Categorias
Destaque Diário do Rio Notícias Notícias do Jornal

Prefeitura libera auxílios para famílias pobres e pequenas empresas no “superferiadão”

Apenas serviços essenciais podem funcionar no Rio no superferiadão de 10 dias (de 26 de março a 4 de abril), decretado para tentar frear a covid-19. Na capital, para reduzir os impactos nas famílias mais pobres, a prefeitura passou a disponibilizar o Auxílio Carioca para 900 mil pessoas. Conforme o prefeito Eduardo Paes, são cerca de R$ 100 milhões destinados ao benefício – R$ 70 milhões da prefeitura e R$ 30 milhões da Câmara.

Inscritos no Cartão Família Carioca recebem R$ 244 (por família). Estudantes da rede municipal com Cartão Alimentação ganham R$ 108,50 cada. Famílias pobres incluídas no cadastro único da prefeitura e no CadÚnicorecebem R$ 200 cada. O auxílio também comtempla ambulantes, com R$ 500 para cada. Quem quiser saber se tem direito ao benefício tem que acessar o site www.carioca.rio.

A Prefeitura ainda anunciou dois programas para auxiliar micro e pequenas empresas: os Auxílio Empresa Carioca e Crédito Carioca. A expectativa é beneficiar 100 mil pessoas. O Auxílio Empresa Carioca prevê repasse de até um salário-mínimo por funcionário que ganhe, no máximo, três salários-mínimos. Em contrapartida, o empresário se compromete a não demitir por dois meses. Já o Crédito Carioca é uma linha de financiamento que a Prefeitura vai abrir aos pequenos empresários usando recursos privados. De início, serão disponibilizados R$ 4 milhões para empresas com faturamento entre R$ 10 mil e R$ 400 mil.