo o mais importante da América Latina. Após um período difícil da pandemia da Covid-19, estou sentindo um enorme sentimento de alívio e felicidade no momento”, comentou 

O Instituto Latino-Americano da Qualidade (LAQI) é uma organização privada sem fins lucrativos, fundada na Cidade do Panamá, que tem por objetivo promover e apoiar a competitividade das empresas e organizações latino-americanas, promovendo uma cultura de Responsabilidade Total através do “LAEM”. conceitos de: Qualidade Total, Responsabilidade Social Corporativa, Desenvolvimento Sustentável, Comércio Justo e Qualidade Educacional.

A LAQI fornece business intelligence para mais de 3.000 empresas da região, por meio do desenvolvimento de conferências internacionais e reuniões corporativas, que são reconhecidas como as melhores na área da Qualidade. Da mesma forma, a LAQI produz mensalmente a “Quality Magazine”, revista líder em negócios responsáveis ​​e de qualidade, além de reportagens investigativas

Categorias
Destaque Notícias

Prêmio ANJ de Liberdade de Imprensa de 2021 homenageia a cooperação jornalística

A importância do jornalismo e da cooperação entre as empresas jornalísticas e seus profissionais no enfrentamento da pandemia no país levaram a Associação Nacional de Jornais a dividir o Prêmio ANJ de Liberdade de Imprensa de 2021 a duas iniciativas que se destacaram nesse objetivo: o Consórcio de Veículos de Imprensa e o Projeto Comprova.

O Consórcio de Veículos de Imprensa foi formado para reunir e divulgar dados confiáveis a respeito da pandemia no país, depois que ficou evidente que o governo federal poderia manipular ou omitir informações sobre as consequências da Covid-19 no Brasil. A iniciativa partiu de seis veículos de imprensa: O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, Extra, UOL e G1.

O Projeto Comprova realiza trabalho de checagem de fatos como forma de combater a desinformação. Reúne dezenas de jornalistas de mais de 30 veículos de todo o país e tem sido fundamental no esclarecimento das informações a respeito da pandemia no Brasil.

Para Marcelo Rech, presidente da ANJ, a premiação é um reconhecimento ao jornalismo profissional como atividade em favor do bem comum:

Ao dividirmos o prêmio entre o Comprova e o Consórcio estamos destacando para o país que as empresas jornalísticas e seus profissionais vêm cumprindo com grande eficiência a missão de trazer a público o que interessa aos cidadãos. Num momento de tanta desinformação, o jornalismo ganha relevância como antídoto contra a manipulação dos fatos com objetivos autoritários e obscurantistas.

O prêmio ANJ de Liberdade de Imprensa de 2021 será entregue a representantes do Projeto Comprova e do Consórcio de Veículos de Imprensa no dia 1º de dezembro.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS – ANJ

Categorias
Destaque Notícias do Jornal Social

Equipe do Jornal DR1 é homenageada pelo Instituto Cultural Giuseppe e Anita Garibaldi

Na última sexta-feira (22), parte da equipe do Jornal DR1 participou do evento realizado pelo Instituto Cultural Giuseppe e Anita Garibaldi que foi realizado no Hotel Continental, na cidade de Porto Alegre – Rio Grande do Sul.

Nesta mesma noite a advogada, jornalista e Diretora Geral, Ana

Dra Ana Cristina Campelo de Lemos Santos é homenageada pelo ICGAG. Foto: Arquivo Pessoal

Cristina Campelo de Lemos Santos foi premiada com o Troféu Guerreiro 2021, onde homenageia a expressa contribuição à sociedade brasileira. Estiveram também presentes o Advogado, jornalista e colunista do Jornal DR1 Carlos Augusto Aguiar e o Biólogo e colunista Vitor Chimento.

Na última edição da revista ICGAG houve também mais uma homenagem a Dra Ana Cristina

Última edição da Revista ICGAG. Foto: Arquivo Pessoal

Campelo de Lemos Santos e também houve a publicação do artigo do colunista do Jornal DR1 Vitor Chimento que tem como tema o Caldeirão dos Jesuítas. Leia o artigo completo abaixo:

O CALDEIRÃO DE SANTA CRUZ DO DESERTO OU CALDEIRÃO DOS JESUITAS – HOLOCAUSTO DA SECA, UMA CHACINA QUE A HISTORIA DO BRASIL ESQUECEU

    O Caldeirão de Santa Cruz do deserto faz parte dos chamados movimentos messiânicos.

    O messianismo é um termo restrito a crença na vinda – ou no retorno- de um enviado divino libertador, um  messias, com poderes e  atribuições que aplicará ao cumprimento da causa de um povo ou um grupo oprimido. assume a forma de uma monarquia politica, e o proprio rei com sua dinastia, transforma-se no seu elemento determinante. O rei representa o povo, e, através dele o povo age com unidade politica. Ele pode ser compreendido como uma crença, por isso o nome remete a idéia vinculada a uma tradição judaica-cristã inscrita no ideal de um povo escolhido, e, representa, em parte os movimentos populares, de cunho religioso  que ocorreram no Brasil.
Uma relação aparente que une esses movimentos, além das questões sociais, é o forte senso de coletividade, na medida que sobrepuja as individualidades, em nome do bem comum, envolvendo, sempre, a historia e as necessidades do coletivo, na transformação da terra para todos e não para um só. O forte senso comunitário forma uma irmandade com leis próprias para reduzir as desigualdades. O elemento religioso é sua maior caracteristica.
No Brasil, os movimentos messiânicos foram marcados pelo sebastianismo  portugues (movimento profético messiânico apoiado na crença que o rei portugues Dom Sebastião, desaparecido em 1578 na batalha de Alcácer-Quibir, iria regressar, a Portugal, numa manha de nevoeiro, para conduzir o povo a uma nova era de esplendor), com comunidades fundadas e d  por um  líder religioso.
A região do Nordeste brasileiro por muito sofreu com o autoritarismo dos latifundiários locais, denominados coronéis.  As alianças políticas aumentavam o seu poderio e legalizava, com isso, os maus tratos aos moradores carentes  das localidades. A falta de expectativa em uma vida mais justa levava a população submeter-se aos mandos e desmandos dos chamados coronéis.
O Caldeirão de Santa Cruz do Deserto surgiu nas terras do Crato, interior do Ceará, cariri cearense.  Consistia  numa comunidade formada e liderada pelo paraibano, de Pilões de Dentro, José Lourenço Gomes da Silva, que ficou conhecido por beato José Lourenço.
José Lourenço e sua familia ao migrar para Juazeiro do Norte conheceu Padre Cícero de  quem , logo,  ganhou  simpatia e  confiança, tornando-se um guia espiritual para o beato que passou a incorporar as maneiras de agir, pensar e sentir do padre. Passa a fazer parte da Ordem dos Penitentes da Santa Cruz, grupo religioso secreto bastante conhecido, na época, em todo Nordeste.Arrendou , com auxilio de Padre Cícero,um lote de terra no sítio Baixada Dantas, no Município de Crato, onde, com o esforço e trabalho do beato e de seus romeiros, fizeram  com que a terra  prosperasse  e  produzisse cereais e  frutos.  Diferentemente, do que acontecia nas fazendas vizinhas, na comunidade, toda produção era, igualmente, dividida.
O beato tornou-se líder daquele povoado, e se dedicou à religião, à caridade e a servir ao proximo. Mesmo analfabeto, era ele quem dividia as tarefas e ensinava agricultura e medicina popular. Padre Cícero, sempre, enviava pessoas que precisavam de ajuda para trabalhar e obter sua fé. Após o surgimento da Sedição de Juazeiro ( Revolta ou Sedição do Juazeiro, foi um confronto ocorrido em 1914, na República Velha, entre as oligarquias cearense e o Governo Federal (Presidente Marechal Hermes da Fonseca), provocado pela interferência do poder central na política estadual nas primeiras décadas do sec. XX), por não ter participado da revolta, Zé Lourenço teve suas terras invadidas por jagunços e reconstruida, logo após o fim da revolta, pelos seus seguidores.
A Comunidade de Caldeirão de Santa Cruz do Deserto chamou a atenção por andar na  contramão do sistema injusto imposto pelos líderes regionais e pelo governo. Sobreviventes das injustiças sociais e das intempéries impostas pelo clima seco, os seguidores do beato José Lourenço conseguiram, por algum tempo, viver um regime pautado pela igualdade e fraternidade, o que desagradou  os latifundiários.
Acusados de praticar um comunismo primitivo, os moradores da comunidade relgiosa foram duramente perseguidos, pois não contavam mais com a proteção de Padre  Cícero,  falecido  desde 1934. Além do medo de que os  ideais comunistas se espalhassem pelo país, os grandes fazendeiros temiam que o exemplo de colaboração fosse seguido por outros grupos da região, podendo, assim, ameaçar a autoridade exercida por eles.
Em 1937, ano em que Getulio Vargas liderou um golpe que garantiu a sua permanência na presidencia da republica e instituiu uma severa ditadura no país, os moradores de Caldeirão de Santa Cruz do Deserto foram denunciados e acusados de praticarem o comunismo. Tropas do governo federal e da polícia militar do Estado do Ceará invadiram e bombardearam a localidade, deixando um saldo de milhares de mortos que apos o ocorrido foram enterrados em valas comunitárias.
O beato José Lourenço fugiu para Pernambuco, onde veio a falecer aos 74 anos, vítima da peste bubônica. Seu corpo foi levado para Juazeiro onde foi enterrado no cemitério do Socorro
Outros movimentos messianicos ocorridos no Brasil – Borboletas  Azuis (Campina Grande  – Pb) , Canudos (Sertão Baiano), Contestado ( divisa de Santa Cataria e Paraná), Muckers (Sapiranga-RS) , Monges do Pinheirinho (Provincia de Encantado-RS) e Monges Barbudos (Sobradinho-RS).