Categorias
Cultura Destaque Educação Notícias Política Rio

Ensino presencial será retomado em mais escolas municipais no Rio

A Secretaria Municipal de Educação do Rio vai retomar o ensino presencial em mais unidades da cidade. Na quarta-feira, dia 21/4, 301 unidades receberão alunos. E na quinta-feira, dia 22/4, mais 63 escolas retomam com o ensino presencial. Além disso, poderão voltar à sala de aula, além de crianças da Pré-escola, 1º ano e 2º ano, estudantes do 3º ano, 4º ano, 5º ano e 6º Ano Carioca (que tem professores generalistas, assim como as turmas dos anos iniciais). Com isso, a SME volta a oferecer aula presencial a todo Ensino Fundamental I. A partir desta semana, a rede municipal de educação do Rio terá 783 unidades escolares com ensino presencial.

O secretário municipal de Educação, Renan Ferreirinha, reforça que a rede tem um rigoroso protocolo sanitário, o que permite o retorno das aulas presenciais com responsabilidade.

“As escolas municipais do Rio ficaram cerca de um ano fechadas, sem atividades pedagógicas presenciais. As que vão retornar nesta semana, ficaram quase um ano e dois meses sem ensino presencial. Quando assumimos, em janeiro de 2021, começamos a resolver problemas de uma rede que estava muito fragilizada, sem o apoio necessário da Secretaria. Recentemente, destinamos mais de R$ 18 milhões para as unidades escolares fazerem ajustes e pequenas reformas. Antes de uma escola retomar com o ensino presencial, ela precisa passar por todas as adequações necessárias e, assim, se tornar apta a receber alunos, professores, funcionários, pais e responsáveis com segurança”, afirmou.

Ferreirinha acrescenta que a SME está pronta para ouvir a comunidade escolar e lembra que há diferentes canais para a pasta receber sugestões.

“Estamos atentos e pedimos que quem encontrar algum problema ou tiver qualquer sugestão nos comunique. Pode procurar a direção da unidade, a Coordenadoria Regional de Educação ou entrar em contato pelo 1746, o canal de atendimento da prefeitura. Agiremos rapidamente. Estamos trabalhando com muita responsabilidade para oferecer uma educação de qualidade para cada aluno da rede. Sabemos que nossas crianças precisam da escola para aprender e se desenvolver. Além do mais, para a maioria delas, a escola com as medidas sanitárias adequadas é o lugar mais seguro que elas podem ter”, reforça o secretário Ferreirinha.