Categorias
eSports Jonathan Oliveira | E-Sports Jonathan Oliveira | eSports Notícias

Team One é a campeã do Six Mexico Major 2021

O Brasil mais uma vez é referência no Rainbow Six Siege, agora tendo no currículo o 2º evento principal da Ubisoft, o Six Major, realizado na Cidade do México. Dessa vez, o título ficou com os meninos de ouro, a Team One.

Atual campeão do Invitational, o Ninjas in Pyjamas enfrentou sua maior queda de todos os tempos, sendo eliminado logo na fase de grupos. Para um campeão do mundo, esse não era o desempenho esperado. Em seu grupo estavam Darkzero, DAMWON e a G2. Em uma melhor de dois, o time brasileiro teve apenas duas vitórias, porém por overtime sobre a Darkzero, e perdeu todos os demais confrontos.

Eu acredito na magia

Team Liquid e Furia passaram da fase de grupo sem problemas, mas, assim como o Ninjas, sofreram uma severa pressão. Com a Team One, não foi diferente. O grupo dos meninos de ouro teve Soniqs, BDS e Cyclops.

A Team One em seu desfalque perdeu todos os confrontos diretos, mas os brasileiros são os guerreiros que nunca desistem. Eles ainda tinham uma chance de passar da fase de grupo, caso vencessem todas as próximas partidas sem levar para o overtime.

Após a derrota no primeiro confronto contra a Cyclops, o Player Alemão postou no Twitter que havia tirado o bigode e, em uma brincadeira, a comunidade disse que era o bigode que estava enfraquecendo o time.

Depois da derrota contra a Cyclops, a Team One enfrentaria novamente todo as demais equipes do grupo. No jogo contra a BDS, os meninos de ouro se mostravam mais fortes e concentrados e conseguiram a primeira vitória do campeonato, por 7 a 5.

Foto: Ubisoft/Kirill Vision

Em seguida, a comunidade voltou a se unir, levantando a Hastag “EuAcreditoNaMagia”, para desejar forças e sorte ao time, conquistando o top 10 das trends do Twitter. Com ar de esperança para o 3º dia de confronto, a Team One teria ainda que vencer a Soniqs e a Cyclops. E, com bastante determinação, a equipe derrotou a Soniqs por 7 a 5. O confronto seguinte, novamente contra a Cyclops, definiria quem das duas equipes iria passar da fase de grupos.

Para a surpresa da comunidade, os brasileiros venceram a partida, mas, infelizmente, não foi o bastante para passar direto da fase de grupos.Mas calma, não acabou ainda. Pela primeira vez na história do R6, Cyclops e Team One conseguiram empatar em todos os aspectos de pontos: saldo de rounds, saldo de mapas e rounds vencidos. Assim, foram para o famoso e raro Tiebreak, uma terceira partida para definir quem avançaria às quartas de final. O mundo parou quando a Team One foi a vencedora do confronto.

Com as chaves definas para próxima etapa, o confronto foi contra Darkzero, com os meninos de ouro sendo os vencedores e, assim, avançando para a semifinal para enfrentar outro brasileiro, a grande Team Liquid. E, em um confronto acirrado, a Team One levou a melhor e foi para a final.

Do outro lado das semifinais, os times europeus BDS e Team Empire se confrontaram e quem saiu na melhor para encarar a Team One foi a Team Empire. No grande confronto, em uma Melhor de cinco, a Team One foi a campeã do Six Mexico Major 2021 por 3 a 2. O Brasil mais uma vez em festa, sendo referência mundial no Rainbow Six.

Atitudes polêmicas

Ainda na fase de grupos, as equipes Team One e Soniqs se estranharam. Apesar dos comuns trash talk, o jogador “Yetti” se mostrou bem desrespeitoso e acabou mandando o sinal do dedo do meio para os jogadores da Team One. Até o momento não  saiu nenhum veredito de punição, e o campeonato continuou da mesma forma.

Foto: Reprodução

A organização Soniqs Gaming, mesmo depois dessa atitude do jogador, publicou em seu Twitter mais uma farpa contra seu adversário. Como o Brasil é um país que seu povo tem muito orgulho nas horas do campeonato, foi o motivo de alimentar o combustível para os jogadores da Team One, o que acreditamos que deu forças também para serem os grandes campeões.

Logo após todo esse acontecimento entre os times, o jogador pediu desculpas pela as atitudes e mostrou respeito ao time da Team One.

Jonathan Oliveira
Designer gráfico, fotógrafo e diagramador do Jornal DR1
jonathanoliveira@jornaldr1.com.br

Categorias
Diário do Rio eSports Jonathan Oliveira | E-Sports Jonathan Oliveira | eSports Notícias Tecnologia

Ninjas in Pyjamas é a campeã do Six Invitational

Neste domingo (23) a equipe brasileira de Rainbow Six Siege Ninjas in Pyjamas foi a campeã do principal torneio da Ubisoft de nível mundial, denominado Six Invitational. Com elenco de Murilo “Muzi”, Gustavo “Psycho”, João “Kamikaze”, Gabriel “Pino”, Julio “Julio” e o técnico Dyjair “Mity” foram os encarregados de levantar o grande martelo.

Inicio de tudo

Essa história começou lá trás, quando o campeonato foi adiado por conta da pandemia do Covid-19, impossibilitando a entrada de outros países na sede do campeonato, que foi em Paris, na França. Alguns meses depois, a Ubisoft lançou uma nota em que deixava dúvidas sobre a participação dos brasileiros no campeonato, já que o governo da França não permitia voos do Brasil para o país.

Em meio ao campeonato Elite Six, um torneio continental de Rainbows Six, a Ubisoft lançou outra nota, só que dessa vez com a notícia boa de que os brasileiros iriam embarcar no campeonato. Até que chegou o dia do campeonato e os brasileiros se preparavam para o grande triunfo do cenário para o mundo.

Fase de grupos e fase eliminatória

Iniciou a fase de grupos com as equipes europeias e norte americanas dando bastante trabalho para os brasileiros, mas não foi motivo para derruba-los. As equipes Team Liquid, Faze Clan, Team One, Furia, NiP (Ninjas in Pyjamas) e MIBR, conseguiram se classificar para os Playoffs. Agora, com as chaves divididas em “Upper” e “Lower” em um modelo MD3 (melhor de três), apenas quatro organizações brasileiras iniciaram na chave Upper, sendo elas Team Liquid, Faze Clan, MIBR e NiP (Ninjas in Pyjamas).

Na chave de cima, tivemos as principais equipes do campeonato sendo rastejadas pelos brasileiros e a equipe norte americana Oxygen eliminando a equipe europeia Empire, da chave de cima, e a jogando para a repescagem.

Na primeira rodada da repescagem, tivemos também grandes equipes sendo eliminadas. A Team One tirou a atual campeã Spacestation Gaming do campeonato, por 2 a 1, e a Parabellum eliminou a campeã do Six Invitational de 2019, a equipe G2, por 2 a 0.

Não dá  para negar o quanto esse campeonato foi emocionante para o cenário do Rainbow Six Siege e para o cenário brasileiro, tendo desempenhos incríveis em equipes que ninguém dava nada fazendo um ótimo trabalho no torneio.

Infelizmente, na segunda rodada do campeonato, Team One e a Furia se despediram da França, deixando quatro equipes brasileiras para representar. Team Liquid sendo eliminada da chave de cima indo para repescagem logo na primeira rodada da fase eliminatória para a MIBR, por 2 a 0, enfrentou uma longa jornada para chegar até a final.

A cavalaria enfrentou a Parabellum, Empire, Faze Clan, TSM e a MIBR. Tem que se dizer que a Team Liquid fez uma bela performance no Six Invitational deixando os brasileiros com o coração quentinho e cheio de emoções.

Foto: Ubisoft – Kirill Bashkirov

Já na chave dos vencedores, temos que falar da nossa campeã do torneio de 2021, a Ninjas in Pyjamas, demonstrando para o que veio e sendo campeã invicta da fase eliminatória. Em sua primeira rodada, os ninjas enfrentaram logo de cara a BDS, principal time da França que era favorita para vencer o campeonato. Em um confronto acirrado, os franceses perdem de 2 a 1 para os ninjas. Depois, os ninjas enfrentaram os brasileiros. Sem muitas dores de cabeça e sem dar muitas chances para o seu rival, a NiP derrotou a Faze Clan por 2 a 0.

A final brasileira do Six Invitational

Foto: Ubisoft/Kirill Bashkirov

Com a Ninjas in Pyjamas eliminando todos a sua frente, chegou seu momento de disputar para chegar na final do campeonato e, assim, garantindo o seu segundo lugar e ainda um ponto de vantagem.

Seu confronto foi com a MIBR, podendo se dizer assim que foi um confronto e tanto. Ambas focadas, as duas equipes foram bastante determinadas para esse duelo, mas só uma poderia sair como vencedora da chave dos vencedores. Não sendo diferente e com bastantes emoções, a Ninjas in Pyjamas vence a MIBR por 2 a 1.

Na quinta rodada da fase eliminatória, o confronto poderia definir uma final entre brasileiros e essa responsabilidade ficou nos ombros da Team Liquid, enfrentando a TSM, uma equipe que mesmo indo para a chave de repescagem logo de inicio também mostrou resistência eliminando a Mkers e a BDS do torneio. Agora no jogo que poderia provar a força da região brasileira, a TSM enfrenta a cavalaria. Em uma luta emocionante, a Team Liquid se mostrou forte e consistente, virando o jogo a seu favor, e acabou eliminando a TSM do campeonato por 2 a 1, assim trazendo independente do time, o prêmio mundial da ubisoft para o Brasil.

Por conta da repescagem, a MIBR enfrentaria na final da Lower a equipe Team Liquid e, com um espírito de poder retribuir o que tomou no inicio dos Playoffs, a Liquid massacrou a MIBR na final de repescagem por 2 a 0, sendo assim definitivo o jogo da Team Liquid contra a Ninjas in Pyjamas.

Campeonato com alegrias e tristezas

Durante a fase eliminatória, o Brasil recebeu a triste notícia de que o pai do jogador brasileiro Luccas “Paluh” Molina veio a falecer. O jogador relatou em meio a rede social do Twitter. Paluh chegou a conversar com seu pai e sabia que foi internado, mas não sabia que o caso dele estava grave. O pai demonstrou ser forte para filho não desistir.

Morre pai de Luccas “Paluh” Molina. (Foto: Ubisoft)

Jonathan Oliveira
Designer gráfico, fotógrafo e diagramador do Jornal DR1
jonathanoliveira@jornaldr1.com.br

Categorias
Diário do Rio Notícias Notícias do Jornal Tecnologia

Miranda: FALA DELA!

Rafaela “Miranda” foi a primeira mulher a disputar o Campeonato Brasileiro de Rainbow Six Siege. Devido a problemas de saúde do jogador Vinícius “Vnx” Mello, a jogadora acabou se tornando titular do time da INTZ. Com a sua estreia no BR6, em um jogo contra o time da Fúria, conseguiu demostrar que não estava para bobeira. Mesmo com a derrota, provou que estava lá para evoluir e não foi diferente em seu segundo jogo contra a Faze Clan, que era o atual líder do campeonato. Com um belo destaque, a jogadora e seu companheiro de equipe Victor “Hornetão” fizeram um bom trabalho de equipe e deram a primeira vitória do campeonato para a INTZ.

Miranda também defende o time feminino da INTZ, ao lado de Danielle “Cherna”, Gabriella “Skadi”, Leticia ”Cristalz7”, Bruna “Maligna” e a ex-Caster do Rainbow Six Latam “Luli”. Juntas, conquistaram o terceiro lugar no primeiro estágio do Circuito Feminino de Rainbow Six.

A representação da jogadora no cenário brasileiro traz e mostra a importância de tornar o campeonato mais misto e colocar mais jogadoras para a competição, em nível Séria A. Mesmo com dificuldades de apresentar as mulheres no mundo do eSports, essas representações dão cada vez mais força para tornar o ambiente mais diversificado e mais representativo.

Jonathan Oliveira 
Designer gráfico, fotógrafo e diagramador do Jornal DR1
jonathanoliveira@jornaldr1.com.br